Retrospectiva 2014: Veja o que foi destaque no Teatro

Por Rodrigo Vianna


Chegamos ao começo de um novo ano. Mas não podemos esquecer 2014, um ano de grandes estreias, de revelações, de surpresas e de muito sucesso. Nesta sexta-feira (2), o Contracenarte inicia sua retrospectiva 2014. No palco, foram muitos os destaques, desde espetáculos que caíram no gosto do público a produções que marcaram história. Isso foi apenas um aperitivo do que estar por vir. 2015 reserva muitas novidades, como a estreia dos musicais “Beatles num Céu de Diamante”, da dupla Charles Moeller e Cláudio Botelho, e “Mudança de Hábito”. Sem dúvida, 2014 foi um ano de emoções e de cenas memoráveis.

E para você? Qual foi o maior destaque de 2014? Deixe o seu comentário.

As grandes estreias, as perdas, os micos, os grandes fatos que marcaram a cultura em 2014. Durante os dias 2, 3 e 4 de Janeiro, o Contracenarte fará um retrospectiva e mostrará o que foi destaque no Teatro, no Cinema e na Música. O público poderá relembrar as maiores estreias e reviver cada momento. Por dia, vamos trazer os dez maiores fatos do ano, com imagens, vídeos e um pequeno resumo. Romance, comédia, musicais, drama e terror. Nada escapou das mãos dos nossos arteiros, que trouxeram informações direto do backtage. Pegue a sua pipoca, e divirta-se!

A seguir, relembre os 10 maiores destaques no Teatro em 2014:

1. “Chacrinha – O Musical”
Um dos espetáculos mais aguardados do ano, “Chacrinha – O Musical” estreou no dia 14 de novembro, no Teatro João Caetano, no Centro do Rio de Janeiro. Com texto de Pedro Bial e Rodrigo Nogueira, o espetáculo marca a primeira direção teatral de Andrucha Waddington e o fim da trilogia “Uma Aventura Brasileira”, iniciada por 'Elis, A musical' e 'Se eu fosse você, O Musical'. Com orçamento de R$ 12 milhões, a montagem é assinada pela Aventura Entretenimento.

(Foto: Divulgação)

Crítica - 'Chacrinha - O Musical' está com tudo e não está prosa!

2. “Constellation”
Inocência, sonhos e romantismo. Esses são os três ingredientes básicos da história que move “Constellation: Uma Viagem Musical pelos Anos 50”. O Contracenarte marcou presença na estreia para convidados, que aconteceu na noite do dia 10 de novembro, no Teatro Vanucci, no Rio de Janeiro. Dirigido pelo premiado ator Jarbas Homem de Mello, o musical aposta em clássicos norte-americanos dos Anos Dourados para agradar o público e a crítica. Com elenco afinado e texto impecável, o espetáculo voa alto.

(Foto: Divulgação)

Crítica - Musical ‘Constellation’ voa alto e revive glamour dos Anos Dourados

3. “O que o Mordomo Viu”
Parceiros em muitos espetáculos consagrados, Miguel Falabella e Arlete Salles, contudo, nunca tinham dividido o palco. Para celebrar essa estreia, escolheram a comédia inglesa ‘O que o mordomo viu’, na qual interpretam um casal que transita pelo universo farsesco do autor Joe Orton, que aborda temas como sexo, poder, corrupção, mentiras e traições, com fartas doses de humor e ironia. O próprio Falabella assina a direção e a versão brasileira do espetáculo, que estreia no dia 31 de outubro, no Rio, no Teatro Clara Nunes.



Crítica – ‘O que o Mordomo Viu’ transforma o palco num verdadeiro manicômio

4. “À Beira do Abismo me Cresceram Asas”
O espetáculo “À Beira do Abismo me Cresceram Asas”, com dramaturgia, direção e interpretação de Maitê Proença, depois de estrear no Rio de Janeiro, passou por São Luís (MA), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR) e esteve em cartaz no Teatro FAAP e Itália, em São Paulo, por dois meses e meio em cada, sempre com enorme de público e crítica. O espetáculo retornou aos palcos do Rio de Janeiro para curtíssima temporada no Teatro NET, a partir de 03 de novembro.

