Exclusivo: Elenco fala sobre o espetáculo ‘Meu nome é Ernesto’

Por Pablo Pêgas

Os atores Artur Ienzura e Jessika Menkel nas peles de Ernesto e Marta (Foto: Reprodução/Internet)

Em cartaz na Casa da Gávea, na Zona Sul do Rio de Janeiro, o espetáculo “Meu nome é Ernesto” vem atraindo grande público e chamando a atenção pelo texto delicado e montagem emocionante. No elenco, estão os atores Jessika Menkel e Artur Ienzura, que interpretam o casal de idosos Marta e Ernesto, de mais de 80 anos, que vive das suas lembranças do passado. Quase sempre o esquecimento atinge o casal que confunde histórias, datas e principalmente nomes.

LEIA TAMBÉM: Delicada, "Meu nome é Ernesto" emociona

As lembranças estão tão presentes que servem como peças de um grande quebra-cabeça onde o que importa é justamente o estar junto, e não o tempo ou o espaço. A peça “Meu nome é Ernesto!” propõe uma reflexão sobre a terceira idade de forma leve e irreverente a partir da encenação de situações cotidianas do dia a dia dos idosos que mostram que o mais importante é a cumplicidade que se mantêm dentro da vida que se leva. Um dos destaques do espetáculo é o trabalho corporal.

(Foto: Divulgação)

Para a caracterização dos personagens, os atores são submetidos a uma sessão de maquiagem de cerca de 3 horas. Jessika Menkel e Artur Ienzura receberam o Contracenarte no camarim do "Meu nome é Ernesto" para um bate papo divertido e descontraído. Confiram:

Contracenarte: O que é o "Meu Nome é ernesto" para vocês?
Jessika: É uma homenagem a todos os avôs e avós com muito amor. Queríamos mostrar a sabedoria da terceira idade e mostrar que o importante é a cumplicidade que a gente tem durante a nossa vida.

Arthur: É a certeza de que é possível fazer algo que a gente gosta. É um sonho que se tornou realidade.

Contracenarte: Quem é a Marta pra Jéssika, e quem é o Ernesto para o Artur?
Jessika: A Marta é uma senhora divertida, amorosa, apaixonada pela vida e pelo Ernesto.

Arthur: É uma mistura dos meus dois avôs. Meu avô que já morreu e meu padrinho que considero como um avô.

Contracenarte: Como você imagina a sua vida daqui a 40, 50 anos?
Jessika: Espero ainda estar fazendo teatro e ter um bom humor. Ah, e reapresentar "Meu Nome é Ernesto."

Arthur: Fazendo televisão, tendo reconhecimento na minha profissão, estar com uma família e espero fazer teatro por amor. Não precisar depender de teatro. 

Contracenarte: Teatro pra você é...
Jessika: Tudo. O fato de eu estar no Rio hoje é por causa do teatro. A minha vida gira em torno do teatro. Eu estudo na Unirio, já me formei na CAL... Minhas amizades vieram do teatro. Eu acho que é uma das coisas mais belas que existem. Pra mim, teatro é uma coisa sagrada.

Arthur: É a alegria de poder dar vida a uma história do meu jeito. Colocar a minha personalidade num personagem. Contar uma história pra diversas pessoas e quando elas saem tocadas, melhor ainda. 

Eu falo que não importa se a gente faz uma peça pra uma pessoa, essa pessoa tem que ver a melhor apresentação da vida dela e se ela pessoa sair satisfeita, eu fiz teatro. 

Contracenarte: Sempre foi teatro pra você, ou você já pensou em fazer outra coisa?
Jessika: Sempre. Eu assistia Chiquititas e já queria ser atriz. Nem sabia direito o que era ser atriz. Meus pais não acreditavam muito. Eu lembro que desde pequena eu já dizia que um dia me mudaria pro Rio pra ser atriz. E hoje estou aqui, já se passaram seis anos trabalhando com teatro. 

Arthur: Não, nem sempre foi teatro não. O teatro surgiu por uma imposição da minha mãe. Comecei a fazer faculdade de comunicação, mas eu não nasci pra ficar preso em escritório. Sempre gostei de fazer coisas que eu pudesse me mexer.

As Rápidas com Jessika e Arthur:

Contracenarte: Um ator e uma atriz?
Jéssika: Daniel Day-Lewis e Meryl Streep
Artur: Johnny Depp e Fernanda Montenegro.

Contracenarte: Última peça que leu e ultima peça que viu?
J: Romeu e Julieta e Enfermaria número 6.
A: Vestido de Noiva do Nelson Rodrigues e The Book of Mormon.

Contracenarte: Todo mundo deveria assistir...
J: Estamira com a Dani Barros
A: A importância de ser perfeito. 

Contracenarte: Qual a música no "repeat"?
J: Como os nossos pais - Elis Regina.
A: Smile - Charles Chaplin

Contracenarte: Se você pudesse viajar agora, pra onde você iria?
J: Pra Disney!
A: Fazer um mochilão pela a Europa. 

Contracenarte: O que você diria pra Deus?
J: Obrigada.
A: E aí?

Contracenarte: Não ando sem...
J: O terço que minha mãe me deu. 
A: Meu cordão e meu fone de ouvido.

Contracenarte: Qual foi o melhor momento da sua vida até agora?
J: Todo o dia tem um melhor momento. 
A: Ainda não tive um dia pra dizer que foi o melhor momento da minha vida.

E também teve "As Rápidas" [e engraçadas] com a Marta e o Ernesto:

Contracenarte: Se você fosse um animal, seria...
Marta: Uma borboleta.
Ernesto: Um tico-tico.

Contracenarte: Doce ou Salgado? Qual?
M: Doce. Aquele... É... Bolo de Fubá.
E: Nenhum dos dois.

Contracenarte: Musica Favorita?
M: Elvis Presley.
E: Frank Sinatra.

Contracenarte: Chora com ou quando...
M: Quando o Ernesto me irrita! 
E: Com a Marta! Fica me enchendo o saco, essa velha!

Contracenarte: Rir com ou de...
M: Eu rio do Ernesto
E: Eu rio com esses jovens de hoje que não tem nada pra fazer.

Contracenarte: Se você pudesse viajar para algum lugar agora, pra onde iria?
M: Para Europa.

Contracenarte: Que lugar da Europa?
M: Buenos Aires. 

Contracenarte: Buenos Aires não fica na Europa, Marta. 
M: Ah... sim. Pra Europa, eu iria pra Roma, cidade do amor.
E: Pra quê que eu ia viajar? Eu ia guardar o dinheiro!

Contracenarte: Você não anda sem...
M: A peruca, conta? (risos) Não ando sem meus óculos de sol.
E: Minha bengala!
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!