‘Elis’ se despede do RJ com mais de 80 mil de espectadores

(Foto: Reprodução/Internet)

Sucesso. O espetáculo “Elis, A Musical” se despede do Rio de Janeiro nesta quinta-feira (27) com mais de 80 mil expectadores, segundo os produtores. O aclamado musical que conta a trajetória da maior voz feminina da MPB, Elis Regina, segue agora para São Paulo, onde estreia no dia 14 de março para uma temporada no Teatro Alfa. Após quatro meses na Cidade Maravilhosa, o musical parte com um gostinho de “quero mais”. A temporada paulista vai até 13 de julho. Os ingressos já estão à venda.

Leia a crítica na íntegra: 'Elis, A Musical' traduz a pura emoção em forma de mulher

Com texto de Nelson Motta e Patricia Andrade, direção de Dennis Carvalho, apresentando Laila Garin como Elis Regina e a participação de Tuca Andrada, Claudio Lins e grande elenco, “Elis, A musical” mostra personagens emblemáticos da cultura do país, como Miele, Jair Rodrigues, Vinícius de Moraes, Tom Jobim, Ronaldo Bôscoli, Cesar Camargo Mariano e Lennie Dale, entre muitos outros.

"(Foto: Reprodução/Internet)

Considerada a maior cantora do Brasil, a gaúcha Elis Regina, morta precocemente aos 36 anos, deixou dezenas de sucessos consagrados em sua voz – e cerca de 40 deles, entre músicas, medleys e vinhetas, retornam agora no musical. Mais que apenas um jornalista musical, Nelson Motta escreve com conhecimento de causa – ele acompanhou vida e carreira da cantora, tendo sido seu amigo e produtor. "Musical de teatro é fantasia, não tem o menor compromisso biográfico, documental.Tentar isso seria patético", disse ele em entrevista ao jornal "Folha de São Paulo".

(Foto: Divulgação)

No início da carreira, Elis Regina era considerada cafona, ingênua e que tinha "ar de pobre", e que para alcançar o sucesso teria dar uma repaginada em tudo, desde o corte de cabelo às roupas que vestia, como ressaltava Ronaldo Bôscoli, o seu primeiro produtor e ex-marido. Elis cantava com a alma, tinha emoção e força em cada nota entoada. Para ela não bastava ser apenas mais um cantora boa, ela dizia: "Quero usar o meu dom que a mãe natureza me deu para diminuir a angústia de alguém. Essa ideia é que pode dar sentido ao meu trabalho."

De acordo com a produção do espetáculo, “Elis, a musical” é a primeira parte de uma trilogia brasileira, que levará ainda aos palcos o ícone Chacrinha e uma versão do sucesso cinematográfico “Se Eu Fosse Você”. “Elis, a musical” promete emocionar o público. O espetáculo reúne canções que se tornaram grandes sucessos na voz de Elis Regina. Entre elas os clássicos “Arrastão”, “Casa no campo”, “Águas de março”, “Dois pra lá e dois pra cá”, “Fascinação” e “Redescobrir”.

(Foto: Reprodução/Internet)

Uma Elis baiana
A atriz Laila Garin, soube realmente como incorporar a própria Elis Regina em cada gesto, fala e música cantada no palco. É de impressionar a sua atuação, tem garra, força e muita emoção. Durante o espetáculo a parte que mais vale ressaltar é quando termina o relacionamento com César Camargo Mariano, seu segundo marido e produtor, onde ela se vê cansada e quer mudar, começar do zero e decidi levar adiante o espetáculo Trem Azul sozinha e que afirmou não precisar dele para fazer acontecer.

Laila foi escolhida entre 200 candidatas. Formada em canto lírico e popular, Laila Garin foi dirigida por José Possi Neto, Luiz Carlos Vasconcelos, Cacá Carvalho e João Falcão no teatro e fez pequenas participações na TV em episódios de “A Grande Família” e “Louco Por Elas”. Agora enfrenta seu maior desafio: “Elis era única, por isso durante as audições optei por não tentar imitá-la, mas interpretar as canções consagradas por ela, do meu jeito, de acordo com a minha história de vida”, conta.

(Foto: Reprodução/Internet)

Elenco afinado
Além de Laila, o elenco do musical terá Felipe Camargo (Ronaldo Bôscoli), Caike Luna (Luiz Carlos Miele), Ícaro Silva (Jair Rodrigues), Claudio Lins (Cesar Camargo Mariano), Rafael de Castro (Marcos Lázaro e Vinícius de Moraes), Ricardo Vieira (Tom Jobim), Danilo Timm (Lennie Dale), Peter Boos (Henfil), Leo Diniz e Letícia Medella (Romeu e Ercy, os pais de Elis), e ainda Guilherme Logullo, Alessandro Brandão, Lincoln Tornado, Carla de Sá, Thiago Marinho, Maíra Charken e Lilian Menezes.

Danilo Timm, Thiago Marinho, Caike Luna e Leo Diniz são destaques. Todos souberam durante todo espetáculo segurar as régias e se mostraram muito bons nos papéis propostos. Já o ator Ícaro Silva mais uma vez ganhou os palcos, mas dessa vez como Jair Rodrigues, com ar cômico e alegre, o ator ganha a plateia e garante boas risadas atuando no papel de Jairzinho, que fez dueto junto a Elis no programa "O Fino da Bossa" que era transmitido pela TV Record e foi um dos mais importantes da música brasileira.

(Foto: Reprodução/Internet)

“Elis, a musical” ficará cartaz no Rio até 02 de março de 2014. De março a julho de 2014, o espetáculo estará em cartaz em São Paulo, e nos meses de agosto e setembro segue para turnê por outras cidades brasileiras. O espetáculo tem direção de direção de Dennis Carvalho, texto de Nelson Motta e Patricia Andrade e produção da Aventura Entretenimento. As audições para a escolha do elenco duraram quase um mês, com mais de três mil inscritos disputando 18 papéis.

Aventura Brasileira
Em busca de temas e inspiração nacionais para o crescente mercado de musicais, a Aventura desenvolveu o projeto “Uma Aventura Brasileira”, do qual “Elis, A musical” é a primeira parte. O projeto prevê ainda a montagem de “Velho Guerreiro – O Musical”, que contará a história de Chacrinha, em um espetáculo escrito por Pedro Bial; e “Se Eu Fosse Você – O Musical”, primeira adaptação de uma produção cinematográfica, que traz para os palcos a segunda maior bilheteria da história do cinema nacional.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!