É hoje! Veja previsão do Contracenarte para o Oscar 2014

Por Rafaela Sales




A cerimônia de entrega do Oscar, maior e mais importante prêmio da indústria cinematográfica, acontece neste domingo (2), em Los Angeles, a partir de 21h30. A apresentação fica por conta da comediante americana Ellen DeGeneres e, entre os candidatos, estão nomes como Martin Scorsese, Meryl Streep e Leonardo DiCaprio.

Com nove concorrentes na batalha pela estatueta mais disputada da noite, o Oscar 2014 promove discussões como a escravidão americana, o impacto da tecnologia nas relações humanas e sobrevivência no espaço. O Contracenarte preparou uma matéria especial para discutir as principais categorias da premiação. Quem a gente acha que merece e quem a gente acha que leva a estatueta pra casa você confere a seguir:

MELHOR FILME

"12 Anos de Escravidão" (Foto: Divulgação)

QUEM MERECE: 12 Anos de Escravidão

Baseado na biografia de Solomon Northup, um homem negro livre que foi capturado e feito escravo durante doze anos nos Estados Unidos em meados do século XIX, “12 Anos de Escravidão” é o filme mais cotado a levar o prêmio mais importante da noite. Com uma temática forte, a trama é capaz de derrubar um por um seus oito concorrentes, incluindo os queridinhos “Gravidade” e “O Lobo de Wall Street”.

QUEM LEVA: 12 Anos de Escravidão

MELHOR DIRETOR

(Foto: Divulgação)

QUEM MERECE: Alfonso Cuarón – Gravidade

Nas mãos de Alfonso Cuarón, um roteiro com uma linha simples se transforma em um espetáculo de efeitos especiais como nunca antes visto na história do cinema. Além da direção, o mexicano assina a produção e o roteiro (em parceria com o filho, Jonas).  Com um uso revolucionário do 3D, “Gravidade” é uma imersão fantástica que combina ficção e realidade, feita para criar receios àqueles que um dia sonharam em se tornar astronautas.

QUEM LEVA: Alfonso Cuarón – Gravidade

Caso o prêmio não caia nas mãos do mexicano, outro grande concorrente é Steve McQueen, por seu trabalho em “12 Anos de Escravidão”. Caso ganhe, McQueen será o primeiro diretor negro na história a ganhar um Oscar.

MELHOR ATOR

(Foto: Divulgação)

QUEM MERECE: Leonardo DiCaprio – O Lobo de Wall Street

Em sua quarta indicação (segunda por uma parceria com Martin Scorsese), o ator prova mais uma vez estar à altura de um prêmio da Academia. Em “O Lobo de Wall Street”, DiCaprio mostra toda a sua versatilidade ao mesclar momentos de humor puro, ironia e reflexão. Sua indicação teve uma grande repercussão na internet, e o ator chegou a dizer “estou muito comovido com todas as pessoas na internet torcendo para que eu leve o Oscar, mas, para ser honesto, eu só trabalho com isso porque eu amo, não para ganhar prêmios”.

QUEM LEVA: Matthew McConaughey – Clube de Compras Dallas

O ano de 2014 não deu a Matthew McConaughey motivos para reclamar. O ator esteve em dois dos nove concorrentes ao Oscar de Melhor Filme (“O Lobo de Wall Street” e “Clube De Compras Dallas”), levou para casa o Globo de Ouro pelo seu papel em “Dallas” e é o favorito na categoria de Melhor Ator no Oscar 2014.

Na pele do caubói aidético Ron Woodrof, que desenvolveu um esquema de contrabando de medicação para a AIDS no Texas nos anos 70, o ator prova ter o potencial que o levou aos holofotes e foi questionado após sua aparição em uma sequência de comédias água com açúcar. Para o papel, McConaughey perdeu mais de 20 quilos e – como já sabemos – a Academia é grande fã de mudanças corporais em prol da atuação.

MELHOR ATRIZ

(Foto: Divulgação)

QUEM MERECE: Cate Blanchett – Blue Jasmine

Penélope Cruz e Diane Keaton podem receber de braços abertos a mais nova musa de Woody Allen a ganhar o Oscar de Melhor Atriz. “Blue Jasmine” é coadjuvante à atuação de Blanchett, que encarna visceralmente o estereótipo de dondoca rica americana. Com sua Jasmine, Blanchett constrói uma pseudo-vilã digna de pena, futuro ícone de referência no cinema.

