Retrospectiva 2013: Veja o que foi destaque na Música


Dois mil e treze foi um grande ano para a música, e o Contracenarte não poderia deixar de levar as mais importantes notícias da área aos bons ouvintes. Sob os holofotes, foram muitos os destaques, de grandes shows nacionais e internacionais a estreias, tirando a galera do chão. Isso foi apenas um aperitivo do que estar por vir. 2014 reserva muitas novidades, como a volta da estrela Demi Lovato e sua nova turnê “Neon Lights”, do mestre Elton John, dos roqueiros Gubn’s Roses. Difícil será abaixar o volume.

                           Veja o que foi destaque no Cinema em 2013

As grandes estreias, as perdas, os micos, os grandes fatos que marcaram a cultura em 2013. Durante os dias 29, 30 e 31 de dezembro, o Contracenarte fez um retrospectiva e mostrou o que foi destaque no Teatro, no Cinema e na Música. O público pôde relembrar as maiores estreias e reviver cada momento. Por dia, trouxemos os dez maiores fatos do ano, com imagens, vídeos e um pequeno resumo. Romance, comédia, musicais, drama e terror. Nada escapou das mãos dos nossos arteiros, que trouxeram informações direto do backtage. Pegue a sua pipoca, e divirta-se!

A seguir, relembre os 10 maiores destaques na Música em 2013:

1. Lana Del Rey:
Era para ser mais uma tarde de sol comum, típica da primavera, no Rio de Janeiro. Mas não foi. Pela primeira vez no Brasil, a cantora norte-americana Lana Del Rey apresentou a sua mais recente turnê “Paradise Tour”, no Citibank Hall, na Barra da Tijuca. Desde cedo, fãs de todas as idades – entre eles muitos adolescentes – fizeram fila do lado de fora da casa de espetáculo à espera da diva indie. Lana retribuiu à altura, com direito a passeio pelo gargarejo e pausa para um cigarro.

(Foto: Arquivo / Contracenarte)

2. Justin Bieber:
Gritos, suor e muita, mas muita lágrima. Assim foi o show do cantor canadense Justin Bieber, na Apoteose, no Centro do Rio de Janeiro. Num show sem grandes novidades, obedecendo o mesmo repertório e coreografias, o que fez a diferença foram os fãs. Nem mesmo o calor e o sol forte desanimaram as 30 mil pessoas que lotaram a passarela do samba, segundo os organizadores. Pelo contrário, só aumentou a “Febre Bieber”.

(Foto: Arquivo / Contracenarte)

3. Aerosmith:
O samba deu lugar ao rock na Apoteose, no Rio de Janeiro. Após seis anos, o Aerosmith desembarcou na Cidade Maravilhosa e arrastou uma multidão ao principal palco do carnaval carioca. Mesmo debaixo de chuva, a banda norte-americana mostrou por que continua sendo um fenômeno mundial, mesmo após mais de 40 anos de formação. Os fãs cariocas foram o destaque do show, que fez parte da turnê “The Global Warming World Tour”. Com direito a efeitos especiais, a apresentação foi, de fato, “apoteótica”.


(Foto: Arquivo / Contracenarte)

4. Black Sabbath:
A Apoteose também foi o palco do metal das bandas Megadeth e Black Sabbath. Para os entusiastas e fãs, foi uma noite inesquecível – afinal, estar diante da maior banda de heavy metal, com sua formação (quase) original e em sua primeira turnê dentro do Brasil – é algo realmente fantástico e imperdível. Com um público estimado em 35 mil pessoas, a Apoteose tremeu ao som do trash metal do Megadeth, banda que abriu a noite. Esta foi a primeira vez que o Black Sabbath se apresentou no Brasil. 

(Foto: Arquivo / Contracenarte)


5. Prêmio Multishow consagra Anitta:
Em clima de esportes, os novatos levaram a melhor na disputa com os veteranos no Prêmio Multishow 2013. Pela primeira vez na competição, Anitta provou que é, sim, poderosa e saiu com dois prêmios e a mais aplaudida da noite. Outros nomes como Silva, Metá Metá, Oba Oba Samba House e Mahmundi também debutaram com vitória, dividindo as atenções de medalhões também premiados como Thiaguinho, Luan Santana, Paula Fernandes, Sorriso Maroto e Ivete Sangalo.

(Foto: Arquivo / Contracenarte)

6. Paramore:
Balões, confete e serpentina. Não, eu não estou falando de um show pop, mas sim da apresentação da banda de punk-rock “Paramore”, no HSBC Arena, no Rio. Em seu retorno à Cidade Maravilhosa, Hayley Williams, o baixista Jeremy Davis e o guitarrista Taylor York, porém, não contavam com falhas no sistema de som, que por várias vezes deixaram os músicos na mão. Em outro momento, a banda norte-americana convidou dez fãs sortudos para subirem ao palco.

(Foto: Arquivo / Contracenarte)

7. Hanson:
A banda “Hanson”, formada pelos já trintões Zac, Taylor e Isaac, se apresentou no Citibank Hall, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Com uma batida mais rock, mais madura e versátil, eles trouxeram em sua quarta vinda ao Brasil a turnê "Anthem World Tour", que divulga seu mais recente álbum "Anthem", de 2013, em um show que durou um pouco menos de duas horas.

(Foto: Arquivo / Contracenarte)

8. Maria Rita:
De filha para mãe. A homenagem à Elis Regina feita pela filha Maria Rita encantou o público que lotou o Citibank Hall, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, nos dias 25 e 26 de maio. O Contracen@rte cobriu o evento no primeiro dia e encontrou um público emocionado pela grande homenagem feita à maior cantora brasileira. O show faz parte da turnê "Redescobrir", nome dado em homenagem à canção gravada por Elis, e escrita por Gonzaguinha.

(Foto: Arquivo / Contracenarte)

9. Rock in Rio:
A quinta edição do Rock in Rio no Brasil será lembrada por momentos que vão deixar saudade. Em 2013, o festival foi marcada pela diversidade de gêneros musicais. Logo na abertura, no dia 13, Beyoncé fez um show com um espetáculo completo e de alto nível. Florence and The Machine atraiu uma legião de garotas com flores no cabelo e inspiração hippie. Justin Timberlake cumpriu as expectativas e fez um show impecável no encerramento da primeira etapa. Slayer, Avenged Sevenfold e Iron Maiden atraiu uma legião de metaleiros à Cidade do Rock.

(Foto: Arquivo / Contracenarte)



10. Djavan:
Para os cariocas fãs do cantor e compositor Djavan, o último fim de semana teve um gosto especial ao celebrar, no palco do Vivo Rio, na Cidade Maravilhosa, o lançamento da turnê “Rua dos Amores”. Após quase 4 anos sem um novo projeto, Djavan assina as letras e melodias das 13 canções que compõem o álbum. Assim como o show, que ele mesmo classifica como autoral. Com uma pegada mais pop, o cantor empolgou os milhares de fãs que lotaram a casa de espetáculos e relembrou sucessos da carreira.

(Foto: Arquivo / Contracenarte)
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!