Famosos usam redes sociais para lamentar morte de Chorão

Chorão foi encontrado desacordado pelo seu motorista (Foto: Arquivo)

Perdemos hoje um dos cantores e compositores mais polêmicos do rock nacional. Alexandre Magno Abrão, o Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., foi encontrado morto na madrugada desta quarta-feira (6), em seu apartamento no bairro de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo. Chorão foi encontrado desacordado pelo seu motorista, que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Logo após a chegada da unidade foi constatado que ele já estava morto.

Desde o anúncio da sua morte, famosos e amigos do cantor demonstraram o sentimento de carinho e tristeza e usaram as redes sociais para lamentar a perda do vocalista do Charlie Brown Jr. O apresentador Luciano Huck usou o seu perfil no Twitter: "Caramba...o Chorão morreu! Muito triste! Gostava muito dele! Bom coração! Poeta! Gente boa! Despejo todo meu carinho na família! Uma perda!", escreveu ele.

Luciano Huck lamentou morte de Chorão no Twitter (Foto: Reprodução)

O ex-vocalista do Raimundos, Rodolfo Abrantes, também usou o Twitter: "A todos os fãs, amigos e familiares do Chorão, meus sentimentos. Orando pra que Deus conforte seus corações". Já Digão, o atual líder da banda, disse que Chorão "era um cara de coração grande": "Tinha os momentos dele, mas sempre teve um coração bom. Eu gostava muito dele. Ele era meu irmão. Na última vez que nos encontramos tínhamos combinado de compor algo juntos. Estou muito triste. Um cara que vai fazer muita falta pro rock brasileiro. Vai ser difícil alguém preencher esta lacuna. Uma das maiores perdas que eu já vivi", disse.

Dinho Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial, também lamentou: "Nossa, o Chorão morreu. Que dia triste. Não posso acreditar que estou escrevendo esse texto. O Chorão! Não é possível. Como é possível? Que tristeza. Por que isso acontece com o rock? Renato, Cássia, Cazuza e agora Chorão. Caraca! Parece que são os melhores. Putz, que dia triste. Eu queria poder abraçar o Champignon e o Thiago agora. Também mando minhas condolências à família dele. Estou pasmo. Continuo achando surreal. Que pena. Quantas e quantas vezes nós tocamos juntos. Não sei nem dizer quantas. Mas foi sempre divertido. Nossa que dor no coração", disse ele, via Twitter.

Em comunicado oficial, Alexandre Frota disse: "Hoje fui surpeendido com a morte do amigo Chorão: grande músico, multimídia, uma cara irreverente, que falou e cantou o que quis e como quis. Fiquei muito abalado, chateado, triste com a noticia. Eu me identificava muito com ele, era fã da banda e dele. Estivemos várias vezes juntos nos camarins. Na verdade, estou chocado, e mais ainda, puto por terem deixado vazar as fotos do apartamento dele. Independente disso, força à familia, amigos e fãs. Chorão, o Coro Vai Comer aí, onde quer que vc esteja, my Brother, e nós vamos Brindar a vida por vc aqui, fique em paz".

Pelo Facebook, Tico Santa Cruz, vocalista do Detonautas, falou: "Ainda estou em estado de choque com a notícia que um dos caras mais importantes do rock nacional não tenha despertado esta manhã. Meu coração acelerado mal me permite teclar para compartilhar com os amigos, familiares e fãs a dor da partida de Chorão. Sempre tive uma grande admiração por este cara! O Detonautas nunca negou que no início de sua carreira,em 1997, se inspirou, entre outras bandas de rock nacional, no CBJR. Nos encontramos e fizemos muitos shows juntos. Ainda acho que alguém vai dizer que é mentira!!!! Chorão, seu legado será eterno. Sem palavras".

Prima do vocalista do Chalie Brown Jr, a apresentadora Sonia Abrão também usou o Twitter para manifestar o seus sentimentos: "E a gente se pergunta por que a vida é assim?" Vai com Deus, primo! Nosso amor estará sempre com você. Chorão Forever!".

O jogador Neymar também lamentou a morte de Chorão: "Dias de Lutas, Dias de glórias"... Descanse em Paz". Assim como o seu colega de profissão, Robinho:  "Descanse em paz Chorão . LUTO".

Polícia ainda investiga as causas da morte
As causas ainda não estão esclarecidas, segundo o delegado Itagiba Vieira, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que investiga o caso. O apartamento estava muito danificado e com marcas de sangue em alguns locais, Itagiba acredita que o próprio Chorão tenha feito isso, já que o corpo foi encontrado com um machucado no dedo: "Aparentemente não foi homicídio. O IML é que vai dar a causa da morte. Aparentemente ou foi por uso de medicamento ou outra substância", disse ele.

(Foto: Arquivo)

O exame toxicológico, que vai apontar evidências de cocaína ou outras substâncias no corpo de Chorão, será divulgado em duas semanas. Itagiba revelou ainda que foram encontrados, na casa, frascos do ansiolítico Lexotan e uma pasta de dentes usada para adormecer a gengiva - Chorão costumava morder a boca quando estava ansioso. Para o delegado, a hipótese de suicídio deve ser descartada. Ele acredita que o caso foi uma fatalidade e relacionar com overdose de drogas, neste momento, também seria "leviano".

Carreira de sucesso
O cantor e letrista, que faria 43 anos em 9 de abril, liderava a banda fundada por ele na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, em 1992. Chorão marcou uma geração com seus 21 anos de uma carreira cheias de sucessos como "Proibida pra mim", "Zoio de lua" e "Só os loucos sabem". Além de sua paixão pela música, ele também dividia os palcos com o Skate, tendo até fundado uma rampa.

A estreia do Charlie Brown Jr aconteceu em 1997 com o lançamento do álbum "Transpiração contínua prolongada". O trabalhou conseguiu o certificado de disco de platina ao vender mais de 250 mil cópias e tem como singles os sucessos "O coro vai comê", "Proibida pra mim", "Tudo que ela gosta de escutar", "Quinta-feira" e "Gimme o anel".

Nesses anos de carreira, Chorão foi o único integrante do Charlie Brown Jr. que permaneceu no grupo em todos as suas fases. Além de ser vocalista, ele era responsável pelas letras do grupo. Em 2005, o trabalho "Tâmo aí na atividade” foi premiado com o Grammy Latino de melhor álbum de rock brasileiro, e em 2010 ganharam o mesmo prêmio com "Camisa 10 joga bola até na chuva". venderam ao todo 5 milhões de cópias. Seu último trabalho foi ano passado com o albúm "Música Popular Caiçara" que marcou a volta dos outros integrantes Marcão e Champignon à banda.

O vocalista é também roteirista do filme "O magnata" (2007), do diretor Johnny Araújo, e do longa “O cobrador”, ainda em andamento. Como empresário, administrou marcas de skate, como a DO.CE, fundada por ele em 2009, e viabilizou a realização de grandes eventos de skate no Brasil, além de manter o espaço Chorão Skate Park na cidade de Santos desde 2006.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!