Sem perder o fôlego, Backstreet Boys abusam nas coreografias no Rio

Por Rodrigo Vianna


Backstreet Boys voltaram ao Brasil com nova turnê (Foto: Mauro Pimentel/Reprodução UOL)

Gritos, cartazes, histeria e passos combinados. Não, não estamos falando de um show de uma banda teen, mas sim do retorno dos Backstreet Boys ao Rio de Janeiro. Agora trintões, AJ, Howie D., Brian, Nick Carter e Kevin mostraram fôlego e abusaram nas coreografias no primeiro show da turnê “In a World Like This”, no Citibank Hall. Foi o suficiente para levar os fãs – em sua maioria mulheres – à loucura. Parece que o tempo não passou para o quinteto, que fez jus ao público, que lotou a casa de espetáculos.

A boyband fará outra apresentação na Cidade Maravilhosa na quinta-feira (11). A turnê começou em Recife (6 de junho, Chevrolet Hall), e seguirá por Belo Horizonte (9 de junho, Chevrolet Hall), São Paulo (12 e 13 de junho, Citibank Hall) e Porto Alegre (15 de junho, Pepsi on Stage). Com ingressos esgotados, os fãs fizeram uma fila quilométrica do lado de fora da casa de espetáculos, desde cedo. O clima de nostalgia tomou a noite e empolgou o público, a maior parte entre 25 e 35 anos. Sim, eles estão de volta, e deixaram bem claro: “Que venham os próximos 22 anos!”, disse Brian.

(Foto: Contracenarte)

Com mais de 20 anos de sucesso e 130 milhões de álbuns vendidos no mundo, os Backstreet Boys empolgaram com as composições do mais recente álbum, “In a World Like This”, além de relembrar os grandes sucessos dos mais de 20 anos de carreira. Este é o primeiro lançamento com os cinco integrantes originais, desde o retorno de Kevin Richardson ao grupo, em 2012. Ele havia deixado a banda em 2006 para dar mais atenção à família e aos projetos solo. A última vez que os “rapazes da rua de trás” passaram pelo Brasil foi em 2011, com a turnê “This is us”.

Com meia-hora de atraso, os marmanjos Howie D, A.J., Nick Carter e Brian deram início à etapa carioca da turnê “In a World Like This”. Ao apagar as luzes do Citibank Hall, o silêncio deu lugar à histeria dos fãs. O show começou com um vídeo que apresentava o grupo e esquentava o público. As imagens eram exibidas num telão de alta qualidade, que ocupava todo o palco. Em seguida, o quinteto “surgiu do chão” ao som de um de seus grandes sucessos, “The Call”.

(Foto: Contracenarte)

Para não desapontar os fãs, as coreografias ousadas e os grandes sucessos do grupo não ficaram de fora. Gritos e lágrimas acompanharam toda a canção “Don't Want You Back”. O lançamento de “In a World Like This” vem logo após a união com o New Kids on the Block, em 2011, e suas três turnês anuais consecutivas com ingressos esgotados. O disco comprova que os Backstreet Boys estão de volta e melhores do que nunca.

Show em clima de nostalgia
O clima nostálgico continuou com “Incomplete”, seguida de “Permanent Stain” e da balada “All I Have to Give”. Apesar dos sinais aparentes da idade, os Backstreet Boys provaram que ainda sabem agradar o público. Considerado o mais engraçado do grupo, Brian declarou o seu amor pelos fãs cariocas: “Obrigado por virem ao nosso show. Estamos muito felizes por estar mais uma vez aqui”, disse Brian, sendo ovacionado pelas fãs.

Irreverentes, os Backstreet Boys mantiveram a fórmula que os levaram ao topo das paradas de sucesso: músicas com refrão fácil e passinhos marcados. Não foi diferente com “As Long as You Love Me”, “Show 'Em (What You're Made Of)” e “Show me the meaning of being lonely”. O romantismo permaneceu durante as canções “Breathe” e “I'll Never Break Your Heart”. Uma ausência percebida entre os fãs foi da banda. O quinteto cantou ao vivo, mas em cima de uma base pré-gravada.

(Foto: Contracenarte)

Conhecido pelo seu estilo latino, Howie D abusou do rebolado arrancando suspiros das meninas. Para não fugir do roteiro, as coreografias e os olhares "provocadores" para as fãs continuaram em “We've Got It Goin' On”. Em seguida, o quinteto se reuniu no centro do palco, cada um com um instrumento, e fizeram um “medley” acústicos dos sucessos “Drowning”, “10.000 Promises”, “Madeleine” e “Quit Playing Games”.

O público voltou a cantar e dançar ao som de “The One”, seguida de “Love Somebody” e “Shape of My Heart”. A parte final reservou três grandes sucessos da banda,  “I Want It That Way”, “Everybody” e “Larger Than Life”. Já passava de meia-noite quando o quinteto se despediu do público, com um "até logo", prometendo voltar.

Backstreet Boys 
Se você pedir a qualquer membro dos Backstreet Boys para compartilhar um momento marcante deste grupo pop indicado ao Grammy, receberá uma variedade respostas. Eles são a boyband que mais vendeu álbuns na história - mais de 130 milhões de cópias em todo o mundo – e é o único grupo, desde Sade, que lançou sete álbuns consecutivos estreando no Top 10 do Top 200 Billboard.

Confira o set list:

The Call
Don't Want You Back
Incomplete
Permanent Stain
All I Have to Give
As Long as You Love Me
Show 'Em (What You're Made Of)
Show Me the Meaning of Being Lonely
Breathe
I'll Never Break Your Heart
We've Got It Goin' On
Drowning
10.000 Promises
Madeleine
Quit Playing Games
The One
Love Somebody
Shape of My Heart
In a World Like This
I Want It That Way

Bis 1
Everybody

Bis 2
Larger Than Life
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!