Palco Petrobras Premmia traz Ana Botafogo em 'Mulher'

Da Redação


Espetáculo "Mulher" com Ana Botafogo e Flávia Bittencourt (foto: Divulgação)
O Palco Petrobras Premmia recebe nos dias 27, 28 e 29 de julho a bailarina Ana Botafogo e a cantora Flávia Bittencourt apresentando o espetáculo “Mulher”, no Theatro Net Rio, em Copacabana. A bailarina mais renomada do Brasil, Ana Botafogo, e a cantora e compositora maranhense Flavia Bittencourt revivem no palco do NET Rio as grandes mulheres que marcaram a construção dos valores da sociedade brasileira. O espetáculo “Mulher”, sob direção do coreógrafo belga Eric Frederic, expressará a importância de nomes como Princesa Isabel, Chiquinha Gonzaga, Bidu Sayão, Tarsila do Amaral, Maria Bonita, Clarice Lispector, Maria da Penha, Gisele Bündchen, Nossa Senhora Aparecida, Iemanjá, Carmem Miranda, Bibi Ferreira e Zuzu Angel.

A ideia é representar, por meio destas personalidades, as tantas anônimas batalhadoras brasileiras, que diariamente lutam por igualdade de direitos em suas diferentes áreas de atuação. “A gente sabe que ainda há uma diferenciação grande entre os sexos, apesar de tanta luta. É um espetáculo importante até para a conscientização do homem quanto à importância da mulher na sociedade”, observa Flavia, idealizadora da montagem.

“Mulher” teve única apresentação na Praça Maria Aragão em São Luis, no Maranhão, com um público de aproximadamente 3 mil pessoas, que se encantou e se emocionou com a representação de temas como violência, moda e literatura por meio de dança e canto.

O Espetáculo
Mulher, é um projeto voltado a homenagear o público feminino, através de uma montagem que apresenta diversas personalidades de nosso país e do nosso imaginário, com lirismo, dança e canto.

Ana Botafogo é Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro já tendo se apresentado em vários países da Europa e das Américas do Norte, Central e do Sul. Sua carreira profissional iniciou-se na França integrando o Ballet de Marseille, de Roland Petit. Optando por continuar sua carreira no Brasil, foi Bailarina Principal do Teatro Guaíra (Curitiba-PR), da Associação de Ballet do Rio de Janeiro e em 1981, ingressou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro como Primeira Bailarina. Entre os muitos títulos, recebeu da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro o título de Embaixador da Cidade do Rio de Janeiro e da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro o de Benemérito do Estado do Rio de Janeiro. O Ministro da Cultura da República Francesa nomeou-a em 1997 "Chevalier Dans L'Ordre des Arts et des Lettr es" e em 1999, o Ministério da Cultura do Brasil outorgou-lhe o Troféu Mambembe-1998, pelo reconhecimento ao conjunto do trabalho e divulgação da dança em todo o território nacional. Em 2002 recebeu do Ministério da Cultura a Ordem do Mérito Cultural, na classe de Comendador, por ter se distinguido por suas relevantes contribuições prestadas à Cultura no país, e em 2004 recebeu a Medalha Pedro Ernesto da Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Como artista convidada dançou com importantes companhias tais como Saddler's Wells Royal Ballet ( Londres -Inglaterra ), Ballet Nacional de Cuba e no Ballet da Ópera de Roma ( Itália).Já se apresentou praticamente em todos os Estados do Brasil, com o Theatro Municipal do Rio de Janeiro ou com Companhias e Academias de Ballet dos diferentes Estados. Levou para diversas capitais brasileiras os espetáculos Ana Botafogo In Concert, Três Momentos do Amor, Suíte Flor al , e em parceria com Carlinhos de Jesus, Isto é Brasil . Em 2011 comemorou 35 anos de carreira com o espetáculo Marguerite e Armand. A divulgação da dança é uma preocupação constante de Ana Botafogo que leva sua arte para todos os cantos do Brasil assim como ministra palestras com o intuito de estimular jovens bailarinos aos encantos dessa profissão. É considerada tanto pelo público como pela crítica, uma das mais importantes bailarinas brasileiras.