(Foto: Divulgação)

Crítica - 'À Beira do Abismo me Cresceram Asas' encanta com sua delicadeza

5. “Elis, A Musical”
Depois de uma turnê de sucesso pelo país e temporada em São Paulo, o espetáculo "Elis, A Musical" está de volta à Cidade Maravilhosa. O musical reestreou no dia 30 de outubro, no Teatro Oi Casa Grande, no Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Vista por 200 mil espectadores, a superprodução da Aventura Entretenimento, em parceria com Buenos Dias e MRG, chega com parte do elenco renovado. Entre os novos rostos está o ator Tuca Andrada, no papel de Ronaldo Bôscoli, que respondeu às expectativas, e deu show de interpretação.

(Foto: Divulgação)

Crítica - 'Elis, A Musical' reestreia no Rio com novidades no elenco

6. “Se Eu Fosse Você – O Musical”
Pegue um filme de campeão de bilheteria, uma história bem amarrada, atores pra lá de talentosos e canções de uma das maiores artistas brasileiras. Pronto. Está feito um musical de sucesso. Quando soube que o longa “Se Eu Fosse Você” chegaria aos palcos, confesso que me causou uma certa estranheza, afinal, não estamos falamos de um musical, mas sim de uma comédia. Porém, o que poderia parecer impossível, aconteceu: “Se Eu Fosse Você – O Musical” estreou no dia 21 de março no Teatro Oi Casa Grande, repetindo a mesma fórmula das telonas.

(Foto: Divulgação)

Crítica - Musical 'Se Eu Fosse Você' repete nos palcos mesma fórmula das telas

7. “Os Saltimbancos Trapalhões – O Musical”
Com 40 artistas e letras de Chico Buarque, o espetáculo estreou no dia 3 de outubro, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Prestes a completar 80 anos, Renato Aragão fará, pela primeira vez, um espetáculo teatral. Ele será o protagonista do novo musical de Charles Möeller & Claudio Botelho. Dedé Santana, também está no elenco da superprodução. Assinado por Charles Möeller, o texto da montagem foi inspirado no conto ‘Os Músicos de Bremen’, que também deu origem à peça ‘Os Saltimbancos’, dos italianos Sergio Bardotti e Luis Enríquez, e ao filme ‘Os Saltimbancos Trapalhões’ (1981), da RA Produções.

(Foto: Divulgação)

Crítica - 'Os Saltimbancos Trapalhões - O Musical': A moçada vai pedir bis!

8. “Meu Nome é Ernesto”
Ernesto e Marta são um casal de idosos que vive das suas lembranças do passado. Quase sempre o esquecimento atinge o casal que confunde histórias, datas e principalmente nomes. As lembranças estão tão presentes que servem como peças de um grande quebra-cabeça onde o que importa é justamente o estar junto, e não o tempo ou o espaço. A peça  propõe uma reflexão sobre a terceira idade de forma leve e irreverente a partir da encenação de situações cotidianas do dia a dia dos idosos.

(Foto: Divulgação)

Crítica - Delicada, ‘Meu Nome é Ernesto’ emociona

9. “Ópera do Malandro”
O Contracenarte conferiu a estreia VIP de "Ópera do Malandro", peça dirigida por João Falcão, no Theatro Net Rio, em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro. O texto foi criado por Chico Buarque, inspirado pelas obras "A Obra do Mendigo"(1728) de John Gav e "A Ópera dos Três Vinténs"(1928), de Bertold Brecht e Kurt Weill e conta a história do contrabandista Max Overseas, que casa em segredo com Teresinha, Filha de Duran, poderoso dono de bordéis e cabarés da Lapa dos anos 1940.

(Foto: Divulgação)

Crítica - Musical 'Ópera do Malandro' reúne talento e versatilidade

10. “The Book of Mormon”
Pode parecer exagero, mas qualquer adjetivo que eu possa atribuir será pouco para descrever o musical “The Book of Mormon”, estrelado por alunos da Universidade do Rio de Janeiro (Unirio). Escrito por Trey Parker e Matt Stone, criadores da comédia de animação South Park, a versão universitária estreou em dezembro do ano passado, dentro do campus. O sucesso foi tanto, que não demorou para surgir convites para apresentações fora do ambiente acadêmico. E foi o que aconteceu. “The Book of Mormon” se tornou o novo xodó do público carioca.

(Foto: Divulgação)

Crítica - ‘The Book of Mormon’ sai do campus e cai nas graças do público
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!