‘O Primeiro Musical’ é uma divertida viagem a antigos comerciais

Por Rodrigo Vianna

"O Primeiro Musical a gente Nunca Esquece" encerra temporada neste fim de semana (Foto: Divulgação)

“Dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola e picles num pão com gergelim...”. Você certamente lembra desse jingle de uma famosa rede fast food. Esse e outros sucessos que marcaram a propaganda brasileira fazem parte do musical “O Primeiro Musical a Gente nunca Esquece”, que encerra sua temporada no Rio de Janeiro, neste fim de semana, no Theatro Net Rio, em Copacabana. O espetáculo une musicais e comerciais de televisão, numa divertida comédia amorosa. O musical é escrito e dirigido por Rodrigo Nogueira (Rock in Rio, o musical e Chacrinha).

Vamos começar falando da trama. “O primeiro musical a gente nunca esquece” conta a história de um casal formado por um publicitário viciado em televisão e uma dona de casa sonhadora, apaixonada por musicais. São diversas marcas lembradas nessa trajetória como: Brahma, Guaraná Antarctica, Cremogema, Estrela, Bamerindus, Honda e Pão de Açúcar. Haja merchan! Mas o que pode parecer uma propaganda gratuita, se tornou uma divertida viagem nostálgica à história da propaganda brasileira.

(Foto: Divulgação)

O texto de Rodrigo Nogueira, regado a muito humor e ironia, é outro destaque. O musical conta a história de Dora (Amanda Acosta) e Franco (Marcelo Varzea), um casal em crise, com quase vinte anos de casamento. Ele é um executivo, dono de uma grande agência de publicidade, viciado em propaganda, e ela uma exemplar dona de casa, viciada em musicais. Os fãs do extinto grupo infantil “Trem da Alegria” vão lembrar da Amanda e de sucessos que marcaram a década de 90. Cantora, e agora atriz, Amanda dá conta do recado, sem parecer caricata ou superficial.

Voltamos à história: perto de completarem 20 anos de casados, a relação do casal está desgastada e Franco já não dispensa a mesma atenção à Dora. A vida dele é do trabalho para frente da TV, enquanto Dora vive em um mundo de fantasias sempre pensando nos grandes musicais de que gosta tanto. Vivem em mundos distintos. Os musicais acabam ficando em segundo plano, diante de tanta propaganda e jingles chicletes. Acredito, até, que o espetáculo deveria se chamar “O Primeiro Comercial a gente Nunca Esquece”. Esse é o único ponto fraco (diante de tantos positivos) do musical. Somente no fim do espetáculo que fica clara essa relação musicais x Dora.

(Foto: Divulgação)

Dora, cada vez sentindo um vazio maior dentro de si, tem uma grande amiga e vizinha, a Madalena (Bia Montez), mulher mais velha que vive com seu neto Leonardo (Hugo Kerth). Franco, que mal percebe que tem um problema em casa, tem em Eliseo (Reiner Tenente), seu sócio, um grande amigo. Reiner, aliás, está em seu melhor momento, e nos presenteia com uma interpretação exemplar. Bia Montez é outra que sobe ao palco e brinca com a personagem da maneira mais natural e sem exageros. 

No dia de comemorar o aniversário de 20 anos de casados Dora prepara uma noite romântica, porém Franco se esquece da data. Em um surto explosivo, Dora destrói a televisão do marido. Um choque! Ela entra em estado catatônico e passa a não escutar mais o que falam. Ou melhor: Só escuta quando cantam.

O espetáculo se conecta aos espectadores através da emoção ao relembrar grandes clássicos do teatro musical, como Mágico de Oz e Noviça Rebelde, e 15 jingles nacionais inesquecíveis, que chegam aos palcos em forma de arte e se destacam como conteúdo cultural brasileiro. A solução para a criação de um espetáculo que mesclasse a criação publicitária com o teatro musical foi da agência CUBOCC. 

(Foto: Divulgação)

Equipe criativa
Um dos destaques dessa produção é a mistura das canções. A trilha sonora é composta por três tipos: grandes clássicos de musicais, como Mágico de Oz, Noviça Rebelde e Sweet Charity; inéditas – três novas músicas feitas por Rodrigo Nogueira e Tony Lucchesi – compositor e pianista que também assina a direção musical; e jingles históricos. 

Também fazem parte da equipe criativa Rodrigo Negri e Priscilla Mota (Coreografia), Jackson Tinoco (Cenografia), Paula Acioly (Figurinista), Adriana Ortiz (Iluminação), Carlos Esteves (Sound Designer) e Marcela Altberg (Produção de elenco). ‘O primeiro musical a gente nunca esquece’ é apresentado pelo Ministério da Cultura e Grupo Bradesco Seguros, tem a Avianca como transportadora oficial, apoio da Riachuelo e curadoria Meio & Mensagem.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!