Festival de Cannes: Breve história, selecionados e júri

Por Eduardo Cabanas 

(foto: Divulgação)
Em paralelo ao período de grandes lançamentos de Hollywood, como “Batman Vs Superman” e “Capitão América: Guerra Civil”, maio é também o mês do Festival de Cannes, o evento de cinema mais conceituado e glamouroso do mundo. Em plena Riviera francesa, o festival começa a temporada de lançamentos do “circuito de arte”, sendo o primeiro a exibir uma leva de filmes importantes e aguardados que vão povoar as centenas de festivais pelo mundo no 2º semestre.

O Festival de Cannes foi criado em 1939, como uma resposta ao Festival de Veneza que havia sido dominado pelos filmes de propaganda fascista. As obras foram selecionadas, os diretores chegaram à cidade e a primeira sessão foi iniciada: “O Corcunda de Notre Dame”, do alemão William Dieterle. Mas no mesmo dia do início do festival, Hitler ordenou a invasão na Polônia e o resto é história. Com o início da guerra, o festival foi cancelado e não voltou a acontecer até 1946.

Mesmo com início conturbado e cheio de dificuldades, Cannes prosperou com o tempo até se tornar um dos festivais mais importantes do mundo. Hoje em dia, sua importância é tamanha que a repercussão dos filmes selecionados perante o júri, imprensa e crítica do festival, pode não só moldar, como ditar a carreira do filme em questão na temporada de festivais, premiações e até no circuito comercial.

O Festival tem diversas categorias e premiações paralelas, mas o seu prêmio principal é a Palma de Ouro, uma honra inigualável na carreira de qualquer diretor. Diferente do Oscar, aonde um colegiado de mais de 6 mil pessoas vota anualmente, em Cannes o júri é composto por menos de 10 profissionais e muda todos os anos. Fica na mão deste time de cineastas, atores, roteiristas e profissionais da indústria assistir e escolher os vencedores das premiações principais.

Conheça abaixo um pouco mais do júri deste ano, que até o dia 22 de maio terá a missão de escolher o grande vencedor da Palma de Ouro de 2016.


George Miller - Presidente do Júri
Diretor das animações “Happy Feet” e da franquia “Mad Max”, que teve seu último e aclamado capítulo lançado em 2015.

Arnaud Desplechin
Roteirista e diretor francês, vencedor do César Awards de Melhor Direção com o filme “Três Lembranças da Minha Juventude”. Já teve várias obras selecionadas para a competição da Palma de Ouro, mas nunca ganhou.

Donald Sutherland
Ator canadense vencedor de 2 Globos de Ouro, atualmente mais conhecido pelo seu papel em “Jogos Vorazes” como o vilão Presidente Snow.

Katayoon Shahabi
Produtora iraniana responsável pelo documentário “Sepideh”, selecionado para a competição no Festival de Sundance, na categoria World Cinema - Documentary.

Kirsten Dunst
Atriz americana estrela da franquia “Homem-Aranha” de Sam Raimi e de filmes independentes como “Tudo Acontece em Elizabethtown”, “Maria Antonieta” e “Melancolia”, este último pelo qual ganhou o prêmio de Melhor Atriz no próprio Festival de Cannes em 2011.

László Nemes
Diretor húngaro responsável por “O Filho de Saul”, vencedor do Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira de 2016.

Mads Mikkelsen
Ator dinamarquês premiado em Cannes com o filme “A Caça” e mundialmente conhecido por conta de “007 - Cassino Royale” e a série “Hannibal”.

Valeria Golino
Conceituada atriz italiana conhecida por seu papel em “Rain Man” e premiada em vários festivais ao redor do mundo, incluindo o Festival de Veneza em duas ocasiões.

Vanessa Paradis
Atriz e cantora francesa, vencedora do César Awards em 1990 com o filme “Boda Branca”.

Veja também a lista com os filmes selecionados para a competição principal. Mais informações no site oficial (www.festival-cannes.fr).

"Agassi", Park Chan-Wook
"American Honey", Andrea Arnold
"Aquarius", Kleber Mendonça Filho
"Bacalaureat", Cristian Mungiu
"Elle", Paul Verhoeven
"I, Daniel Blake", Ken Loach
"Julieta", Pedro Almodóvar
"Juste La Fin Du Monde", Xavier Dolan
"La Fille Inconnue", Jean-Pierre Dardenne & Luc Dardenne
"Loving", Jeff Nichols
"Ma Loute", Bruno Dumont
"Ma’ Rosa", Brillante Mendoza
"Mal De Pierres", Nicole Garcia
"Paterson", Jim Jarmusch
"Personal Shopper", Olivier Assayas
"Rester Vertical", Alain Guiraudie
"Sieranevada", Cristi Puiu
"The Last Face", Sean Penn
"The Neon Demon", Nicolas Winding Refn
"Toni Erdmann", Maren Ade

Por Eduardo Cabanas
Produtor Cultural, cinéfilo e autor do blog de viagens Player 1 Viajante: http://player1viajante.wordpress.com
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!