'Florence + The Machine' despede-se do Rio com noite mágica e intensa

Por Leonardo Rebello


Florence + The Machine no Metropolitan (Foto: Graça Paes/Reprodução Instagram: @gracapaes)


Florence Welch, mais conhecida como Flow pelos fãs, presenteou o público com mais uma noite memorável, no Rio de Janeiro. A líder do "Florence + The Machine" manteve o posto de headliner da noite e não só pulou, correu, gritou como incorporou toda magia e fez de uma simples segunda-feira (14/03), uma noite mágica.

O show - ou experiência antropológica - aconteceu no Metropolitam e elevou todos os termômetros. Sabemos que a mistura de soul com rock alternativo origina esse indie pop erudito cheio de badulaques e uma harpa tiracolo, mas Flow mais uma vez nos surpreende com uma potencial vocal de tirar o fôlego. E a entrega não fica de fora, conhecida por receber todas as divindades em suas performances, Florence fez os fãs cariocas revirarem os olhos e jogarem as mãos para cima em um show coletivo e de extrema liberdade.

A verdade é que Florence Welch entende seu público e já deixou claro que para uma perfeita e intensa experiência é necessário um palco simples, mas cheio de charme de leveza, o que ficou evidente na estrutura do Metropolitan. Uma armação com placas de vidro e metal refletia todas as luzes do show, deixando uma sensação de ventania e movimento para acompanhar os saltos e quedas, mesma armação usada no festival Lollapalooza desse ano, onde mais uma vez deixou clara a intenção de transforma a noite em magia e amor.

(Foto: Nayra/Reprodução Instagram: @n4yra)

O set-list é outro ponto forte de Flow, intercalando singles dos primeiros álbuns "Lungs" e "Cerimonials", com seu novo trabalho "How Big, How Blue, How Beautiful" que aconteceu o espetáculo. Músicas como "What the Water Gave Me" , " Queen of Peace", " Which Witch" e "Drumming Song" fizeram o público delirar e marcam os pontos altos do show.

Shows inesquecíveis
O Lollapalooza já passou e deixou para os fãs cariocas uma série de shows inesquecíveis. Reunindo artistas que os fãs não esperavam, ainda mais em uma única noite. O encontro desses artistas se deu pela presença do Mumford and Sons, essa banda que inglesa que consideramos pacas. A mistura do soul, do folk e do indie encantaram o público com baladas apaixonantes e eletrizantes e dançantes singles. A banda abriu o show de florence com sucessos como "Ditmas", "Love of the Light", "Little Lion Man" e a belíssima e intensa "Dust Bowl Dance", que fez casais se abraçarem e o público chorar.

A noite foi um sucesso, o Metropolitam lotado e o público deixou a casa de shows cheio de esperança, risos e novas amizades. Podemos esperar novas visitas e próximos shows no futuro, pois se temos uma certeza, é de que sabemos fazer uma festa, ou melhor, uma noite mágica.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!