Exclusivo! Contracenarte mostra os bastidores de ‘Corteo’

Por Rodrigo Vianna


Acrobatas ensaiam número de "Cyr Wheel", com aros de metal (Foto: Rodrigo Vianna/Contracenarte)

Por trás do grandioso espetáculo “Corteo”, do Cirque du Soleil, há 60 artistas de diversos países – incluindo o Brasil – que suam a camisa para fazer deste um dos maiores shows da companhia canadense. Acrobatas, palhaços, equilibristas e atletas se revezam todos os dias, antes de cada sessão, para ensaiar e aprimorar os números. A convite da Time Four Fun, o Contracenarte acompanhou com exclusividade na tarde deste sábado (25) o ensaio da trupe, na Marina da Glória, no Rio de Janeiro. De quebra, ainda entrevistamos acrobata canadense Stephane Beauregard.


Com números que impressionam, "Corteo" estreou no Rio de Janeiro no dia 27 de dezembro.  Escrito e dirigido pelo suíço Daniele Finzi Pasca, “Corteo” traz um palco em 360 graus, em que os atos se sobrepõem em um verdadeiro “desfile” de acrobacias diante do público. O espetáculo fala da morte e do enterro de um palhaço, mas passa longe de ser uma cerimônia fúnebre. O palco se transforma numa mágica sinfonia italiana, diferente de qualquer outro espetáculo da trupe. E os 19 atos do espetáculo trazem um clima de Carnaval e festa, com direito a anjos e figuras dos circos antigos.


Assista no player acima a um trecho do ensaio de "Corteo"

Neste sábado, fomos recebidos pela japonesa Mami Ohki, relações públicas de “Corteo”. Ao chegar lá, o que encontramos foi um clima familiar, comum entre as companhias circenses, porém, há algo diferente em Cirque du Soleil. Apesar de falarem línguas diferentes e de possuírem tradições distintas, os artistas e a equipe técnica parecem estar em perfeita sintonia. Nos bastidores, pudemos acompanhar a rotina dos acrobatas horas antes do show. Tudo é pensado, discutido e repassado. Tal organização não me espantou, afinal, estamos falando do Cirque du Soleil.

“O tempo de ensaio depende de cada ato. Geralmente eles treinam durante a semana e tiram as segundas-feiras para descansar. Atualmente há 60 artistas em ‘Corteo’, sendo 5 brasileiros. Eles se revezam em 19 atos, e duas sessões por dia. A maioria dos artistas não conhecia o Brasil, e estar de frente para o Pão de Açúcar é maravilhoso”, disse Mami, acrescentando que os artistas também possuem acompanhamento médico, físico e nutricional durante toda turnê.

(Foto: Rodrigo Vianna/Contracenarte)

O ciclo da vida
Sob a grande tenda branca, sustentada por 4 mastros de 25 metros de altura cada, encontramos o acrobata canadense Stephane Beauregard repassando o número conhecido como “Cyr Wheel”, onde cinco artistas executam manobras solo e em grupo utilizando um aro de metal. Pode parecer simples, mas não é. Enquanto Stephane dava as instruções, os acrobata prestavam atenção em cada detalhe, em cada gesto. Em “Corteo”, as acrobacias com o Cyr Wheel representam o ciclo da vida ininterrupto. Segundo Stephane, os ensaios duram cerca de 30 minutos.

“A carga de treinos depende da semana. Tem dias que eu não treino, quando nós temos dois shows por dia, por exemplo. Quando nós temos três dias seguidos, com dois shows, a carga de ensaios é menor. Em média, eu diria que nós pulamos cerca de uma hora, e rodopiamos por mais 30 minutos”, explicou Stephane, que está na companhia desde a estreia de “Corteo”, em 2005. Para ele, fazer parte do “Cirque du Soleil” é uma experiência única e um “grande sonho”. Além do Cyr Wheel, Stephane também mostra suas habilidades em “Teeterboard”, onde faz acrobacias numa espécie de gangorra.

Stephane (de roxo) em cena (Foto: Reprodução/Internet)

Saltos e piruetas
Outro número que pudemos acompanhar foi o “Bouncing Beds” (salto em camas, em inglês), onde seis artistas saltam sobre duas camas de 300 kg que se movem em plataformas giratórias. Em uma atmosfera lúdica, eles executam várias acrobacias, uma mais ousada que a outra, como um bando de crianças brincando no quarto dos avós. De fato, parecia uma grande brincadeira. Um a um, cada acrobata experimentava um novo salto, repetia os movimentos e aprimorava o número. A sincronia era tanta, que era difícil acompanhar.


Assista no player acima a outro trecho do ensaio de "Corteo"

Ao Contracenarte, o canadense Stephane Beauregard falou um pouco da sua dieta e como eles fazem para não cair na tentação da comida brasileira. Aliás, ele já tem o seu prato preferido: açaí. Não só ele, mas toda trupe de “Corteo” parece ter se rendido à frutinha brasileira: “Eu posso comer o que eu quiser, que eu ainda consigo me manter em forma. Mas o melhor é se cuidar, para se sentir bem durante as acrobacias. Mas sem dúvida o açaí está entre os meus preferidos, dizem que é bom para ganhar força, então eu acho que vou incluir na minha dieta”, brincou ele.

(Foto: Néstor J. Beremblum / Divulgação T4F)
Público especial
Pela primeira vez no Brasil, o acrobata disse que os brasileiros são um público especial. Segundo ele, durante as apresentações, o público brasileiro costuma se manter quieto, atencioso a cada movimento, e quando eles terminam, recebem uma explosão de palmas calorosas que ele só encontrou aqui. Ele disse que cada cidade possui uma característica diferente de público, mas o calor e a energia é a mesma entre os brasileiros, dando uma adrenalina a mais em cima do palco.

“Às vezes o que vivemos aqui não parece real. É uma vida tão mágica que parece que estamos dentro de um grande sonho. É tão mágico tudo o que você faz, toda vez que vocês está no palco você tenta fazer o público aplaudir, se animar, e no Brasil isso é fácil. Tudo o que você dá a eles, você recebe de volta. Isso nos dá energia para fazer sempre mais. É uma sensação incrível”, disse o canadense.

O acrobata Stephane Beauregard (Foto: Rodrigo Vianna/Contracenarte)

Assistido por mais de 6,5 milhões de pessoas desde a primeira estreia no Canadá em 2005, a turnê brasileira de Corteo do Cirque du Soleil é apresentada por Fast Shop. Com apoio cultural da Chevrolet, e realização da Time For Fun. A superprodução estreou em São Paulo dia 30 de março de 2013, seguindo então para Brasília dia 02 de agosto, Belo Horizonte dia 19 de setembro, Curitiba dia 8 de novembro, Rio de Janeiro em 27 de dezembro e, finalizando a grande turnê, Porto Alegre em abril de 2014.

Serviço:

Cirque du Soleil - Corteo

Local: Marina da Glória - Av. Inf-d. Henrique, s/n - Glória, Rio de Janeiro - RJ, 20021-140
Temporada: de 27/12/2013 a 15/02/2014
Preço único: R$ 240 (inteira) / R$120 (meia)
Horários: terça a sexta-feira, às 21h; (sessões às 17h em algumas datas durante a semana); sábados, às 17h e 21h; domingos, às 16h e 20h. 
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!