Festival de Inverno Dell’Arte ‘esquenta’ clima cultural em Petrópolis

 Orquestra Sinfônica Mariuccia Iacovino abriu o 14º Festival de Inverno Dell'arte (Foto: Divulgação)

Desde o dia 18 de julho Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, é o centro cultural do país. Em sua 14ª edição, o Festival de Inverno Dell’Arte traz mais de 20 atrações, entre grupos de dança, teatro e orquestra, até o dia 27 de julho. Nesse período, moradores e turistas poderão apreciar shows diversos, música clássica, cinema, oficinas infantis, ópera e corais, além de conhecer jovens e promissores talentos. É uma ótima oportunidade para curtir o clima frio do inverno com boa música e cenários paradisíacos.


Neste ano, a tradicional abertura do festival ficou por conta do concerto de gala na Catedral São Pedro de Alcântara. Os protagonistas da noite foram a Orquestra Sinfônica Mariuccia Iacovino, regida pelo maestro Luis Maurício Carneiro, e Coro Municipal de Campos dos Goytacazes. Eles contaram com a especial presença do maestro venezuelano Juan Gorrín. O programa foi dedicado ao repertório romântico. A entrada foi franca, mas a organização pediu ao público que doasse 1 kg de alimento não perecível para a Campanha da Solidariedade.

Atividade na Praça da Liberdade no "Festival vai à Praça" (Foto: Divulgação)

Em entrevista ao portal G1, a presidente da Dell’Arte, Myrian Dauelsberg, falou sobre as mais de 20 atrações que fazem parte da programação. Segundo ela, o diferencial em 2014 será o canto lírico. “A programação deste ano foi organizada com ênfase neste segmento. Vários concertos apresentarão trechos célebres de óperas e uma homenagem especial a Richard Strauss”, explicou a produtora, destacando a relevância do festival que inclui Petrópolis no trajeto de importantes artistas nacionais e internacionais.

Os ingressos têm preços populares, mas a maioria dos espetáculos têm entrada franca mediante a doação de um quilo de alimento não-perecível. Os bilhetes podem ser adquiridos nos locais dos eventos e boa parte deles é destinada aos jovens, proporcionando o acesso às variadas formas de manifestação das artes. Serão 10 dias de entretenimento de alto nível.

O Festival ocupa, no Centro Histórico da cidade, locais como a Catedral São Pedro de Alcântara, Museu Imperial, Palácio de Cristal, Theatro D. Pedro, Hotel Solar do Império, Praça da Liberdade e, pela primeira vez apresentando shows, o Espaço de Artes Miguel Salles, em Itaipava.

História
Petrópolis é uma cidade repleta de histórias. As construções guardam a memória de diversos capítulos do Império, preservam importantes fatos da República e traduzem tendências da arquitetura através dos séculos. A vocação natural para o turismo faz com que a cidade figure entre os principais pólos para atração de visitantes do estado e do país.

Dentro desta perspectiva, poucos eventos podem contribuir mais para a formação de novas plateias e para a descentralização da produção e circulação de bens culturais como a realização de um festival artístico.


Pensando assim, desde 1998 a Dell’Arte vem trazendo para as cidades serranas o melhor das artes. Nos últimos anos o Festival de Inverno de Petrópolis tem fortalecido segmentos da indústria do turismo, com expressivas ocupações em hotéis, restaurantes, bem como todo segmento da área turística.

Kataklò será uma das atrações internacionais (Foto: Divulgação)

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!