'Festival de Inverno de Petrópolis' traz mais de 55 atrações

O "MozArt Group" é uma das atrações do Festival (Foto: Divulgação)

Petrópolis, a Cidade Imperial, será o centro das atrações a partir da próxima sexta (5), quando começa o “13 º Festival de Inverno de Petrópolis”. Até o dia 21, a Dell’Arte Soluções Culturais - pioneira na implantação de festivais no Rio - promove um verdadeiro mergulho na música clássica, com mais de 49 eventos, trazendo ainda shows, balés, ópera, corais e teatro, além de jovens e promissores talentos. Durante 17 dias, o público poderá desfrutar o melhor das culturas nacional e internacional.

A presidente da Dell’Arte, Myrian Dauelsberg, destaca a relevante função do festival que inclui Petrópolis no trajeto de importantes artistas acostumados a se apresentar nas grandes metrópoles e em outros países. O Festival ajuda a fomentar o turismo da região gerando grande movimento de visitantes nos hotéis, pousadas e restaurantes: “A programação deste ano foi organizada para o público sair de um espaço e ir para outro de acordo com a topografia da cidade e poder assistir a todos os espetáculos”, disse.

O Festival ocupará diversos locais da cidade, como Museu Imperial, Palácio de Cristal, Theatro D. Pedro, Palácio Rio Negro, Hotel Solar do Império e novos espaços, como a Câmara Municipal de Petrópolis (Palácio Amarelo) e a Casa Cláudio de Souza entre outros. Presenças de atrações nacionais e internacionais garantem 17 dias de entretenimento do mais alto nível.

Abertura de gala
A Abertura de Gala do Festival será na sexta-feira, na Catedral São Pedro de Alcântara, com o concerto de um dos maiores organistas da atualidade, Marcelo Giannini, brasileiro radicado há mais de 30 anos na Alemanha, com a participação do Coral Municipal de Petrópolis, regido pelo Maestro Paulo Afonso.

O Festival irá comemorar também o Ano da Alemanha no Brasil e os 150 anos de Ernesto Nazareth, com show do saxofonista Leo Gandelman, no Palácio de Cristal.

Além disso, o festival também vai comemorar o bicentenário de Verdi, no Museu Imperial, com apresentação da renomada soprano Angélica de La Riva (sexta-feira, dia 19, às 18h). Os 70 anos de morte de Rachmaninoff também será lembrado durante os “Concertos ao Meio Dia” no Cine-Teatro Museu Imperial, além da apresentação do grupo Petrópolis em Serenata (terça-feira, dia 9, às 18h, na Casa Cláudio de Souza) com uma  homenagem ao centenário de Vinicius de Moraes.

O cinema também terá destaque no festival, com filmes alemães como “Asas do Desejo”, “A Vida dos Outros” e “Lili Marlene”, em homenagem ao Ano da Alemanha do Brasil. Essa programação acontece no Centro de Cultura Raul de Leoni, sempre aos sábados, às 11h.

Cena do filme "Asas do Desejo" (Foto: Reprodução/Internet)

Palestras
Aqueles que gostam de aprofundar sua cultura musical não podem perder as três palestras comentadas com projeções, sempre aos sábados, às 15h30m, na Sala Multimídia, do Museu Imperial. O palestrante Mário Willmersdorf Jr desenvolve no dia 6 o tema “A Música Russa no Século XX”. No dia 13 é a vez de “Momentos da Música Francesa. E, no dia 20, com Estevão Hermann, “Festival de Salzburgo – 90 anos do maior e mais famoso festival de música do mundo”.

Continuam presentes na programação os tradicionais Concertos à Luz de Velas e Concertos ao Meio-Dia, grandes séries provocam sempre grandes expectativas em todas as edições, no Museu Imperial, com destaque para o Duo Fukuda – Astrachan (sábado, dia 6, às 18h) e o russo Alexey Sichev (sexta, dia 12, às 12h). Alexey faz parte do rol internacional que enriquece o festival, que ainda conta com a deslumbrante violoncelista alemã Kerstin Feltz (sexta-feira, dia 12, às 18h) e com a participação do bem humorado Mozart Group, da Polônia (sábado, dia 13, às 15h, no Palácio de Cristal).

 O russo Alexey Sichev (Foto: Reprodução/Internet)

Na programação imperdível, destacam-se ainda a opereta “Caso no Júri”, acompanhada pela Orquestra Sinfônica da UFRJ (sábado, dia 6, às 20h30m, no Theatro D. Pedro); o “Festival vai à Praça” (domingo dia 07, às 10h), com apresentação artística de alunos das escolas municipais, na Praça da Liberdade; o duo da flautista Geisa Felipe, brasileira radicada na Alemanha com o violonista Luis Leite (segunda-feira, dia 8, às 18h, no Palácio Amarelo ; o Chá Musical, com o Duo Santoro (quinta-feira, dia 11, às 17h, no Solar do Império); o show piano e voz de Zizi Possi (sexta-feira, dia 12, às 20h30m, no Theatro D. Pedro).

Destaques
Entre os principais palcos do 13º Festival Internacional de Inverno de Petrópolis, destacam-se: a Abertura na Catedral de São Pedro de Alcântara ; as palestras sobre música clássica com especialistas e os Concertos ao Meio-Dia e à Luz de Velas no Museu Imperial; Theatro D. Pedro; manhãs infantis e série Cristal Jazz no Palácio de Cristal; Chás Musicais no Hotel Solar do Império, concertos no Palácio Rio Negro, música clássica e brasileira no Palácio Amarelo, filmes no Centro de Cultura Raul de Leoni, além do já consagrado Festival vai à Praça, na Praça da Liberdade.

(Foto: Reprodução/Internet)

 O Festival de Inverno da Dell’Arte tornou-se uma tradição em Petrópolis, com repercussão no Brasil e na América do Sul. Os ingressos têm preços populares, mas muitos espetáculos têm entrada franca mediante a doação de um quilo de alimento não-perecível. Os bilhetes podem ser adquiridos nos locais dos eventos e boa parte deles é destinada aos jovens, proporcionando-os acesso às variadas formas de manifestação das artes.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!