Vídeo: Kesha se engasga em premiação contra bullying a LGBTs

Kesha durante discurso no Human Rigths Campaingn (Foto: Reprodução)

A cantora Kesha se engasgou na noite de sábado (6), depois de receber um prêmio por sua postura contra o assédio dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros jovens. A estrela pop, que diz seu produtor abusou sexualmente e psicologicamente dela, começou a se engasgar e se afastou do microfone para se recompor. O público a aplaudiu. A 'Human Rights Campaign Nashville' apresentou a cantora com o seu Prêmio Visibilidade, que a reconheceu por usar os holofotes para falar contra o bullying de jovens LGBTs.

ASSISTA AO DISCURSO COMPLETO ABAIXO!


O prêmio vem logo após a cantora perder um pedido inicial em fevereiro de ser liberada de seu contrato com o hitmaker Dr. Luke, que nega as reivindicações de Kesha e diz que a artista o está difamando.

"Muitos de vocês sabem que eu estou passando por algumas coisas pessoais que têm sido muito intensas e duras ultimamente. Eu só quero dizer obrigado pelo apoio que recebi ", disse ela ao público durante um jantar em Nashville, Tennessee, onde ela cresceu.

"Minha mensagem hoje é não ter medo de falar contra qualquer injustiça que você passar", disse ela. "Não podemos ter medo de lutar por nossa dignidade. Estes são os nossos direitos humanos básicos", completou.

Kesha disse que seu hit de 2010 "We R Who We R" se destinava a ser um hino de orgulho para os jovens que se sentiram vítimas.

Abuso sexual
Kesha afirma que Luke fez com que ela cheirasse uma substância antes de embarcar em um avião e, então, ele a violentou, enquanto ela estava dopada. Em outra ocasião, segundo Kesha, ele supostamente deu "pílulas de sobriedade" para a cantora e ela acordou nua na cama do produtor, sem se lembrar de como ela chegou lá. Ela também relatou um incidente em que o produtor supostamente veio para ela "violentamente a atingindo com os braços". Isso fez com que ela corresse descalça pelas ruas.

"Esta ação é um esforço sincero de Kesha para recuperar o controle de sua carreira musical e sua liberdade pessoal, depois de sofrer por 10 anos como uma vítima de manipulação mental, abuso emocional e sexual nas mãos de Dr. Luke", disse o advogado de Kesha.

*** Com informações do G1.

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!