Festival do Rio 2018 #4: 'Vidas Duplas' de Olivier Assayas

Por Eduardo Cabanas (Twitter: @edu_dc)

9) Vidas Duplas (Doubles Vies, França, 2018), direção: Olivier Assayas
(Foto: Divulgação)
Olivier Assayas é um cineasta de imenso prestígio, especialmente no circuito dos festivais. Depois de anos colecionando diversos prêmios e indicações, seus novos projetos são sempre lançados com muitos holofotes e curiosidade nos maiores festivais do mundo. 
Este "Vidas Duplas" talvez não seja um de seus melhores, mas sem dúvidas é um filme delicioso de assistir. Longe de criar uma trama complexa ou profunda, Assayas constrói uma teia de mentiras, ironias e acidez que é fascinante de acompanhar. As sequências são ágeis, lotadas de personagens verborrágicos, e vão se desenvolvendo em raciocínios interessantes e momentos quase surreais. Apesar da fachada de reflexão sobre o mercado literário, a história está mais preocupada em encontrar o comportamento duplo de seus personagens e como os mesmos interpretam seus respectivos entes queridos. Engraçado e sarcástico na medida certa, "Vidas Duplas" é um tremendo acerto e uma ótima adição pra filmografia de seu talentoso diretor. Nota: 4/5 (Muito Bom)

Sobre o autor: Eduardo é produtor cultural, cinéfilo, viciado em séries, nerd nas horas vagas e autor do blog de viagens Player 1 Viajante: www.player1viajante.com
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!