X-Men e Vingadores podem se encontrar no cinema

(Foto: Divulgação)

Enquanto a 20th Century Fox e o Marvel Studios não chegam a um acordo na negociação que poderia garantir um crossover entre o Quarteto Fantástico e os Vingadores  no cinema, a produtora da franquia X-Men, Lauren Shuler Donner, diz que "adoraria" um encontro na telona entre mutantes e Avengers.

"Eu adoraria que acontecesse. Eu pessoalmente tenho laços com a Marvel, por causa do [presidente do estúdio] Kevin Feige, que já trabalhou pra mim. Pegar os nossos personagens e combiná-los como eles foram pensados originalmente? Com certeza", torce a produtora, em entrevista ao Crave Online.


Como o Marvel Studios já tem planos desenhados para os Vingadores pelos próximos anos, um encontro grande com os X-Men, se um dia for viável, ainda deve demorar a acontecer. Da mesma forma, a Fox parece bem ocupada reorganizar o seu universo mutante, com a expectativa de um encontro da equipe da trilogia de Bryan Singer com o elenco de X-Men - Primeira Classe.

As filmagens de X-Men: Days of Future Past começam em janeiro e o filme chegará aos cinemas em 18 de julho de 2014. Já Os Vingadores 2 estreia em 1º de maio de 2015.

Os Vingadores 2 
Sobre a sequência de “Os Vinagdores”, o diretor Joss Whedon - responsável pela saga - falou ao Vancouver.24hrs sobre o longa e a segunda fase da Marvel no cinema.

Apesar de ter o "poder" de supervisionar os outros filmes da Fase 2, Whedon diz que não pretende interferir no trabalho dos outros diretores: "Pessoas muito talentosas estão escrevendo e dirigindo esses filmes e eu não quero ser o cara que os apavora e chega dizendo 'Eu tenho o poder de mudar isso'. Eu não sou assim".

O diretor continua com a sua promessa de um "filme mais pessoal", mas provoca sobre a ameaça que aguarda Os Vingadores na sequência: "A criação do time não é um final feliz. É o começo de algo que é complexo e difícil e agora eu posso ir um pouco mais além. E talvez, no caminho, eu possa tornar a situação ainda pior. E isso é empolgante para mim. Eu ainda estou no processo de criação da história. Mas tenho trabalhado nisso desde uma hora antes de dizer, 'Vamos fazer um acordo'. A coisa simplesmente pegou fogo comigo. Estamos trabalhando duro. Gostaríamos de não ser tão apressados como fomos com o primeiro".

Whedon também conversou com o Hunfington Post e falou sobre o nível de liberdade criativa para o segundo filme. "Acho que existe um nível de confiança. Kevin Feige [presidente do Marvel Studios] e eu sempre tivemos um respeito mútuo e no primeiro filme ele sempre me deu todo o apoio que precisei. Claro que tivemos alguns momentos em que ele dizia "nós não vemos as coisas desta forma". E acho que agora Kevin está em uma posição em que poderia dizer 'Nós não vemos desta forma, mas nós achamos que você vê", disse o diretor.

(Foto: Divulgação) 

Mas não pense que isso garante poder supremo a Whedon. "Isso não quer dizer que vão me deixar fazer o que eu quiser e eu vou falar 'Oh, vamos de Vingadores Centrais e vamos usar a Garota Esquilo e você vai adorar'. Sabe, eles precisam acreditar. Mas tudo o que eu quero fazer é o filme que eles querem. E tem sido maravilhoso. Nós temos o mesmo tipo de 'E se fizermos isso? E se fizermos aquilo?' e 'Eu acho que tal coisa pode ser engraçada.' Com certeza há um nível de confiança conquistada, mas como com qualquer chefe de estúdio ou produtor, isso não quer dizer carta branca", complementou.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!