Sessão Streaming #6: 'Burn Burn Burn', indie britânico na Netflix

Por Eduardo Cabanas (Twitter: @edu_dc)

Burn Burn Burn (Reino Unido, 2015), direção: Chanya Button, disponível no Netflix
(Foto: Divulgação - Netflix)
Não tem muita coisa que credencie "Burn Burn Burn", esta pequena produção indie britânica: nenhum prêmio relevante, poucos festivais e bilheteria irrisória. Mas caramba, que surpresa! Eu tenho um fraco por road movies, em especial com relatos de amizade. O filme conta a história de duas mulheres que fazem uma viagem a pedido de um amigo recém falecido. Tinha tudo para ser super pesado, mas o roteirista Charlie Covell teve a felicidade de ir na direção oposta e investir numa trama bem humorada, sensível e dedicada a mostrar a beleza dos laços de amizades verdadeiras. O rapaz do filme, numa atitude de desprendimento enorme (que eu mesmo confesso não saber se seria capaz de ter), opta por proporcionar e dividir uma última jornada com as pessoas que ele ama, ao invés de se lamentar ou desistir da vida. Desta forma, quando o desfecho chega, a gente se emociona quase naturalmente. Não por causa de um close fechado numa lágrima caindo ou por um flashback em sépia e câmera lenta. Mas por termos nos envolvido emocionalmente com o trio, com seus conflitos e sua "missão". Enfim, que delícia de filme! Felizmente existe o Netflix para reviver esses clássicos perdidos do cinema contemporâneo. Ps.: Informamos que o filme em questão pode ferir a honra e a moral da família tradicional brasileira. Nota: 4/5 (Muito Bom)

Sobre o autor: Eduardo é produtor cultural, cinéfilo, viciado em séries, nerd nas horas vagas e autor do blog de viagens Player 1 Viajante: www.player1viajante.com
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!