'Meu Amigo Charlie Brown' sai do óbvio com montagem inteligente

Por Rodrigo Vianna

"Meu Amigo, Charlie Brown" chega ao Rio (Foto: Reprodução)

Sempre fui muito cético com espetáculos infantis. Um das coisas que os meus mais de 15 anos de trabalho com crianças me mostrou é que o público infantil está cada vez mais maduro e não se encanta mais com diálogos simples e infantis. A melhor forma de atrair a atenção dos pequenos é apresentar um espetáculo original, com texto atual e muita música. Isso não quer dizer o fim de clássicos como “O Casamento da Dona Baratinha” ou “Branca de Neve”, mas sim uma reinvenção. Assim é o musical ‘Meu Amigo Charlie Brown’, que estrou neste mês no Teatro Bradesco, no Rio de Janeiro.

Com adaptação de Mariana Elisabetsky e direção e coreografia de Alonso Barros, o musical foge do óbvio e apresenta ao público uma montagem inteligente. Ousado, o espetáculo aposta na história de um dos mais famosos personagens dos quadrinhos norte-americanos: Charlie Brown, vivido por Leandro Luna. Ao seu lado, o seu fiel companheiro e simpático cachorrinho Snoopy, aqui interpretado pelo talentoso Tiago Abravanel. Aliás, depois de viver grandes personagens no palco como Tim Maia, Tiago encara um papel não tão exigente, mas com tamanha responsabilidade. Afinal, poucos sabiam que ele era apenas um coadjuvante na história. 

(Foto: Reprodução)

O elenco de “Meu amigo, Charlie Brown” (You’re a Good Man, Charlie Brown) conta ainda com Ester Elias (Sally Brown), Sabrina Korgut (Lucy Van Pelt), Guilherme Magon (Schroeder) e Mateus Ribeiro (Linus Van Pelt), assim dos Swings Tecca Ferreira e Douglas Tholedo. O destaque fica por conta da atriz Sabrina Korgut e do ator Mateus Ribeiro. Sabrina, como sempre, nos presenteou com grandes vocais e garantiu as risadas da plateia. Já Mateus chamou atenção principalmente pela dança. Impossível não se encantar com o solo (ou seria duo) onde ele dança com o seu famoso lencinho. 

Uma superprodução para todas as idades, ideal para as famílias. Bom para as crianças e melhor ainda para os adultos que acompanham estes personagens desde os anos 50. Uma história que celebra a amizade e traz personagens humanos, repletos de dilemas atuais que culminam em situações muito engraçadas, mas que mostram de maneira genuína que a felicidade está presente nas pequenas coisas, nos pequenos gestos.

Baseada na célebre história em quadrinhos criada pelo desenhista Charles M. Schulz em 1950 e até hoje publicada em milhares de jornais de todo o mundo. O texto de fácil compreensão e situações comuns no cotidiano dos pequenos ajuda o público a se identificar com os personagens. Quem nunca ficou chateado com o professor porque ele deu nota baixa para o seu trabalho de ciências, ou nunca se irritou com um brinquedo? Apesar de ser um espetáculo infantil, “Meu amigo, Charlie Brown” agrada também o público adulto, sem precisar recorrer a piadas e personagens caricatos.

(Foto: Reprodução)

As canções originais são de Clark Gesner, canções adicionais de Andrew Lippa. Direção original de You're A Good Man, Charlie Brown (versão 1999), de Michael Mayer. A Direção Musical e regência são assinados por Alexandre Queiroz e Direção Vocal por Rafael Villar. Cenografia de Chris Ayzner e os figurinos de Jô Resende são uma releitura da criação de Schulz, contudo não perdem a identidade e referências desse artista. A iluminação é de Paulo César Medeiros e a Realização da Néctar Cultural.

Adaptação
Uma das histórias em quadrinhos mais populares e queridas de todos os tempos, o Peanuts da turma de Charlie Brown, Snoopy, Lucy e cia., foi adaptada para diversas formas de entretenimento: cinema, séries e especiais de TV, discos, livros, parques temáticos e, claro, espetáculos musicais. You’re a Good Man, Charlie Brown estreou Off­Broadway em 1967, com cerca de 1600 apresentações. Uma segunda versão seria montada em 1971. 

A versão definitiva é a de 1999, da qual Meu Amigo, Charlie Brown foi adaptada e recebeu dois prêmios Tony (melhor ator e melhor atriz em musical) e três prêmios Drama Desk (melhor remontagem de musical, melhor ator e melhor atriz). Essa montagem teve duas adaptações para a TV americana: um especial com atores na rede NBC e um especial de animação na CBS. No Brasil a mesma montagem ganhou em 2010 o prêmio FEMSA Coca­Cola para melhor cenário, produção e atriz coadjuvante.

(Foto: Reprodução)

A História
“Um dia na vida de Charlie Brown”. Assim os autores resumem a história deste musical. Um dia recheado de pequenos momentos, do extremo otimismo ao desespero total, tudo isso misturado às vidas de seus amigos e colocado juntos num único dia, de uma linda e incerta manhã a um pôr do sol cheio de esperança. O universo de Charlie Brown se caracteriza pelo humor delicado e melancólico, com personagens inteligentes, sensíveis, mordazes e criativos que provocaram uma revolução no mundo das histórias em quadrinhos. Afinal, o protagonista é um menino cheio de preocupações e com algumas frustrações. Todos personagens refletem sobre a simplicidade e a complexidade do cotidiano, além de questionarem e tentarem entender tudo que os rodeia.

A dramaturgia e a música propõem o encontro do menino Charlie Brown com o mundo que o cerca, e sua constante busca pelo significado das coisas e dos sentimentos.

Ficha Técnica:

Um Musical de Clark Gesner
Versão Brasileira – Mariana Elisabetsky

Elenco:
Tiago Abravanel ­ Snoopy
Leandro Luna ­ Charlie Brown
Sabrina Korgut ­ Lucy Van Pelt
Ester Elias ­ Sally Brown
Guilherme Magon ­ Schroeder
Mateus Ribeiro ­ Linus Van Pelt
Tecca Ferreira ­ Swing feminino
Douglas Tholedo ­ Swing masculino

Direção e Coreografia – Alonso Barros
Diretor Musical e Maestro Regente – Alexandre Queiroz
Direção Vocal – Rafael Villar
Direção de Produção – Néctar Cultural
Cenários – Chris Aizner
Figurinos – Jô Resende
Iluminação – Paulo César Medeiros
Stage Manager – Pedro Veras
Assessoria Jurídica – Marcelo Takeyama
Fotógrafo – Caio Gallucci
Comunicação e Filmes – Ponto Case
Assessoria de imprensa – Casé Assessoria
Realização – Néctar Cultural

Serviço: 

“Meu amigo, Charlie Brown - Um Musical da Broadway”

Temporada: 12 de novembro a 04 de dezembro 
Local: Teatro Bradesco RJ, Shopping Village Mall, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.
Ingressos: entre R$50 e R$120
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!