#NoMeuIpod especial Jorge Ben no Circo Voador

por Marie Linhares


Jorge Ben Jor (Foto: Reprodução/Internet)

Os alquimistas estão chegando aqui no Contracenarte e com eles vem o ilustre Jorge Ben Jor. Com 51 anos de carreira, 27 álbuns de estúdio lançados e 8 discos ao vivo, Ben Jor tem muita história pra contar. Depois de lançar "Umbabarauma", faixa em parceria com Mano Brown, do Racionais MCs, Jorge volta ao Circo Voador para alegrar a noite dos cariocas com suas relíquias de discos como "África Brasil" (1976), "Samba Esquema Novo" (1963) e "Homo Sapiens" (1995).

Em dois dias de show, o carioca natural de Madureira e criado no Rio Comprido lotou o Circo Voador, que veio abaixo com seus vocais e a sua Banda do Zé Pretinho. Em meio a um jogo de luzes surpreendente, banda afiadíssima combinados com um setlist escolhido à dedo para reconquistar quem já era fã e ganhar quem estava ali à descobrir esse veterano da MPB, Jorge Ben fez um show de 2h sem pestanejar tocando a sua guitarra incansavelmente. Mostrou que os 69 anos de idade não o deixaram abater em nenhum momento, deixando clara a sua destreza e familiaridade com o instrumento que toca com majestade profissionalmente desde os 19 anos de idade.

O show passa por momentos diversos da carreira do cantor, contando com singles como "O Telefone Tocou Novamente", "W Brasil", "Que Pena", "Ive Brussel", "Bebete Vão Bora!", "Que Maravilha", "Menina Mulher da Pele Preta", "Santa Clara Clareou" e ainda mais uma coleção de faixas que fizeram história na música popular brasileira. Pontos altos: "País Tropical" e "Do Leme Ao Pontal", que levaram o público á loucura com um coro de dar inveja. Além disso, rolou uma empolgação fora do comum em "Fio Maravilha", que levanta todo mundo, de todas as idades, por ser hino daqueles que gostam de futebol.

Já no bis, Ben Jor canta "Gostosa" e - pasmem - consegue trazer mais de 30 meninas pra cima do palco, para cantar e curtir a canção em homenagem as mulheres mais "vitaminadas", como ele mesmo diz, puxando a contagem regressiva: "1 menina, 2 meninas, 3 meninas..." até que o palco está todo tomado de meninas, mal sobrando espaço pra ele. Em meio a muitas selfies e homenagens, onde cada uma tem seus 15 segundos de fama, Jorge Ben puxa a clássica "Taj Mahal" e faz as meninas cantarem diversos trechos da música. Momento lindo de se ver, principalmente pelo carinho que todas demonstram pelo cantor, que se mostra de uma simpatia sem tamanho, beijando e abraçando à todas que chegam perto.

Meninas sobrem no palco em "Gostosa" (Foto: Marie Linhares/Contracenarte)

Pra quem nunca viu (como eu), é um espetáculo à parte. É um daqueles shows pra ir com a mãe, com a tia, com o pai, com a avó, com o namorado ou namorada... ou seja, é um show que dá pra ir com qualquer pessoa. Jorge Ben atravessa as barreiras do tempo! É pré-requisito pra quem gosta minimamente de MPB. Saí do Circo impressionada com a vivacidade do cara e com a sensibilidade musical da escolhas das músicas, apesar de ter sentido falta de "Chove Chuva" (uma das minhas preferidas!). Jorge, cê tá de parabéns, viu? Faça mais shows em casa. A cariocada agradece! :)

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!