#QuinaCinematográfica: All You Need Is Love

Por Leonardo Rebello

Cena do Filme "O Segredo de Brokeback Moutain" (foto:Reprodução)
Religiosamente Quinta!

Foi preparando uma esperta quina sobre as famosas – deliciosas – aberturas de “Bond, James Bond” que acabei me enfiando nesse tal amor, ou melhor, intensos amores. Sim meus caros, partindo da ideia de que tudo se transforma, ao assistir a abertura de “007 – O Espião Que Me Amava ” revivi alguns casais do nosso tão amado cinema e vou te falar, não foi nada fácil, amores impossíveis esses!
Ah o amor, temática presente em quase todos os gêneros cinematográficos. Utilizado para evidenciar um beijo, fazer três desejos ou até mesmo largar tudo e viver como estrangeiro. Amor em preto e branco, technicolor, tiracolo e pistoleiro. Amor que nasce de uma aposta, que ganha infinitas provas e que até de Casablanca vai embora.

Entre tantas histórias e amores colocados a prova, vamos falar dos casais que nos levaram às lágrimas, que inspiraram pedidos de casamento e até mesmo tiraram mulheres do convento. E se você já consegue ouvir “All you need is love” daqui, vamos seguir!

Vamos ouvir juntos?



ANTES DE TUDO

“Antes do Amanhecer”

Cena do Filme "Antes do Amanhecer" (foto:Reprodução)
Moças e rapazes, essa trilogia é de tirar o ar. São todos os clichês amorosos juntos aos sonhos mais esperançosos. Pois bem, em algum momento da vida nos enxergamos abertos a sentir algo assim, surpreendente, um amor pelo acaso. O caso é que “Antes do Amanhecer” é um troféu para os filmes do gênero. E tal casal não poderia ficar de fora, Ethan Hawke e Julie Delpy vivem o casal Céline e Jesse. Um casal estrangeiro que dentro de um trem resolvem passar uma noite inteira juntos em Viena. O filme é baseado em uma experiência vivida pelo diretor Richard Linklater em 1989. As sequências são bem boas, uma trilogia para levar para toda vida. 


NADA DE SEGREDO

“O Segredo de BrokeBack Mountain”

Cena do Filme "O Segredo de Brokeback Moutain" (foto:Reprodução)
Bom, há muito para falar desse filme. Primeiro, vamos deixar todos os preconceitos de lado? O filme é um dos mais sensíveis que já vi, e não vai pensando que possui apenas uma belíssima fotografia, um impecável roteiro e um elenco de tirar o fôlego. Trata-se do primeiro contato com amor, e se a carne é fraca o amor machuca. Estamos falando de um casal intensidade interpretados por Jake Gyllenhall e Heath Ledger. Jack e Ennie, dois vaqueiros da região oeste dos estados unidos. O romance desencadeado pela descoberta desse amor inesperado acontece em 63 (1963) enquanto trabalham juntos no pastar de ovelhas na fictícia montanha de BrokeBack. O filme evidencia o amor entre dois homens, as políticas das sociedades conservadoras – geralmente machistas - e as consequências de nossas escolhas. Mais um filme inspire para a vida toda. 


PONTES SÃO LADOS PRÓXIMOS

“As Pontes de Madison”

Cena do filme "As Pontes de Madison" (foto:Reprodução)
Tive o primeiro contato com o filme quando estava no ensino médio, quando pensamos ter as respostas para tudo. Acredito – espero – nunca esquecer a sensação que tive ao assistir, uma história de amor onde cada personagem possui uma luz própria. São duas histórias ali, eu pensava (penso até hoje). De um lado Meryl Streep dando vida a Francesca, uma mulher forte e apaixonada pela vida. Mãe e esposa, angustiada pelas escolhas que a levaram para atual rotina. Já no outro lado, Clint Eastwood – nosso diretor queridão – nos presenteia com Robert, um personagem admirável, um homem formidável. Um fotógrafo em busca de fotos para a revista onde trabalha. Os dois vivem em quatro dias o mais puro e belo amor, onde a admiração de um pelo o outro evidenciam os verdadeiros motivos pelos quais nós – seres humanos – nos apaixonamos. 


NUNCA ESQUECEREMOS

“Tarde Demais Para Esquecer”

Cena do Filme "Tarde Demais Para Esquecer" (foto: Reprodução)
Entre tantos filmes com roteiros maravilhosos, encontramos “Tarde Demais Para Esquecer”. O filme é um remake de “Duas Vidas” de 39 (1939), um filme que reforça que o tempo é o melhor remédio e a maior esperança para os grandes amores. O filme conta a história de duas vidas, a história de Nick (Cary Grant) e Terry (Deborah Kerr) e o encontro em um transatlântico que une os dois e todas as futuras chances de ficarem juntos. Nick, um rapaz com fama de playboy e Terry, esposa prometida de um grande milionário. Após passarem um dia todo juntos em Porto Madeira, passam a enxergar um ao outro de forma diferente, e assim prometem após seis messes se encontrarem no topo do Empire State para decidir o futuro desse intenso amor. Não deixe de assistir e desvendar esse encontro. Vale muito o confere!


UMA LINDA HISTÓRIA DE AMOR

“Uma Linda Mulher”

Cena do Filme "Uma Linda Mulher" (foto: Reprodução)
O filme é um dos maiores clássicos do gênero, tão pop que já foi intimado para inúmeras tentativas de remake, mas nada disso, é um clássico e ficará como tal em nossas vidas. O filme é atrelado ao conto de Charles Perrault, uma espécie de Cinderela Moderna. O encontro de Richard Gere e Julia Roberts só poderia resultar na história de amor mais deliciosa do século. Vivian (Julia Roberts) é uma atraente prostituta e por acaso conhece Edward (Richard Gere), que a convida – contrata – para passar uma semana juntos. Após uma transformação tão mágica quanto a de Cinderela, Vivian passa a frequentar inúmeros eventos sociais ao lado de Edward e a aproximação entre os dois acaba ficando mais profunda. O relacionamento entre eles cresce e agora mais profundo eles terão que enfrentar tudo e todos para ficarem juntos. 

E aí, quantos amores consegue sentir em tão poucos minutos? Pois bem, agora que estamos juntos e mais apaixonados, vamos prometer que estaremos lado a lado? Sim, estou falando da quina é claro. 

E lembre-se, existem inúmeros rumos para os seus sentimentos. Em algum lugar há um encontro marcado junto ao acaso, e não precisa ter pressa ou se afobar, uma hora acontece. E quando acontecer deixe-se levar, elevar, amar. 

Os nossos contatos estão sempre por aqui, aguardo vocês para uma troca de figurinhas, para uma sessão de cinema quem sabe. 

redacao@contracenarte.com.br / leonardorebello@outlook.com

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!