Pitty aposta em sucessos na volta de ‘Setevidas’ ao Circo Voador

Por Odete Firmino


Pitty no palco do Circo Voador (Foto: Lucas Tavares/Ag. O Globo)

Neste sábado (7), o público do Circo Voador, na Lapa, no Centro do Rio de Janeiro, teve mais uma oportunidade de conferir a turnê “Setevidas” do álbum homônimo da cantora Pitty. E os fãs corresponderam ao convite: com ingressos esgotados para compra no dia do show, uma extensa fila se formava em frente à casa desde 21h. Por volta das 22h os portões foram abertos e a casa foi tomada por uma multidão que aguardou ansiosa até que a cantora entrasse no palco quase meia noite.

Com certeza a espera valeu a pena e o público não ficou decepcionado. Pitty, sempre encantadora com os fãs e com uma presença de palco que em nada prejudica sua performance vocal, abriu a noite com a primeira música de trabalho do álbum e que dá título ao CD, “Setevidas”. Seguindo para “Anacrônico”, Pitty construiu um set muito bem estruturado com músicas do novo trabalho como “A Massa”, “Deixa Ela Entrar”, “Um Leão”, “Olho Calmo”, “Pequena Morte” e “Serpente”, e grandes sucessos como “Admirável Chip Novo”, “Teto de Vidro”, “Equalize”, “Me Adora”, “Memórias”, “Na sua Estante” e “Máscara”. 

(Foto: Reprodução)

O público cantou em uníssono todas as músicas, inclusive a maioria das canções do novo CD já estavam na boca da galera. Um momento emocionante do show foi em “Me Adora”, quando Pitty virou o microfone para o público e deixou que o Circo Voador em peso cantasse o refrão.

Pitty, mais uma vez, se mostrou agradecida por estar no palco do Circo Voador e expressou o quanto aquele momento era especial para ela e dividiu uma novidade com o público. A cantora anunciou o lançamento em DVD “Pela Fresta”, documentário sobre as gravações do disco “Setevidas”. A roqueira também falou a respeito do Dia Internacional da Mulher e dedicou a música “Pequena Morte” a todas as mulheres que estavam presentes, falou da necessidade desse dia como símbolo da luta pela igualdade.

E em outra fala Pitty dividiu com o público outro pensamento sobre diversidade e respeito ao próximo: “Tem tanta gente diferente aqui. Homem, mulher, gay, hétero, branco e preto. Todo mundo curtindo e se respeitando. Queria que isso aqui fosse lá fora”, pediu.

Confiram o setlist completo:

“Setevidas” 
“Anacrônico”
“Admirável Chip Novo” 
“A Massa” 
“Deixa Ela Entrar” 
“Teto De Vidro” 
“Memórias” 
“Um Leão” 
“Só Agora” 
“Olho Calmo” 
“Pulsos” 
“Déjà Vu” 
“Pouco” 
“Me Adora” 
“Boca Aberta” 
“Pequena Morte” 
“Equalize”
“A Saideira” 
“Na sua estante” 
“Máscara” com trecho de “Bom Senso” de Tim Maia
“Serpente”
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!