“Cabaret” completa 1 ano e elenco festeja com bolo

Cláúdia Raia comemora com elenco 1 ano de Cabaret (Foto: Divulgação)

O musical “Cabaret”, estrelado por Cláudia Raia, completou um ano em cartaz repleto de sucesso. E para comemorar essa data tão especial, o elenco ganhou um bolo ao estilo das Kit Kat Girls e festejou após a sessão especial. Afinal, não é todo dia que um musical bate essa marca. A produção postou uma foto da comemoração na fanpage oficial do musical. Na foto, Cláudia Raia exibe um sorrisão de orgulho ao lado do namorado e colega de cena Jarbas Homem de Mello diante da guloseima. Claro, o champanhe não ficou de fora. Parabéns a toda equipe de “Cabaret”!


A montagem, que traz Claudia Raia no papel da cantora Sally Bowles, estreou em outubro de 2011 em São Paulo, e dia 30 de março no Rio de Janeiro. A versão brasileira é de Miguel Falabella, a direção de José Possi Neto e produção de Sandro Chaim.

(Foto: Divulgação)

Encenado pela primeira vez há 45 anos, com texto de Joern Masteroff, música de John Kander e letras de Fred Ebb, Cabaret se tornou um dos musicais de maior sucesso – não só por sua poderosa equipe de criação, mas também por ter sido uma das mais felizes transposições já realizadas do palcor para as telas. Se a montagem de Harold Prince para a Broadway conquistou 8 prêmios Tony, no filme de Bob Fosse não ficou atrás: levou o mesmo número de estatuetas no Oscar e, de quebra, consagrou Liza Minnelli no papel principal.

Dono de larga experiência na viabilização de dezenas de musicais, como os recentes A Gaiola das Loucas e Hairspray, Sandro Chaim é parceiro de Claudia na empreitada e assina a produção geral de Cabaret, cujos créditos incluem ainda direção musical e vocal do maestro Marconi Araújo, coreografia de Alonso Barros (de volta ao Brasil depois de uma temporadarnde 23 anos na Áustria), cenários de Chris Aizner e Renato Theobaldo, figurinos de Fábio Namatame e iluminação de Paulo César Medeiros. O elenco tem 21 atores e uma orquestra de 14 músicos, regida em cena pelarnmaestrina Beatriz de Luca.

(Foto: Divulgação) 

Como um dos pontos altos do musical estão as letras de Fred Ebb e músicas de John Kander, de inspiração, ironia, humor e lirismo capazes de emocionar o público desde os primeiros acordes da excelente orquestra comandada pela Regente Beatriz de Luca. Claudia Raia criou uma Sally Bowles deliciosa, mais madura e inclinada ao patético. Incrível atriz cômica que é, Raia resolve melhor os momentos de ironia e malícia do personagem. Com todo o seu romantismo e ousadia, “Cabaret” é, de longe, um dos melhores musicais brasileiros dos últimos anos.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!