Diogo Nogueira estreia como ator no musical ‘SamBra’

Diogo Nogueira fará sua estreia como ator em "Sambra" (Foto: Guto Costa/Divulgação)

Uma mescla de musical e show o espetáculo “SamBra”, que estreia em março no Rio, visitará a história do samba e de seus baluartes, contando a trajetória deste gênero musical em homenagem a seus 100 anos de existência. O musical, que marca a estreia do cantor e compositor carioca Diogo Nogueira como ator, à frente de um grande elenco, será visto pelo público do Rio de Janeiro entre nos dias 19 e 22 de março, no Vivo Rio. 

Em São Paulo, “SamBra” ocupará o palco do Espaço das Américas entre 26 e 29 de março. Escrito e dirigido por Gustavo Gasparani, a montagem leva a assinatura da Musickeria CORP e Aventura Entretenimento. Juntas, as duas empresas apostaram na ideia de Washington Olivetto, que as uniu ao Bradesco para contar a história do centenário do gênero musical mais característico do país. Além do musical, “SamBra” será um projeto multiplataforma, que prevê diversas outras ações, como o lançamento de um livro, um ambiente web, uma Web Rádio e um ciclo de encontros.

(Foto: Guto Costa/Divulgação)

“SamBra” é composto de prólogo, abertura e mais 14 quadros. Com cerca de duas horas e trinta minutos de duração, o espetáculo contém em torno 70 músicas cantadas e 25 outras que ligam as canções em formato de texto. A narrativa é feita de forma quase cronológica e conta desde a história de “Pelo Telefone”, supostamente o primeiro samba gravado no país, passa pelo berço do samba, a Praça XI, visita os morros cariocas, o teatro de revista, fala de boemia e malandragem, passeia pelo samba politizado, pelos subúrbios cariocas e deságua na apoteose do samba na Avenida, no desfile das escolas de samba.

Todos os grandes nomes deste gênero musical são lembrados: Pixinguinha, Silas de Oliveira, Mano Décio da Viola, Donga, João da Baiana, Sinhô, Ismael, Tia Ciata, Francisco Alves, Carmen Miranda, Grande Otelo, Cartola, João Nogueira, Clara Nunes, Paulo Cesar Pinheiro, Noel Rosa, Chico Buarque, Billy Blanco, Martinho da Vila, o Cacique de Ramos, Jorge Aragão, Silas de Oliveira, Beth Carvalho, Paulinho da Viola e muitos outros.

“Sambra é uma grande viagem, irreverente e lúdica, nada didática, onde o samba é a inspiração, o protagonista”, explica o autor e diretor do espetáculo, Gustavo Gasparani, que mergulhou durante três meses em uma profunda pesquisa, para a criação do texto. “Nossa busca foi por um olhar diferente, que fugisse do óbvio, uma forma nova de cantar o samba, sem perder a essência. Me fixei nos movimentos, na chegada do choro, na relação do teatro com o samba, na irreverência das revistas, na importância da Praça XI, na explosão do rádio. Mas não é calcado no racional, pelo contrário, é feito pra emocionar, pra mexer com o público.”

(Foto: Guto Costa/Divulgação)

Ficha técnica 
Além de Diogo Nogueira, o espetáculo terá também Izabella Bicalho, protagonista de musicais como “Gota D´Água” e “Era nos Tempos do Rei” e novelas como “Roque Santeiro” e “Ti Ti Ti”; a atriz, autora e produtora Ana Velloso, de “Clara Nunes – Brasil Mestiço”, “O Bem do Mar” e “A Aurora da Minha Vida”; Beatriz Rabello, estrela de “Divina Elizeth” e filha de Paulinho da Viola; Lilian Valeska, uma das protagonistas do seriado “Sexo e as Negas”; e mais Patricia Costa, Bruno Quixotte, Edio Nunes, Wladimir Pinheiro, Alan Rocha, Cristiano Gualda, Catia Cabral, Patricia Ferrer, Pablo Dutra, Paulo Mazzoni, Shirlene Paixão e Isnard Manso.

Fundador da Cia que leva o seu nome, Renato Vieira assina a coreografia do espetáculo, tendo como coreógrafo associado o também ator Isnard Manso e a assitência de Marluce Medeiros; uma das mais consagradas figurinistas do país, Marília Carneiro assina todo o vestuário da peça, com colaboração de Reinaldo Elias e assistência de Luiza Moura; Nando Duarte assina a direção musical; Juliana Medella e Pedro Rothe são assistentes de direção; a cenografia ficará a cargo de Hélio Eichbauer – cenógrafo renomado, que assinou peças como “O Rei da Vela” e, aos 30 anos, já havia sido premiado 28 vezes, além de ter realizado 130 trabalhos em teatro e 13 exposições – com assistência de Marieta Spada e Igor Perseke; Marcela Altberg é a produtora de elenco e Maurício Detoni o preparador vocal; o design de som ficará a cargo de Carlos Esteves, o design de luz de Paulo Cesar Medeiros e a videografia de Laís Rodrigues.

(Foto: Guto Costa/Divulgação)
Serviço:

“SamBra”

Rio de Janeiro

Quando: 19, 20 e 21 de março
Horário: 21h30
Local: Vivo Rio (Avenida Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo)
Horario: 21h30
Classificação: 16 anos
Ingressos: entre R$ 50 e R$ 200

Data: 22 de março, domingo
Local: Vivo Rio (Avenida Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo)
Horario: 20h00
Classificação: 16 anos
Ingressos: entre R$ 50 e R$ 200

São Paulo
Data: 26 de março, quinta-feira
Local: Espaço das Américas (Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda, São Paulo)
Horário: 21h30
Abertura da casa: 19h
Classificação: 14 anos

Data: 27 de março, sexta-feira
Local: Espaço das Américas (Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda, São Paulo)
Horário: 22h30
Abertura da casa: 20h
Classificação: 14 anos

Data: 28 de março, sábado
Local: Espaço das Américas (Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda, São Paulo)
Horário: 22h30
Abertura da casa: 20h
Classificação: 14 anos

Data: 29 de março, domingo
Local: Espaço das Américas (Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda, São Paulo)
Horário: 20h
Abertura da casa: 18h
Classificação: 14 anos
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!