Marisa Monte chega a Portugal com tour 'Verdade uma Ilusão'

Por Elisa Veiga
Do Contracen@rte, em Portugal

Marisa Monte em "Verdade uma ilusão" (Foto: Divulgação)

A cantora e compositora Marisa Monte inicia neste domingo, 14 de abril, sua turnê internacional do concerto “Verdade Uma Ilusão”, com passagem por onze cidades da Europa e Américas do Sul e Norte, entre as quais Lisboa e Porto fazem parte. Integrada na digressão, Marisa Monte vai apresentar as canções do seu último disco intitulado “O Que Você Quer Saber de Verdade”.

Leia também: Marisa Monte brinda cariocas com show emocionante

A turnê começa por Londres hoje e chega à terra lusa no dia 24 e termina dia 18 de abril. Será um total de quatro concertos, sendo dois no Coliseu do Porto (24 e 25 de abril) e dois no Coliseu de Lisboa (27 e 28 de abril).

(Foto: Divulgação)

O espetáculo aposta na mistura entre música e vídeo, oferecendo aos espectadores uma experiência audiovisual com projeção de vídeos de arte em alta resolução durante as canções. Esses concertos possuem uma forte ligação com as artes plásticas, pois essas projeções são obras de artistas plásticos contemporâneos brasileiros como: José Damasceno, Luiz Zerbini, José Damasceno e Jonathas de Andrade e à curadoria da conceituada Luísa Duarte.

Mais de 160 mil pessoas já viram
O espetáculo - visto por mais de 160 mil pessoas no Brasil - recebeu diversos prêmios e contribuiu para que Marisa Monte fosse escolhida a artista do ano pelo iTunes Brasil. Com direito a efeitos especiais e em 3D, Marisa Monte faz um passeio pelos seus 25 anos de carreira e canta sucessos como “Ainda Lembro” e “Depois”, ambas acompanhadas lindamente pelos fãs.

Em sintonia com o som harmonioso de "O que você quer saber de verdade", disco que foca o amor e a vida sob ótica positivista, Marisa canta no show em tons suaves que já nada lembram a cantora de tintas fortes que despontou retumbante na cena nacional nos fins dos anos 80. "Diariamente" (Nando Reis), música de 1991 em que se fazem ouvir os sutis timbres eletrônicos da banda, se encaixa bem nessa linha delicada de interpretação e se faz presente no repertório.

Imagens musicais
Muitas das novidades que Marisa preparou para "Verdade Uma Ilusão", que tem a direção mais uma vez co-assinada por Leonardo Netto e Claudio Torres, foram criadas a partir do estabelecimento de parcerias artísticas inéditas: o videoartista Batman Zavarese foi convocado para assumir a direção de arte, Marcelo Lipiani criou a cenografia e Luisa Duarte é a responsável pela curadoria dos vídeos que são projetados num jogo de seis multi-telas dispostas em camadas, e em diferentes pontos do palco: entre a cantora e a plateia, entre a cantora e a banda, atrás e ao lado dos músicos, e em várias outras combinações.

Valendo-se de recursos tecnológicos de última geração, a maior parte das canções do roteiro é acompanhada de projeções, em alta resolução, de 16 obras – quase todas em vídeos - criadas por 15 nomes consagrados do cenário das artes visuais do país. Assim, High definition (2010), de Luiz Zerbini, por exemplo, ilustra a faixa Descalço no Parque; Miravento (2007), de Alexandre Brandão, se acopla à canção Arrepio; Ão (1980), de Tunga, se une à música De Mais Ninguém; e Amarésimples Amarécomplexo (2011), de Marcos Chaves, emoldura Amar Alguém. Participam ainda os artistas Cao Guimarães, Rivane Neuenschwander, José Damasceno, Mana Bernardes, Thiago Rocha Pitta, Marilá Dardot, Guilherme Peters, Jonathas de Andrade, Ticiano Monteiro e Janaina Tschäpe, que tem o seu trabalho mesclado à caligrafia de Arnaldo Antunes na faixa Depois, escrita pelo próprio Arnaldo, em parceria com Marisa e Carlinhos Brown.
(Foto: Divulgação)

Estrutura e tecnologia
Ao todo, são mais de 30 pessoas envolvidas na produção, dentro e fora do palco. E somando cenários a equipamentos de vídeo, som e luz, o aparato técnico utilizado em Verdade Uma Ilusão chega a quase dez toneladas. Toda a infraestrutura e tecnologia têm como objetivo tecer uma refinada combinação entre sons e imagens, como se o público pudesse acompanhar, agora, o que a artista imagina ao interpretar cada verso e melodia.

Para alcançar os efeitos visuais que Marisa e os diretores buscavam, Batman Zavareze teve de buscar especialistas capazes de desenvolver um software especial de gerenciamento de imagem. Achou o que precisava em Barcelona, com o coletivo Emotique, que reúne artistas, programadores e engenheiros reconhecidos por seus trabalhos com o festival multimídia Sónar e a Fundação Miró. Além de projeções em full HD e simulação de efeitos em 3D, em alguns momentos é a voz de Marisa que comanda os movimentos em silhueta que o público assiste nas projeções.

A equipe do show conta ainda com antigos colaboradores de Marisa: Rita Murtinho é a responsável pelo figurino da artista e da banda que a acompanha;  Zeluis Joels assina a complexa iluminação, que ora interage diretamente com as projeções, ora crias climas independentes dentro delas.

Roteiro
A digressão inclui ainda a passagem por Londres, no Reino Unido, Roma, em Itália, Paris, em França, Madrid e Barcelona, em Espanha, além de Zurique, na Suíça, e Mainz, na Alemanha.

A produção dos shows em Portugal é da produtora Música no Coração, tem classificação etária de para maiores de três anos e os preços variam de 25,00€ a 60,00€.

Serviço:

Pontos de venda:

Porto:
Coliseu do Porto
Worten
Dolce Vita
Agência Abreu
FNAC
El Corte Inglés
ticketline.sapo.pt
www.bilheteiraonline.pt

Lisboa: 
Coliseu Lisboa
El Corte Inglés
Balcões dos CTT
Agência Abep
Agência Alvalade
FNAC’s
www.bilheteiraonline.pt
ticketline.sapo.pt
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!