'Jogos Vorazes - Em Chamas' traz adpatação fiel ao livro

Por Rafaela Sales

(foto: reprodução internet)

                              
Ano de Lançamento: 2013
País: Estados Unidos
Língua: Inglês
Título Original: The Hunger Games - Catching Fire
Diretor: Francis Lawrence

Uma fila enorme, adolescentes gritando e mães com caras cansadas. Essa era a atmosfera do cinema na estreia de Em Chamas, segundo filme da saga Jogos Vorazes, baseada nos livros de Suzanne Collins. 

Com o privilégio do lançamento exclusivo, o Brasil viu as bilheterias inflarem, lucrando aproximadamente 13 milhões de reais e alcançando 1 milhão de espectadores no primeiro fim de semana. 

Quem assistiu ao primeiro filme, viu que os Jogos Vorazes são uma competição promovida pela Capital da nação de Panem. Dois tributos de cada Distrito são escolhidos para lutar entre si em uma arena até que só um sobreviva e seja consagrado campeão.

A sequência segue Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) e Peeta Mellark (Josh Hutcherson), os tributos do Distrito 12, e vencedores da mais recente edição dos Jogos Vorazes. A dupla rompeu com as regras impostas pela competição, ao recusar ferir um ao outro, obrigando a Capital a declarar ambos campeões. Em Chamasmostra o casal durante a Turnê da Vitória ao redor de Panem.

É nessa Turnê, que Katniss se depara com mudança de atitude nos Distritos, e percebe que é a figura que inspirou a população a rebelar-se contra a opressão da Capital.
Ao ver a situação sair de seu controle, o Presidente Snow (Donald Sutherland), líder da Capital, a procura a fim de controlar as rebeliões. Vendo que o temperamento de Everdeen seria difícil de domar, Snow reúne-se com a organização dos Jogos e – em prol de eliminar a protagonista de seu caminho – declara que durante a edição especial da competição, denominada Massacre Quaternário, os tributos vencedores de edições passadas deverão encarar a arena mais uma vez.

Jennifer Lawrence interpreta com competência uma protagonista que rompe com os clichês da heroína cinematográfica. Uma líder nata, destemida e disposta a sacrificar-se para proteger a família. Em alguns momentos, Lawrence parece mesclar-se com Katniss, tamanha a precisão de seu trabalho. Ao seu lado está Josh Hutcherson, no papel de um mocinho aparentemente frágil, refém de um amor platônico nutrido pela parceira de arena, e projetado para fazer as meninas caírem de amores. Boom. Forma-se a combinação certeira para jogar o filme nas graças da plateia.

Com mais de duas horas de duração, o filme contou com a experiência da dupla de roteiristas Simon Beaufoy (“Quem Quer Ser um Milionário?” e “127 Horas”) e Michael Arndt (“Toy Story” e “Pequena Miss Sunshine”) para não perder o espectador em meio à chuva de detalhes. A fotografia, comandada por Jo Willems (“Sem Limites”), é outro ponto a ser ressaltado. O contraste entre os Distritos, que vivem em estado de miséria, e a Capital, regada pela luxúria, é dado através do paralelo entre tons de cinza e uma explosão de cores.
Em contramão, aqueles que não assistiram ao primeiro filme da saga estão impedidos de assistir à sequência, uma vez que são poucos os momentos em que esta retoma informações contidas no filme anterior.

Quem julga a trama como mais uma saga adolescente água com açúcar, acaba por surpreender-se com o resultado. Com um roteiro bem elaborado, o filme é capaz de trazer debates interessantes à mesa, como a manipulação cometida pelo governo, a glamourificação de realities shows e o conflito de ideais sofrido por aqueles que vivem sob os holofotes.

Confira abaixo no player o Trailer do longa:



Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!