'Uma Noite de 12 anos': entre a ditadura e a cicatrização

Crítica por Eduardo Cabanas (Twitter: @edu_dc)

"Uma Noite de 12 Anos", Direção: Álvaro Brechner (Foto: Divulgação - Vitrine Filmes)
A década de 70 foi um período das trevas na América Latina, quando diversos países passaram por ditaduras militares terríveis, responsáveis por inúmeras mortes e violações dos direitos humanos. É natural, portanto, que as filmografias locais espelhem até hoje casos e histórias desta época tão aterrorizante, até como processo de contínua (e talvez interminável) cicatrização.

"Uma Noite de 12 anos" estreia como parte deste movimento, apostando numa investigação profunda e angustiante do que foram os calabouços do regime civil-militar do Uruguai. A trama segue três prisioneiros políticos e os motivos que os levaram a ter seus direitos cassados, assim como tudo o que perderam enquanto cidadãos e seres humanos. O diretor Álvaro Brechner opta por uma abordagem íntima, ao mostrar seus empenhos em se manterem lúcidos e agarrados à vida mesmo numa situação de extremo terror. 

(Foto: Divulgação)
Entretanto a parte mais fascinante no trabalho do diretor, que também assina o roteiro, é conseguir trazer a humanidade inclusive nos militares. Os momentos de "interação" entre os três protagonistas são sim impactantes, mas as breves passagens dos mesmos com seus torturadores merecem um destaque especial. Louvar seus iguais é importante, mas achar as conexões pessoais com o inimigo é um exercício de empatia admirável e um esforço ainda mais difícil. 

Neste ponto que "Uma Noite de 12 Anos" encontra sua maior virtude, é um filme de profunda humanidade, que também consegue ser didático e informativo ao mesmo tempo. Se junta de imediato a outras obras latino-americanas sobre o assunto, como "O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias" ou "Dossiê Jango", que deveriam fazer parte dos currículos escolares e dos sistemas de educação de seus respectivos países. Ao subir os créditos finais, com os vislumbres da retomada da democracia, passamos a entender a importância de um processo sério de cicatrização para brutalidades como essas jamais voltem a acontecer. E a necessidade assustadora de ter que se martelar isso nos dias de hoje, só torna a mensagem ainda mais relevante.

Nota: 5/5 (Excelente)

Mais informações:
- Elenco, fotos e ficha técnica completa: www.imdb.com/title/tt6792282
- Distribuidora: Vitrine Filmes

Sobre o autor: Eduardo é produtor cultural, cinéfilo, viciado em séries, nerd nas horas vagas e autor do blog de viagens Player 1 Viajante: www.player1viajante.com
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!