QUEM LEVA: Cate Blanchett – Blue Jasmine

MELHOR ATOR COADJUVANTE

(Foto: Divulgação)

QUEM MERECE: Jared Leto – Dallas Buyers Club

Uma dragqueen aidética parceira de um caubói traficante de remédios para a AIDS no Texas em plena década de 70. Esse é o papel de Jared Leto em “Clube de Compras Dallas”. O galã ficou irreconhecível para dar vida à cativante Rayon. Leto apresenta um trabalho verossímil e capaz de tocar e divertir o espectador em cada uma de suas cenas. Estatueta para ele.

QUEM LEVA: Jared Leto – Clube de Compras Dallas

Apesar de ser o favorito da noite, Leto pode ter o prêmio arrancado das mãos por Michael Fassbender, cuja atuação em “12 Anos de Escravidão” rendeu grandes elogios da crítica. O novato Barkhad Abdi, de “Capitão Philips” e Jonah Hill de “O Lobo de Wall Street” também não ficam atrás na categoria mais dividida da noite.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

(Foto: Divulgação)

QUEM MERECE: June Squibb - Nebraska

Estranho aquele que não se encanta com o trabalho da atriz de 84 anos. Em “Nebraska”, June Squibb vive uma senhora faladeira e sarcástica casada com um homem à beira da senilidade, que decide cruzar o país em busca de um suposto bilhete que o tornará milionário. A atuação de Squibb é enérgica e rende sorrisos ao espectador durante todo o filme.

QUEM LEVA: Lupita Nyong’o – 12 Anos de Escravidão

Coroada pela crítica como uma das maiores surpresas do ano, a queniana é favorita a levar o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante. No papel da escrava Patsey, Nyong’o é capaz de levar quem assiste à agonia profunda. Seu trabalho é expressivo e merece ser reconhecido pela Academia. A queridinha Jennifer Lawrence pode arrebatar o prêmio, e se tornar a mais jovem atriz a receber duas estatuetas do Oscar, mas seria mais do que injusto.

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

(Foto: Divulgação)

QUEM MERECE: Ela – Spike Jonze

O romance entre um escritor deprimido e um sistema operacional é o centro do roteiro de “Ela”, escrito por Spike Jonze. Em uma época onde a tecnologia se faz cada vez mais presente nas relações sociais, a história de amor entre Theodore e Samantha ganha dimensões ainda mais relevantes e cria no espectador a reflexão sobre em que direção nossa sociedade caminha.

QUEM LEVA: Ela – Spike Jonze

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

QUEM MERECE: John Ridley – 12 Anos de Escravidão

Quase 160 anos após sua publicação original, “12 Anos de Escravidão” chega aos cinemas através da adaptação feita por John Ridley. A história contada por Solomon Northup oferece um ponto de vista único sobre a escravidão nos Estados Unidos em meados do século XIX. Sua recuperação perante a mídia foi motivo suficiente para levar o livro a escolas ao redor do país. 

QUEM LEVA: John Ridley – 12 Anos de Escravidão

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA:

(Foto: Divulgação)

QUEM MERECE: Alabama Monroe

Uma história de amor embalada pelo bluegrass, “Alabama Monroe” é um drama que envolve o espectador durante cada um de seus 111 minutos de duração. Da fotografia à trilha sonora, o filme é um show de acertos. Premiado em festivais como o de Berlim e Tribeca, o dinamarquês tem grandes chances de levar a estatueta.

QUEM LEVA: A Grande Beleza

Um mergulho em um mundo paralelo, onde freiras recebem injeções de botox, crianças mimadas são artistas e velórios são eventos sociais, “A Grande Beleza” é uma ode ao exagero. Um primórdio de cinematografia, com uma fotografia no mínimo espetacular, o filme caiu nas graças da crítica assim que chegou aos primeiros festivais no início de 2013. O candidato italiano é – sem dúvidas – o favorito na categoria.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!