Flavia Bittencourt é uma cantora e compositora brasileira premiada e elogiada pela crítica. Entre as parcerias da artista, destacam-se Luiz Melodia, Ferreira Gullar, Zeca Baleiro e Dominguinhos. As raízes culturais desta cantora maranhense estão presentes na escolha de seu repertório, dialogando naturalmente com composições próprias e de outros compositores. Em 2013, lançou seu álbum No movimento, em São Paulo, com participação especial de Luiz Melodia, passando pelo Rio de Janeiro, Sul da França, Lisboa e Portugal. O álbum é composto por músicas de autoria própria, com parceria de Zeca Baleiro na letra de  Bambayuque, e Luiz Melodia nos vocais das músicas Lamento das flores e Franqueza, esta última, composta especialmente para cantora. Através da parceria entre Flavia Bittencourt e o grande poeta Ferreira Gullar, foi gravada a música Um instante. Com o CD Sentido, a cantora foi pré-selecionada pra o Grammy latino e para o Prêmio Tim. Além de ter a música Letra de Noel, na trilha da novela América. Em 2014, recebeu o troféu Catavento, prêmio de melhor cantora brasileira pela rádio Cultura Brasil.

Eric Frederic é coreógrafo. Nasceu na Bélgica, onde estudou na Ópera Real de Wallonie, ocupando o posto máximo de um bailarino na Cia. Ocupou o mesmo posto na Ópera Nacional De Bordeaux. Apresentou-se como bailarino em festivais na Bélgica, França, Japão, Israel, bem como em produções de ballet na Inglaterra, Turquia, China e EUA. Foi Bailarino Principal da Companhia Ballet des Flandres, na Bélgica, com Robert Denvers. Foi Diretor da Companhia de Dança Ricballet, do Festival de Dança de Formentera, na Espanha e do Estudio Colombe, em Bordeaux, coreografando obras como Carmen, Brel, Requiem de Mozart, entre outras. Convidado pelo Theatro Municipal de Rio de Janeiro, participou de remontagens como Floresta Amazônica e O Quebra-Nozes, de Dalal Achcar, Giselle, Lago dos Cisnes, Carmen e L´Arlesienne, de Roland Petit e La Bayadère, entre muitas outras. Vale destacar ainda, o ballet Valse de Ravel, para o centenário do Theatro Municipal do Rio de Janeiro; e as óperas Romeu e Julieta e O caso Makropulos, com direção de Carla Camurati. Em 2014, coreografou para o Ballet do Theatro Municipal do Rio de JaneiroCatulli Carmina, apresentando-se também, no Theatro Colon de Buenos Aires. Assina a coreografia para o espetáculo Mulher, com Ana Botafogo e Flavia Bittencourt.

Renê Salazar é cenógrafo e figurinista. Integrante da equipe de produção do Theatro Municipal do Rio de Janeiro na lotação artística do corpo de baile na área de cenografia. Discente no Campo de Letras e Artes Visuais da “Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro” (UNIRIO), no curso de Artes Cênicas com habilitação em Cenografia. Convidado a expor junto ao Movimento Arte Jovem Brasileira sua obra Primavera Morta, em 2012. Em 2013 assinou as cenografias para os espetáculos Redoma, Sonhos eDiscotheke. Em 2014, realizou as cenografias para os espetáculos Cores do Brasil, para Cia DC de Danças; Catulli Carmina, para o Corpo de Baile do  Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Fez a cenografia da Opera Orfeu e Euridice, de Christoph W. Gluck para a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Assinou cenário e figurino para o espetáculo Mulher, com Ana Botafogo e Flavia Bittencourt.

Eduardo Dantas é iluminador. Diretor Operacional da Fundação Cidade das Artes, desde Fevereiro de 2013. Recentemente, assinou a luz cênica dos seguintes ballets no Theatro Municipal do Rio de Janeiro: Sagração da Primavera, L´aprés midi d´un faune, Le Spectre de La Rose. Também no Theatro Municipal, foi convidado a criar a luz cênica da ÓperaCarmem, com direção de Alex Aguillera. Coordenou a iluminação junto às equipes da Cias, no Festival Panorama de Dança, nos anos 2007, 2008, 2009, 2012, 2011, 2012. Foi Coordenador de Iluminação do Theatro Municipal do Rio de Janeiro de 2010 até 2013.

