Flip 2013: FlipZona começa celebrando IIlha Grande

(Foto: Divulgação)

Cerca de cem alunos celebraram a cultura da Ilha Grande (RJ) no encontro que marcou a abertura da FlipZona, nesta quarta (3), na Casa da Cultura, em Paraty, no Rio de Janeiro. O projeto Memórias da Ilha Grande, coordenado por Dagmar de Mello Silva, professora de psicologia da educação da UFF (Universidade Federal Fluminense), resgata a tradição oral da ilha vizinha a Angra dos Reis e a cultura caiçara de seus moradores.


O evento começou com a exibição de um documentário sobre os bastidores de uma exposição fotográfica realizada por adolescentes alunos da Escola Municipal General Sylvestre Travassos. Os garotos fizeram registros de costumes e detalhes de suas comunidades, como os barcos pesqueiros, a culinária caiçara, a fauna e a flora. A FlipZona faz parte da programação da 11ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip).

Ilha Grande (Foto: Reprodução/Internet)

O segundo momento apresentou um projeto audiovisual desenvolvido pelas crianças da primeira série juntamente com seus professores. Dez animações recriaram “causos” e lendas famosas nas praias que compõem a ilha.


Feitos com a técnica conhecida como “stop motion”, com personagens feitos de massinha de modelar, os filmes arrancaram risadas da plateia com histórias como a dos pescadores que fizeram uma fogueira em uma baleia, achando que se tratava de uma pedra, ou do temido homem da capa preta, que espanta os casais de namorado que vão sei beijar na praia.

Os alunos e educadores também enfatizaram a importância do projeto em apresentar a cultura da ilha para os moradores das cidades do continente que, apesar de tão perto, muitas vezes não conhecem seus vizinhos.

Homenagem a Graciliano Ramos
A 11ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) tem como homenageado Graciliano Ramos. No próximo dia 27 de outubro completam-se 120 anos do nascimento do autor, natural de Quebrangulo, Alagoas. Escritor, jornalista e político, Graciliano Ramos teve uma vida em que a literatura e a política se entrelaçaram e, não raro, suas convicções e atividade política inspiraram obras de forte conteúdo social.

Os escritores homenageados nas edições anteriores da Flip foram Vinicius de Moraes, Guimarães Rosa, Clarice Lispector, Jorge Amado, Nelson Rodrigues, Machado de Assis, Manuel Bandeira, Gilberto Freyre, Oswald de Andrade e Carlos Drummond de Andrade. A 11ª edição da Flip acontece entre os dias 3 e 7 de julho, em Paraty.

Vencedor do Booker Prize, e nome cotado ao Prêmio Nobel de Literatura, o romancista irlandês John Banville confirma presença na 11ª edição da Flip.

Seu título mais recente, “Luz antiga” (Ancient Light), será lançado no Brasil pela Globo Livros (Biblioteca Azul) durante sua visita à Festa. O romance, o 16º publicado pelo autor, acompanha a história de um ator cuja carreira parece seguir para o fim – assim como sua própria vida. Diante do processo, Alexander Cleave passa a viver de suas recordações, memórias de seu primeiro amor (um relacionamento delicado com uma mulher bem mais velha e mãe de seu melhor amigo) e de sua falecida filha.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!