Sandy faz show para 2 mil fãs no Rio com direito making of de DVD

Por Rodrigo Vianna

Sandy no show " Meu Canto", no Vivo Rio (Foto: Ricardo Nunes/Divulgação)

Ela está de volta. Sandy trouxe a sua nova turnê, “Meu Canto”, ao Rio de Janeiro. A cantora se apresentou para 2 mil pessoas, segundo os organizadores, na noite desta sexta-feira (20), no Vivo Rio, no Aterro do Flamengo. A turnê é resultado do lindo show gravado no Theatro Municipal de Niterói, no final do ano passado, que resultará no segundo DVD da carreira solo da cantora, intitulado “Meu Canto – Ao Vivo”, com previsão de lançamento em junho. Sandy se apresenta ainda neste sábado (21), com ingressos esgotados. 

Com cenário imponente e repertório misto, a turnê estreou em São Paulo, no início de maio, levantando público, fãs e crítica. Depois do Rio, ela segue para Brasília (02/06), São Bernardo do Campo (10/06), Curitiba (16/06) e Goiânia (23/06). Os ingressos para todas já estão à venda. “Meu Canto – Ao Vivo” é um delicioso convite da artista para que o público entre em seu universo musical e revisite um pouco de seus álbuns: “Manuscrito”, “Sim” e, claro, “Sandy & Junior”. Grandes sucessos da cantora estavam lá, além de releituras de hits de outros artistas, como Nando Reis e Lulu Santos.

(Foto: Ricardo Nunes/Divulgação)

Nem mesmo o atraso de meia-hora desanimou os fãs, que lotaram a casa de espetáculos. O sucesso da turnê é tanto que a cantora precisou marcar um show extra (inicialmente, o Rio teria apenas a apresentação deste sábado). A cantora retribuiu com um presentão para os fãs: antes de subir ao palco ela exibiu pela primeira vez o making of do seu mais novo DVD. Gritaria foi total, seguida do silêncio. Ninguém queria perder um segundo sequer desse material inédito, que poderá ser visto no novo trabalho da cantora. Nele, ela conta como foi o processo de criação do show e a escolha das músicas. 

Por volta das 22h30, as cortinas se abriram, revelando o cenário já conhecido dos fãs, uma porta ao fundo, tapetes, lâmpadas e uma chave. A cantora surge primeiro através da sua sombra, cantando a música que dá título ao show. A letra, assim como a maioria das músicas nessa turnê, foi composta por ela: “Este show foi o resultado de um processo de busca interior, ele me reflete como artista e como pessoa. E todas as minhas escolhas para a concepção dele tiveram motivação artística”, disse ela, que assina a direção artística juntamente com o diretor-geral do projeto e amigo, Raoni Carneiro. Aliás, o diretor e a esposa, Fernanda Rodrigues, estavam entres os VIPs na plateia.

Logo no início, a cantora pediu desculpas por estar um pouco rouca por conta de uma gripe. Mas quem estava na plateia nem percebeu, e apesar de muitos já terem assistido o show várias vezes – é o caso deste colunista que escreve – a sensação era de que estávamos assistindo um show inédito, como se fosse a primeira vez. Ainda na primeira música, “Sim”, o fundo de tapetes subiu revelando as engrenagens que dão o clima do DVD. A cantora disse que quase tudo que foi usado na gravação do show está na estrada. 

Surpresas
Os fãs também fizeram sua parte e prepararam surpresas para a cantora. Na inédita “Respirar”, a já tradicional lanterna de celulares ganhou uma cor vermelha, chamando ainda mais atenção da cantora, que disse após o show, no camarim, ter ficado emocionada com a homenagem.

Além disso, após ela cantar os dois sucessos da carreira com o irmão, “Nada é por acaso” e “Desperdiçou”, os fãs puxaram “Turu turu”, também da dupla. Foi um dos momentos altos, arrancando um largo sorriso da cantora.

Entre gritos de “perfeita” e “eu te amo”, teve momentos em que a cantora precisou pedir silêncios a alguns fãs mais exaltados. Foi o que aconteceu antes da canção “Cantiga para Luciana”, onde ela presta uma homenagem ao seu avô. Durante o texto que antecede a música, um fã acabou atrapalhando a cantora aos gritos, forçando-a pedir silêncio. A atitude da cantora foi elogiada pela plateia, que aplaudiu calorosamente. Sem dúvida, esse fã poderia ter ficado sem essa nesta noite.

(Foto: Ricardo Nunes/Divulgação)

O show seguiu sem novidades, cumprindo o mesmo setlist apresentado no DVD e em São Paulo. Em “Me espera”, sucesso inédito que ela divide com Tiago Iorc, a mãe do pequeno Theo pediu aos fãs para que ajudassem fazendo a voz do cantor, que não pôde estar presente. Aliás, o mesmo aconteceu em “Olhos Meus”, que ela divide os vocais com Gilberto Gil. Entre as inéditas estão, ainda, “Salto” e “Colidiu”.

Na direção musical, Lucas Lima escalou Delino Costa (bateria e cajón), Edu Tedeschi (violão e guitarra), Eloá Gonçalves (piano, hammond e rhodes), Maurício Caruso (violão, guitarra, glockenspiel e escaleta), Patrícia Ribeiro (violoncelo) e Tiago Pallone “Djape” (baixo) para formar a talentosa banda que excursionará com a artista ao longo deste ano. Com cenografia assinada pelo renomado Zé Carratu, direção de fotografia e light designer de Carlinhos Nogueira, o show encanta por seu minucioso cuidado com cada detalhe, sempre de encontro ao universo da artista.

Os atores Marcius Melhem, Fernanda Rodrigues e Raoni Carneiro
(Foto: Ricardo Nunes/Divulgação)


Confira o setlist do show do Rio:

Meu Canto
Sim
Aquela dos 30
Ela/Ele
Perdida e salva
Segredo
Me Espera
Respirar
Escolho você
Salto
All Star (Nando Reis cover)
Olhos meus
Pés cansados
Colidiu
Morada
Cantiga Por Luciana
Sem jeito
Nada é por acaso (Sandy e Junior song)
Desperdiçou (Sandy e Junior song)

BIS
Ponto final
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!