Assinou a luz cênica dos espetáculos A Criação (adaptação e remontagem 2011) Viúva Alegre (2012) Giselle (2011) e da ÓperaMakropolis (2010).Coordenou a tournée como Diretor Técnico do Nederlands Dans Theater (2012), CiaDCA (de Phillippe Decouflé) aCia Akran Khan (2011), Pilobolus (2011), KODO (2009) e Fujimoto (2009). De 1997 a 2010, assumiu a Direção Técnica da Companhia de Dança Deborah Colker. Durante 15 anos, viajou por mais de 30 países, todas as capitais e grandes cidades do Brasil e do Mercosul.

Ficha Técnica
Idealização e elenco - Ana Botafogo e Flavia Bittencourt
Coreografia e direção artística - Eric Frederic
Produção geral e realização- Montenegro e Raman
Direção Técnica – Sergio Santos
Produção Executiva – Karina Alaor
Produção e Assistencia: Veronica Chehebe e Barbara Lima
Iluminação - Eduardo Dantas
Cenário e figurino - Renê Salazar
Assessoria de Imprensa – Gabriela Jara (Montenegro e Raman) e Fabio Amaral (Minas de Ideias)

Sobre O Palco Petrobras Premmia
No dia 2 de julho de 2012, Maria Bethânia subia ao palco do então recém-inaugurado Theatro Net Rio. Um dos palcos mais tradicionais do Rio de Janeiro, fundado por Tereza Rachel em 1971, cravado no coração de Copacabana, acabara de ser reaberto e rebatizado de Theatro Net Rio, mantendo o nome de sua fundadora na sala com capacidade para 623 pessoas. De lá pra cá o teatro recebeu grandes nomes do cenário musical brasileiro como Caetano Veloso, Gal Costa, Lenine, Ney Matogrosso, Ângela Maria, Cauby Peixoto, entre outros. A nova geração também marcou presença em diversos gêneros com nomes como Luiza Possi, Maria Gadú, Roberta Sá, entre outros. Desde a sua reabertura o Theatro NET Rio recebeu mais de 1.267 sessões e um público de cerca de 505.791 pessoas.

Desde 2014 o palco de todas as artes recebe o incentivo do programa Petrobras Premmia  e lança o projeto Palco Petrobras Premmia. Com o programa de fidelidade, os clientes que abastecem nos postos Petrobras participantes, poderão acumular pontos que serão trocados por ingressos no Theatro NET Rio. Além disso, todos os funcionários da Petrobras terão direito a 50% de desconto na compra de qualquer ingresso (limitado a dois ingressos) e os clientes do Cartão Petrobras terão 30% de desconto na compra de até 4 ingressos.

SERVIÇO:
Palco Petrobras Premmia –“Mulher”, com Ana Botafogo e Flavia Bittencourt

Onde: Theatro Net Rio – Sala Tereza Rachel. Rua Siqueira Campos, 143 – Sobreloja – Copacabana. (Shopping Cidade Copacabana).
Quando: Data: 27, 28 e 29 de junho - Horário: 21h.
Quanto: Ingresso: R$ 120,00 (plateia e frisa) R$ 90 (balcão)
Direito à meia entrada:  Menor ou igual à 21 anos, idosos com 60 anos ou mais, professor da rede
pública, estudante, cliente Net (4 ingressos), cliente O Globo (2 ingressos), classe artística com DRT (1 ingresso), cliente Mais Pão de Açúcar, revista Básica (2 ingressos), cartão pré-pago do Metrô (2 ingressos), carteira da Amave (2 ingressos), apresentando a passagem da viação Itapemirim, funcionários da Petrobras (2 ingressos)
Classificação: 12 anos.
Duração: 60 Minutos.
Capacidade do Teatro: 622 lugares.
Telefone do teatro: 21 2147 8060 / 2148 8060
Vendas: www.ingressorapido.com.br / consulte os pontos de vendas no site.
Horário de funcionamento da bilheteria: 10h. às 22h.
Formas de pagamento: Todos CC / CB
Acessibilidade

Estacionamento pago no Shopping, entrada pela Rua Figueiredo Magalhães, 598.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!