Reencena: Sundance, um dos festivais mais importantes do mundo

Por Eduardo Cabanas (Twitter: @edu_dc)

(Foto: por Jemal Countess, Divulgação)
A primeira coluna Reencena de 2017 chega pegando carona na abertura do Festival de Sundance nos Estados Unidos, que começa sua programação hoje dia 19 de janeiro. Ao invés de analisar os selecionados para a atual edição, vamos dar uma rápida olhada na história deste festival que tanta gente presta atenção, incluindo a própria Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

Realizado anualmente na pequena cidade de Park City, estado de Utah, o Sundance Film Festival foi fundado em 1978, ainda sob o nome de US Film Festival, como parte de uma iniciativa de se atrair mais cineastas ao estado de Utah. A primeira edição foi realizada em Salt Lake City, capital do estado, e teve como jurados nomes importantes como Verna Fields (montadora vencedora do Oscar por "Tubarão"), Katharine Ross (premiada atriz de "Butch Cassidy" e "A Primeira Noite de um Homem"), dentre outros. 

Em 1981 o festival foi transferido para Park City, sua atual sede, e fixado no mês de janeiro, para aproveitar o turismo de inverno que já existia na região. Dez anos depois, sob liderança de Sterling Van Wagenen (produtor de cinema e teatro) e Robert Redford (ator que dispensa apresentações), o nome US Film Festival foi aposentado, dando lugar a Sundance Film Festival, em homenagem ao personagem de Redford em "Butch Cassidy".

Hoje em dia, Sundance pode ser considerado um dos festivais mais importantes do mundo, ao lado de Berlim, Veneza e Cannes. Sua curadoria, focada em produções independentes, é extremamente bem vista entre críticos, jornalistas e cinéfilos. Um prêmio nas categorias principais, ou as vezes a mera indicação, pode ser o suficiente para fazer a carreira de um filme na temporada de prêmios. O próprio Oscar há anos vem olhando para Sundance, frequentemente trazendo algum de seus vencedores nas listas de Melhor Filme, Direção ou Roteiro. 

(Foto: por Jonathan Hickerson, Divulgação)
Vamos agora relembrar algum dos grandes destaques vindos de Sundance nos últimos anos? Confiram uma lista com dez produções que saíram do festival e fizeram muito barulho ao redor do mundo:

- Rio Congelado (2008) - Vencedor da "Grand Jury Prize: Dramatic" (prêmio principal de ficção). Apareceu no Oscar com indicações a Melhor Atriz (Melissa Leo) e Roteiro Original.

- Preciosa: Uma História de Esperança (2009) - Vencedor da "Grand Jury Prize: Dramatic". Venceu os Oscars de Melhor Atriz Coadjuvante (Mo'Nique) e Roteiro Adaptado. Além de ter sido indicado  a Melhor Filme, Direção, Montagem e Atriz (Gabourey Sidibe). 

We Live in Public (2009) - Vencedor da "Grand Jury Prize: Documentary". Rodou o mundo em outros festivais e ganhou nota máxima do grande crítico Roger Ebert. 

- Inverno da Alma (2010) - Vencedor da "Grand Jury Prize: Dramatic". Revelou Jennifer Lawrence para o mundo e foi indicado a quatro Oscars.

- Senna (2011) - Vencedor da "World Cinema Audience Award: Documentary". Filme sobre o eterno piloto brasileiro Ayrton Senna. Apareceu no BAFTA (maior prêmio de cinema britânico), aonde ganhou na categoria Melhor Documentário.

Indomável Sonhadora (2012) - Vencedor do "Grand Jury Prize: Dramatic". Revelou a pequena notável Quvenzhané Wallis e recebeu quatro indicações ao Oscar.

Sem Segurança Nenhuma (2012) - Vencedor da "Waldo Salt Screenwriting Award". Revelou o diretor Colin Trevorrow, responsável por "Jurassic World" e pelo futuro Episódio IX da saga "Star Wars".

Fruitvale Station: A Última Parada (2013) - Vencedor do "Grand Jury Prize: Dramatic". Revelou Ryan Coogler e Michael B. Jordan, que depois fizeram "Creed: Nascido para Lutar" e atualmente trabalham na adaptação de "Pantera Negra" para Marvel. O filme ganhou diversos prêmios ao redor do mundo, incluindo no Festival de Cannes.

- Whiplash: Em Busca da Perfeição (2014) - Vencedor do "Grand Jury Prize: Dramatic". Recebeu três Oscars, incluindo Melhor Ator Coadjuvante (J.K. Simmons), Edição de Som e Mixagem de Som. Revelou o diretor Damien Chazelle, que hoje está em evidência por conta de "La La Land: Cantando Estações" (veja nossa crítica aqui).

Cartel Land (2015) - Vencedor do "Directing Award: U.S. Documentary". Recebeu indicação ao Oscar de Melhor Documentário e venceu o prêmio máximo do Directors Guild of America.

E este ano? Qual será o filme que vai convencer o exigente público de Sundance e conquistar o mundo? Vamos ficar de olho!

Sobre o autor: Eduardo é produtor cultural, cinéfilo, nerd nas horas vagas e autor do blog de viagens Player 1 Viajante: www.player1viajante.com
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!