Estreia! "Manual de Sobrevivência ao Casamento" promete resolver todos os problemas a dois

(Foto: Divulgação)

Um espetáculo de teatro que promete resolver todos os seus problemas a dois. "Manual de Sobrevivência ao Casamento" é a nova comédia dos mesmos criadores do sucesso "Como Passar em Concurso Público". Por meio de um manual de regras para a boa convivência no casamento, o grupo conta a história de duas pessoas que decidem casar-se no ardor da paixão e depois sofrem as consequências dos conflitos da vida de casal.

Morar junto, dividir o banheiro, ronco, TPM, traição, gerência dos trabalhos domésticos, falta de elogios, toalha molhada em cima da cama. São milhões de situações e embates que ele, o casamento, cria para ameaçar a sua sobrevivência. Com muito bom humor, o G7 prova não só que casar é uma ciência, dependente de boa vontade, respeito e diálogo, mas também propõe uma reflexão sobre a necessidade quase instintiva do ser humano de ser feliz com outra pessoa, diferente de outros exemplos encontrados na natureza. Será possível ser feliz sozinho?

As cenas cômicas retratam situações do cotidiano dos casamentos, como por exemplo: ciúmes, traição, romantismo, dinheiro, saúde do casal e, como não poderia deixar de ser, sexo. Sob o olhar crítico da comédia, o objetivo é despertar reflexões no público. Será que todos devem casar? O casamento é o objetivo maior do amor? De um jeito ou de outro as estatísticas não mentem: pessoas casadas vivem mais.

O primeiro pedido
A peça revela-se aos poucos o que parece ser um amontoado de cenas sem qualquer relação descortina-se em uma história que se completa na imaginação do público. Tudo começa com o primeiro pedido de casamento da história, nos primórdios de Adão e Eva. Por uma misteriosa influência da cobra, os dois se deixam levar nos planos para as bodas e, quando percebem, foram expulsos do paraíso, contaminados pelo vírus do matrimônio.

Em seguida, a peça transita por situações normais de relacionamento, como o chá de lingerie com as amigas da noiva, a rotina de um casal após sete anos juntos e as discussões na hora do jogo de futebol e da novela, dentre outros episódios de intimidade rotineiros que, observados pela lupa da comédia e pelo certo distanciamento da ficção, levam-nos a uma reflexão sobre nossas próprias ações no dia a dia.

O espetáculo pretende transmitir a mensagem de que não existe um Manual de Sobrevivência ao Casamento único e apto a prever todas situações e conflitos da vida em casal, mas sim vários possíveis, concebidos por cada um em sua vivência e aplicáveis com base no diálogo, respeito e na "arte de ceder". A ideia que exsurge do espetáculo é a de que os problemas devem ser resolvidos paulatinamente, enquanto ainda são pequenos, porque o passar dos anos e o desgaste da vida partilhada em intimidade são ingredientes fulminantes para a sobrevivência do amor, da admiração e da vida a dois. Dizem por aí que casar é melhor que morrer queimado.

"Ao pensar sobre a possibilidade do casamento cada um deveria se fazer a seguinte pergunta: ‘Você crê que seria capaz de conversar com prazer com esta pessoa até a sua velhice?’ Tudo o mais no casamento é transitório, mas as relações que desafiam o tempo são aquelas construídas sobre a arte de conversar." Friederich Nietzsche.

O processo de criação do espetáculo foi intenso, com a preparação do texto em quatro meses, mais três meses de ensaios e produção. Ao longo desse período os artistas entrevistaram casais, grupos de homens e mulheres separadamente com pessoas de todos estados civis, consultaram livros sobre o assunto e entrevistaram especialistas na área como César Serra (cerimonialista), Raquel Salaro Menezes (designer) e Cátia Damasceno (professora de artes sensuais).

As mulheres são as homenageadas nesta nova Comédia. "Manual de Sobrevivência ao Casamento" é uma ode ao amor e um reconhecimento da luta diária que é sobreviver ao casamento. Neste processo, as mulheres conseguem se destacar pela pressão que lhes é imposta a fim de que cumpram seu papel social e, é para elas, que o G7 carinhosamente dedica esta peça. As noivas de hoje são as futuras combatentes na linha de frente do casamento.

Sobre o G7
Em dez anos de espetáculos, pode-se dizer que o G7 cresceu bastante e realiza agora sua comédia mais madura, divertida e instigante, uma prova de que o aperfeiçoamento vem com o tempo. Cada vez mais referência no cenário teatral brasileiro, o grupo agora debruça seu poder criativo sobre o universo do casamento, por se tratar de um tema ainda atraente para grande parcela da sociedade.

“Manual de Sobrevivência ao Casamento", uma reflexão cômica para você que pensa em se casar, que já está à beira do altar ou que é casada há muito tempo, ou, ainda, você que foge dessa história de véu e grinalda, uma peça divertida que busca passar uma mensagem positiva e respeitosa sobre essa poderosa instituição, além de provocar o espectador a pensar, um pouquinho que seja, sobre si mesmo.



Serviço: 

“Manual de Sobrevivência ao Casamento”

Dia: 22 de janeiro
Horário de abertura: 19h
Horário de início do show: 21h
Endereço: Av. Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo
Telefone: 2272 2901
Classificação etária: 16 anos
Capacidade: 2000 pessoas
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!