#NoMeuIpod: Haim e o encontro do nu-folk com o R&B

Por Marie Linhares

Alana, Este e Danielle Haim (Foto: Reprodução/Internet)

Haim é uma banda de rock formada pelas irmãs Danielle, Este e Alana Haim, de San Fernando Valley, Califórnia.

Cresceram escutando os clássicos do rock americano dos anos 1970 e começaram a carreira musical ainda na escola, ao lado dos pais na banda Rockinhaim, tocando covers em feiras de caridade locais. Um tempo depois, Danielle e Este resolveram tocar juntas formando as Valli Girls; assinaram contrato com a Columbia em 2004, chegaram a ter uma musica na trilha do filme "Quatro Amigas e Um Jeans Viajante" mas um tempo depois, infelizes de estarem cantando musicas que não eram de sua autoria, a banda acabou e pularam fora da gravadora. À medida que cresciam, as Haim demonstraram um interesse por pop e R&B, colocando muito desses gêneros musicais em suas letras e em 2006, formaram a sua própria banda.

Alana, a irmã mais nova (Foto: Reprodução/Internet)

Danielle, ao terminar o ensino médio foi convidada a tocar bateria na abertura de uma das turnês de Jerry Lewis. Julian Casablancas, ao assisti-la tocando em um dos shows de Lewis, a convidou para tocar violão e percussão junto com ele na sua turnê solo. Também fez turnê junto com a Scarlet Fever, a banda de vocais de apoio que canta com Cee-Lo Green.

Neste meio tempo, Danielle já havia se formado e Este se formou em etnomusicologia na UCLA. Alana havia acabado de entrar na mesma instituição, que abandonou um ano depois para sair em turnê com a banda e levar a carreira musical mais a sério. Foi neste momento que elas resolveram levar adiante a girlband formada inicialmente, lançando em 2012 o EP “Forever”, disponibilizado para download gratuito no site da banda, que acabou recebendo muita atenção da imprensa musical.

Danielle tocando baixo (Foto: Reprodução/Internet)

As californianas acabaram emplacando de imediato o single "Forever" e a partir dai começaram a fazer turnê pelos Estados Unidos, abrindo shows de bandas maiores como Edward Sharpe and The Magnectic Zeros em diversas cidades e após se apresentarem impecavelmente no South by Southwest (SXSW), assinaram um contrato com a Polydor, no Reino Unido. Durante o ano de 2012, fizeram uma turnê solo de estréia pelo país e saíram em turnê abrindo shows para ícones como Mumford and Sons e Florence and The Machine. Foram anunciadas em primeiro lugar na lista da BBC de sucessos promissores para 2013, chamada "Sounds of 2013" e lançaram seu outro single "Don't Save Me" na BBC Radio. Também se apresentaram no Glastonbury, festival bastante conhecido no Reino Unido.

No dia 30 de setembro de 2013 lançaram seu primeiro full-length álbum de estúdio, "Days Are Gone", que conta com influências claras de pop, R&B, synth pop, new wave e indie. O album foi avaliado em 8.3 pelo importante site Pitchfork. Em todas as faixas, as influências ficam claras, mas ao mesmo tempo nada deixa a desejar no quesito originalidade. A voz de Danielle lembra bastante a da cantora indie Feist, porém um pouco mais suave e mais carregada de identidade. Elas são constantemente comparadas a banda britânica Fleetwood Mac, mas se caracterizam pelo encontro do nu-folk com o groove do R&B., fazendo um som único e representando o poder do rock feminino dentro de uma maioria esmagadora de bandas formadas por homens. Viva as girlbands!

Este na percussão (Foto: Reprodução/Internet)

#ParaBaixar:
Fiz uma playlist com 5 músicas do álbum dessas lindas meninas da Califórnia, que está #NoMeuIpod e acho que depois de ouvi-las, vai direto pro de vocês também!

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!