Primeiro Ato: Conheça o ator Rodrigo Ferrarini, de 'O Amor de Catarina'

Por João Guerra
Rodrigo Ferrarini (foto: Divulgação)
O Primeiro Ato dessa semana apresenta o ator curitibano Rodrigo Ferrarini, que está no longa "O Amor de Catarina" que estrela a atriz Kéfera Buchamann que estreia amanhã (17/11), nas principais salas de cinema.


Cinema 

Talita Carauta e Rodrigo Ferrarini - filme "S.O.S Mulheres Ao Mar" (foto: Divulgação)
Integrou o elenco de diversos trabalhos dos quais destacam-se  os longas Insolação (2008) de Felipe Hirsh;Estomago (2007) e O Duelo (2015) de Marco Jorge; Mysterios (2006) de Beto Carminatti; O Sal da Terra (2003), de Eloi Pires; O Filho Eterno (2016), de Paulo Macline; Travessias (2016), de Salete Machado; KORDA (2004) de Marcos Andrade e SOS Mulheres ao Mar (2014) de Cris D’Mato. Na TV participou das novelas O Astro, A Vida da Gente, A Regra do Jogo, Nada Será Como Antes e Haja Coração; e  das séries da  Milagres de Jesus, A Garota da Moto, Terminadores e O Negócio. 

Teatro

Renata Sorrah e Rodrigo Ferrarini - Peça "krum" (foto: Divulgação)
Atuou em cerca de 25 espetáculos. Destes, destacam-se O Tempo e o Lugar, de Botho Strauss, e O que o Mordomo Viu, de Joe Orton, ambos sob a direção de Marcelo Marchioro; O Despertar da Primavera, de Frank Wedekind, e O Caminho da Montanha, de Brian Friel, ambos sob a direção de Marcio Mattana;   A Melhor Parte do Homem, de Giovana Soar e Octavio Camargo, direção de Giovana Soar ; Medea Material, de Heiner Muller, direção de Mariana Percovitch; e Psicose 4.48, de Sara Kane, direção de Marcos Damaceno.  

Com a Pausa Companhia de Teatro produziu e atuou nas peças AperitivosRoteiro Escrito com a Pena da Galhofa e a Tinta do Inconformismo Menos Emergências.

Com a Cia. Portátil produziu e atuou nas peças As Fabulosas, texto e direção de Rafael Camargo, e as criações coletivasLingüiça no Campo Preta Porquê?.

Integra o elenco da Cia Brasileira de Teatro desde 2007 e atuou com o grupo nas peças Apenas o Fim do Mundo, Vida, Isso te Interessa? e Krum. Este último produzido em parceria com Renata Sorrah. É co-fundador da Cia Teatro de Breque e como ator participou das peças Um Carvalho e A Maldita Raça Humana.  

Prêmios
Melhor ator no 7° Festival de Cinema de Curitiba, pela atuação no curta Eternamente
Melhor ator coadjuvante pela atuação em Travessias, no 8° Festival de Cinema da Lapa 
Troféu Gralha Azul pelo trabalho na peça Vida. 

Confira o Ping-Pong com Rodrigo Ferrarini


Nome: Rodrigo Ferrarini

Idade: 37 anos

Onde Nasceu? Curitiba

Signo: Aquário

Peso: 74kg

Altura: 1.82

Apelido: não tenho

Qual é sua maior qualidade? Paciência. 

Qual é o seu maior defeito? Não sei dançar. 

O que você mais aprecia em uma pessoa? Bom caráter. 

Seu esporte favorito é: Ginastica Olímpica

Sua comida preferida? bobó de camarão

O que é felicidade? estar com a família e com os amigos

Quem você gostaria de ser se não fosse você mesmo? Uma cantora negra, qualquer uma delas. 

Qual é sua cor favorita? Azul

Um lugar no mundo?  minha casa.

Uma lembrança olfativa? Cheiro de biscoito assando nas ruas de Amsterdam

Um animal que gostaria de ser e porque ? Uma ave. Queria saber voar. 

Quais são seus autores preferidos? Dalton Trevisan e Charles Bukowski

Um Livro? "Pergunte ao Pó de John Fante"

Um ator? Philip Seymour Hoffman

Uma atriz? Viola Davis

Um super herói e Pq? Chapolin Colorado. Ele é o mais humano e o mais autêntico. 

Qual é o lema de sua vida?  Trate as pessoas como você gostaria de ser tratado. 

Uma frase: Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo ou todas as pessoas durante algum tempo, mas você não pode enganar todas as pessoas o tempo todo.

Uma mania: organização

Um filme: "Vocês os Vivos de Roy Andersen"

Cidade ou campo? Pq? Cidade. Eu gosto de não precisar ir, eu gosto de já estar. 

Dia ou noite? Pq? Noite. Gosto do silêncio da madrugada. 

