Saiba quais foram os 5 musicais mais rentáveis da Broadway

Da Redação


O Contracenarte completa dois anos em abril e dá início a uma série de matérias comemorativas. Nada mais justo do que homenagear também os grandes sucessos de crítica e rentabilidade da Broadway. Nos últimos 25 anos estiveram presentes nos palcos da Broadway musicais grandiosos e que já correram o mundo com diversas montagens, separamos os cinco mais lucrativos e maior sucesso já visto.

O Rei Leão (The Lion King)

 
"The Lion King" (foto: Divulgação)

1 - Renda: R$1.964 bilhões
O ‘Rei Leão’ é um filme da Disney lançado em 1994 e tem a décima maior bilheteria da história do cinema. Com o sucesso, veio a idéia de adaptar o desenho para os palcos da Broadway. Como a animação conta a história de bichos da savana africana, os produtores da divisão de teatro da Disney acharam que isso seria uma péssima idéia. Foi ai que surgiu Julie Taymor, conceituada diretora americana que faria de ‘O Rei Leão’ um marco da Broadway. Em outubro de 1997 o espetáculo musical estreou no Amsterdam Theatre. Sucesso imediato, ‘O Rei Leão’ ganhou seis Tony Awards, incluindo o de Melhor Musical. Em 2006 a peça passou a ser apresentada no Minskoff Theatre, onde está em cartaz até hoje, tendo completado 17 anos na Broadway.

Sinopse
Mufasa e a rainha Sarabi apresentam ao reino o herdeiro do trono, Simba. O leãozinho recebe a bênção do sábio babuíno Rafiki, mas ao crescer é envolvido nas artimanhas de seu tio Scar,o invejoso irmão de Mufasa, que planeja se livrar do sobrinho e herdar o trono. Simba passa por momentos difíceis, mas ao encontrar Timão e Pumba, os 3 amigos vivem divertidas aventuras e dão uma lição de vida.

2 - O Fantasma da Ópera (The Phanton of the Opera)

"The Phanton of  the Opera" (foto: Divulgação)

Renda: R$1.946 bilhões
O álbum deste musical está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame. Teve sua estreia em 28 de janeiro de 1988 e continua em cartaz até hoje.

Sinopse:
É um musical composto por Andrew Lloyd Webber, baseado no romance homônimo de Gaston Leroux. As músicas foram compostas por Andrew Lloyd Webber, com letras de Charles Hart e letras adicionais por Richard Stilgoe. O musical narra a história de uma bela soprano, Christine Daaé, que passa a ser a misteriosa obsessão de um gênio musical conhecido como "O Fantasma da Ópera", já que ninguém o vê nem sabe quem é. 

3 - Wicked

"Wicked" (foto: Divulgação)
 
Renda: R$1.029 bilhões
Composto por Stephen Schwartz, o musical ‘Wicked’ estreou na Broadway em 30 de Outubro de 2003, no Gershwin Theatre. Suas estrelas originais incluíam Idina Menzel como Elphaba, Kristin Chenoweth como Glinda, e Joel Grey como o Mágico de Oz. A produção original ganhou três Tony Awards e seis Drama Desk Awards, enquanto seu álbum recebeu o Grammy de Melhor Álbum de show musical em 2005.

Sinopse
A obra é baseada no romance de 1995 de Gregory Maguire, "Wicked: The Life and Times of the Wicked Witch of the West", uma paródia do filme de 1939 "O Mágico de Oz", que, por sua vez, foi inspirado no livro escrito por L. Frank Baum, "The Wonderful Wizard of Oz". O musical é contado da perspectiva das bruxas da Terra de Oz; seu enredo começa antes e continua após a chegada de Dorothy em Oz e inclui diversas referências ao filme de 1939 e ao livro de Baum. A história gira em torno de Elphaba, uma menina incompreendida, inteligente e de pele verde-esmeralda, que cresceria e se tornaria a famosa Bruxa Malvada do Oeste, e Galinda, a bela menina loira e popular, que cresceria para se tornar Glinda, a Bruxa Boa do Norte. A construção da amizade entre as duas, as relações de amor delas com Fiyero e a luta de Elphaba contra a corrupção do Mágico de Oz são os principais elementos dessa trama. 

4 - Mamma Mia!

"Mamma Mia!" (foto: Divulgação)

Renda: R$1.015 bilhões
Mamma Mia! é um musical escrito por Catherine Johnson e dirigido por Phyllida Lloyd, baseado nas canções do grupo pop sueco ABBA, compostas por Benny Andersson e Björn Ulvaeus, ex-integrantes da banda. O musical teve sua estreia nos palcos da Broadway em 18 de outubro de 2001.

Ulvaeus e Andersson estiveram envolvidos no desenvolvimento e produção do musical desde o início e Anni-Frid Lyngstad participou financeiramente da produção e esteve presente em várias estréias do musical pelo mundo. Apenas a loira vocalista e quarta ex-integrante da banda, Agnetha Fältskog, não teve participação na criação ou produção da obra.

O musical inclui, na trilha sonora, grandes sucessos do ABBA como "Super Trouper", "Dancing Queen", "Knowing Me, Knowing You", "Thank You for the Music", "Money, Money, Money", "The Winner Takes It All", "Voulez-Vous", "I Have a Dream" e "SOS", além da canção título. Mais de 42 milhões de pessoas ao redor do mundo já assistiram ao musical, que acumula uma bilheteria total internacional de U$2 bilhões desde sua estréia no West End londrino em 1999.

5 - A Bela e a Fera (Beauty and the Beast)

"Beauty and the Beast" (foto: Divulgação)
Renda: R$988 milhões
A Bela e a Fera é um musical da Broadway, inspirado no longa-metragem de animação A Bela e a Fera dos Estúdios Disney de 1991. Essa montagem veio a se tornar a primeira da Disney nos palcos da Broadway (Nova Iorque - EUA) em 18 de abril 1994, após a ideia de apresentar uma peça de 25 minutos sobre a história na Walt Disney World. Pelo sucesso da peça em Nova Iorque, foram montadas adaptações para inúmeras filiais da Broadway inclusive em São Paulo e em países como México, Viena, Áustria e etc.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!