Rock progressivo do Marillion agita fãs no Vivo Rio

Marillion no Vivo Rio (Foto: Reprodução/Internet)

No último sábado, dia 10 de Maio, a banda inglesa Marillion trouxe seu rock progressivo, na turnê "Best Sounds Tour" - Latin America, ao palco do Vivo Rio, no Rio de Janeiro. Para quem tem mais de 30 anos é fato que conhece alguns dos sucessos da banda, como o hit "Beautiful" que foi tema da novela "Cara & Coroa", Lavender e a mais tocada da banda, Kayleigh.

E, com casa lotada, Steve Hogarth liderou com energia, emoção e muita alegria a banda, durante sua apresentação de um pouco mais de 1:30.

Marillion (Foto: Emanuelle Valles / Contracenarte)

Meet and Greet
Antes da apresentação, Hogarth e os demais integrantes, Steve Rothery (guitarras), Ian Mosley (bateria), Pete Trewaras (baixo) e Mark Kelly (teclado), esbajaram simpatia no Meet & Greet promovido pela banda, 1h antes do show. O Contracenarte marcou presença, levando uma de nossas seguidoras do blog e nossa ganhadora da promoção promovida durante a semana em nossas redes, Odete Firmino, para este momento de descontração e intimidade com a banda.

Em depoimento para o site, Odete Firmino descreveu para nós o que foi conhecer os integrantes do Marillion:

"No último sábado o Contracenarte realizou duplamente um sonho: ir ao show do Marillion e conhecer a banda! Em meio a tanta polêmica com Meet & Greet, acho importante dar o meu depoimento e salientar o carinho da banda com seus fãs. Conhecer o Marillion me fez acreditar novamente que a uma relação entre músicos e fãs pode realmente existir. Os caras do Marillion foram extremamente gentis e atenciosos com todos. Tiraram fotos, autografaram CDs e ainda bateram papo com a galera. Steve Hogarth foi de um carinho imenso comigo e, inclusive, atendeu o meu pedido para nossa selfie. O incrível guitarrista Steve Rothery que sempre me impressionou nos palcos foi um fofo comigo e com todos os outros fãs. Mark Kelly, Ian Mosley e Pete Trewavas também demonstraram um enorme apreço pelo público. Então, só me resta dizer que o Contracenarte me proporcionou uma experiência incrível, sem preço e com muita emoção! Obrigada!"

Marillion (Foto: Emanuelle Valles / Contracenarte)
O Show
Para uma banda que está na estrada há mais de 30 anos é de se esperar uma seleta rede de fãs para a banda Marillion. Desde cedo encontramos as pessoas ansiosas e principalmente, nostálgicas em poder assistir ao vivo uma das bandas mais expoentes do segmento progressivo.

Para começar a noite, a banda trouxe "Gaza", "Easter" e o hit "Beautiful", com muita emoção e expressão por parte de Hogarth e Rothery, com sua melodiosa guitarra, onde transpirava emoção e seus solos empolgaram - e muito - a todos que ali estavam. Seguimos o show ouvindo "Power", "Ocean Cloud", "No-One Can", dentre outros hits.

Duplo Bis
A alegria que os fãs, que cantavam todas as músicas em uníssono, à banda que transbordava em energia, proporcionaram momentos de êxtase, trouxeram uma gratificante surpresa: um duplo bis. Steve Hogarth não teve trabalho vocal para comandar a banda em "Kayleigh" e "Lavendar", seguido de "Heart of Lothian" pois o público em coro, manteve a empolgação até o final.

E, quando achávamos que o show tinha acabado, fomos presenteados por mais um solo de Steve Rothery para introduzir a música longa metragem, "Neverland". Treze minutos de muita inspiração e transpiração, para encerrar a noite em grande estilo.

Conhecendo mais do Marillion
Marillion é uma banda de rock progressivo formada em 1979. Eles são os expoentes mais populares do sub-gênero conhecido como neo-progressivo. A banda foi formada como Silmarillion, inspirada no livro de mesmo nome de J.R.R. Tolkien. Depois de uma alta rotatividade de integrantes nos primeiros anos, Steve Rothery foi o único membro original a permanecer.

O nome do grupo foi encurtado depois de uma ameaça de processo feita pela família de Tolkien em 1980. O grupo lança seu primeiro compacto em 1982, "Market Square Heroes". Depois do sucesso alcançado, eles lançam seu primeiro álbum em 1983. Até os dias de hoje, já emplacaram 23 hits no UK Singles Chart e, até o ano 2000, já haviam vendido cerca de 14 milhões de álbuns em todo o mundo, tendo ainda feito turnês em vários países e continentes, como América, Europa e Japão. 

Segue o setlist da noite:

Gaza
Easter
Beautiful
Power
Ocean Cloud
No-One Can
Warm Wet Circles
Cover My Eyes
Hooks In You
Man Of 1000 Faces

Bis 1:

Kayleigh / Lavendar
Heart of Lothian

Bis 2:

Neverland
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Assisti um show deles em 1991, no Hollywood Rock (ou terá sido no Rock in Rio?), sei lá, só sei que a banda tem ficado melhor a cada ano, perpetuando e renovando o subgênero mais importante do rock, até porque soube abdicar das poses e estrelismos que tão mal fizeram ao prog no mundo. Parabéns ao grupo, ao site e à Odete!

    ResponderExcluir
  2. O show foi m a r a v i l h o s o!!!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!