Ora Pois! Lisboa tem 'Mostra de Anual de Arte Urbuna 2014'

Por Elisa Veiga,
Do Contracenarte em Lisboa - Portugal

Painel da artista Isa Silva (foto: Divulgação)
A Mostra de Arte Urbana 2014 inaugura esta sexta-feira, dia 24 de outubro, às 18h00, nos painéis da Calçada da Glória e do Largo da Oliveirinha, encerrando o ciclo expositivo da Galeria de Arte Urbana deste ano, com intervenções da autoria de GODMESS, HagaieL, Isa Silva, KLIT, MURTA e UIVO, Sofia Pidwell e Tamara Alves.

Selecionadas pelo júri composto nesta edição por representantes da C.M.Lisboa, FUEL TV e do Festival WOOL, as novas peças deste conjunto heterogéneo de autores, ilustram a multiplicidade de linguagens artísticas praticadas no universo da arte urbana, a distinta experiência dos participantes - os que já têm anos de trabalho na rua e os que querem começar a pintar nesta escala – bem como a diversidade da sua proveniência: desde o graffiti, à ilustração, ao design, passando pela pintura ou pela street art.

Ao adotar tema livre e sendo disponível para qualquer interessado em participar, nacional ou internacional, individual ou coletivamente, este formato expositivo cumpre assim o objetivo de constituir uma amostra diversificada da produção artística, celebrando da melhor forma os 6 anos de trabalho desenvolvido pela GAU.

A abrir a Mostra, Tamara Alves apresenta-nos mais uma das suas reconhecíveis criações, onde o lado selvagem a par de uma delicada emotividade, são presença constante. Um “coração –polvo” pulsa no topo da Calçada da Glória, na senda das figuras animais que costuma desenhar e que evocam a força e audácia dos seres predadores, aqui numa vertente marítima, homenageando o passado do povo português e em particular da família da artista.

Painel dos artistas Murta e Uivo (foto: Divulgação)
MURTA e UIVO, jovem dupla de criadores, preenchem na íntegra o segundo painel, dando continuidade à temática da natureza, aqui utilizada como pano de fundo para a contemplação da figura humana, da criação do Homem, no seu estado mais genuíno. Numa fusão entre os seus estilos artísticos distintos e organizada em extratos e momentos, tal como na natureza, a peça pode ler-se de cima para baixo.

No terceiro painel e ainda numa atmosfera aquosa, o artista Godmess celebra a natureza humana, representando um delicado e singular universo de amor, habitado pelo beijo entre duas figuras, instante tão bem ilustrado pela última estrofe do soneto O Beijo da autoria de Alexandre O’Neill que inspirou o autor nesta intervenção.

Já no quarto painel, continuamos a poder apreciar a temática da natureza, na obra realizada por KLIT, um dos mais reconhecidos writers das primeiras gerações que começaram a produzir graffiti em Portugal. Por este motivo, quem está familiarizado com o universo da arte urbana, imediatamente reconhece a autoria da peça, marcada por uma peculiar figura animal e pela fusão dos elementos orgânicos com os caligráficos, algo que caracteriza o percurso artístico que o autor tem vindo a desenvolver há mais de 15 anos. “Letters not flowers” é uma das suas frases mais emblemáticas.


Painel do artista GodMess (foto: Divulgação)
“Reflexo da (simpli)cidade real” é o título da obra patente no quinto painel, da autoria da dupla HagaieL, constituída por Hilde e Leah, dois jovens apaixonados não só entre si, como também pelo universo da arte, cujo processo criativo é um duelo de ações e de visões que culmina num só. “Somos um só, quando UM é TUDO o que se vê”, como referem na sua biografia. Neste painel vertical, podemos agora contemplar uma peça inspirada no azulejo tradicional - através da sua simetria e reflexo múltiplo - que pretende mostrar um reflexo simples mas real da cidade.

Já no Largo da Oliveirinha, surge-nos o melhor de dois mundos: entre o minimalismo da obra de Sofia Pidwell e a profusão figurativa da peça de Isa Silva. Desta forma, no sexto painel, Sofia traçou a sua proposta, quase como um bordado: delicada e pacientemente com marcadores de diferentes espessuras mas de uma só cor. Formas orgânicas cujo contorno a negro evolui com a inspiração da artista e se destacam na superfície branca, possibilitam diversas leituras e convidam-nos a imaginar ainda mais desenhos e caminhos.

Em perfeito contraste, Isa Silva preenche o sétimo painel, com as suas múltiplas e coloridas figuras, que estão gravadas da memória coletiva tanto do público português, como internacional, proporcionando a criação desta vibrante e animada peça, baseada no “Square Faces” - projeto que criou há cerca de um ano e que certamente não deixará indiferente quem agora passa pelo Largo da Oliveirinha.

Sobre os artistas:
Godmess - www.godmess.com
HagaieL - www.facebook.com/artodidacta

Isa Silva - www.isasilva.com/squarefaces.html

Klit - www.facebook.com/Klitone

MURTA - https://www.facebook.com/pages/MURTA/273744602832984?sk=timeline Sofia Pidwell - www.sofiapidwell.com

Tamara Alves - http://www.tamaraalves.com/

UIVO - https://www.facebook.com/uivo.goncalofialho


Para mais informações:
Galeria de Arte Urbana | Departamento de Património Cultural

Inês Machado (ines.machado@cm-lisboa.pt) ou Sílvia Câmara (silvia.camara@cm-lisboa.pt ) Tlf: 21 817 19 45 | Tlm: 96 645 37 73 ou 91 847 67 69


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!