Um sonho de consumo não realizado:  Fazer uma longa  viagem ao redor do mundo sem planejamento

Uma lembrança de infância:  o dia que eu vi o balão mágico num parque em Curitiba. 

Uma vaidade:  Roupas novas. 

Qual é o seu maior medo?  Meu maior medo é com o futuro do país e do mundo. Grandes crises levaram gente como Hitler ao poder e estou com medo desse novo ciclo que está começando. Espero um dia olhar pra trás e perceber que eu estava enganado. 

O que o tira do sério? intolerância 

Sua maior conquista? meus amigos

O que você gosta no próprio corpo? os olhos.

O que você não gosta no próprio corpo? o resto. 

Defina-se em uma palavra = excêntrico 

O Começo?  É sempre hora de começar de novo mantendo as conquistas e superando os erros. 

Como foi sair do sul para tentar a carreira longe de casa? Eu sempre viajei muito a trabalho. Hoje em dia o lugar em que moro diz mais respeito a uma opção de vida do que de trabalho. 

Como foi o processo para construir a personagem do filme "O Amor de Catarina" que estreia amanhã em todo o Brasil? Foi um processo bem tranquilo com vários encontros dedicados aos ensaios. Nós nos concentramos especialmente na relação das personagens pra afinar nossa sensibilidade juntos e encontrar os sentidos de cada cena. Nós sabíamos que o tempo no set seria curto, então nos preparamos bastante pra esse momento.  O Júlio está enfrentando a dor de uma separação e isso que faz com que ele retorne à casa da avó em busca de refúgio.  O reencontro com ela é uma espécie de reencontro consigo mesmo.

Assista ao trailer de "O Amor de Catarina"



Você tem um currículo extenso no teatro, e uma das peças que assisti com você, foi Krum que você faz em parceria com a atriz Renata Sorrah e um elenco incrível, conta pra gente um pouquinho da produção desses espetáculo.  A peça foi produzida pela Renata e pela Cia Brasileira que é um grupo de Curitiba que eu trabalho há 10 anos. Na peça eu faço o Tachtich. Ele é bem sucedido financeiramente, mas é doente de amor por Truda, a personagem da Renata. Esse amor é correspondido com completo desprezo. 

Vida de ator? Não conheço outra. 

Família? Meu porto seguro. 

Teatro ? É o lugar onde a sociedade se enxerga e reflete sobre si. É político sempre, independente do tema. 

Cinema ? Tenho uma relação de profunda afinidade com o cinema. Poucas coisas me deixam tão feliz quanto estar num set. 

Projetos? Estreio esse ano ainda em Curitiba com a Cia Teatro de Breque a peça Não Contém Gluten feita a partir de um texto do meu amigo Sérgio Roveri. A direção é de Assis Benevenuto. No ano que vem vou fazer "O Autor" com o Paulo José. O texto é britânico e vai ser a primeira vez que uma tradução minha será encenada. 

Futuro? Eu deixo a água me levar e não gosto de planejar. Só quero estar vivo e com saúde. 

Quem é Rodrigo Ferrarini? Eu cresci na periferia de Curitiba e a minha infância foi nos anos 80. Eu experimentei todas as maravilhas que foi viver nessa época e todas as dificuldades de uma família humilde. Comecei a carreira aos 14 anos e o teatro me transformou e me transforma até hoje. Não consigo imaginar como seria minha vida longe do palco e longe  dos amigos que conquistei. 

Sobre a coluna
Senhoras e senhores, aqui no "Primeiro Ato", vamos conhecer um pouco mais das pessoas que fazem parte da cena cultural, seja uma atriz, um produtor executivo ou até mesmo um fotógrafo que são destaques no cenário cultural do Rio de Janeiro quiça do país. Vamos saber o que eles pensam, o que eles gostam, a sua cor favorita e até mesmo o seu maior defeito. E é claro, vamos contar também a sua vida e sua história na arte. A cada coluna, vamos trazer um artista novo e novas curiosidades. Você também pode enviar uma sugestão de entrevistado. É só enviar para gente através do nosso blog ou das nossas redes sociais (Instagram ou Facebook).

João Guerra

Formando em publicidade e propaganda pela FACHA e Produtor Cultural por vocação e chefe de cozinha por opção. Um cara tipicamente carioca, gosta da praia, do sol e principalmente das manhãs de domingo, apaixonado por literatura, gosta de arte moderna, um profundo admirador de arquitetura e um amante da culinária. Gosta do que é bom e refinado, às vezes chato. Amante da cultura brasileira, dos teatros e um louco por cinema.

Instagram: @joao.guerra
Facebook: João Guerra
Email: joao.guerra@contracenarte.com

Quero saber o que achou, então comenta aqui embaixo e compartilha beleza? :)
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!