'Vivo Open Air' faz do Jockey um cinema a céu aberto; Confira!

(Foto: Rodrigo Vianna/Contracenarte)

No ano em que completa 10 anos, o Vivo Open Air oferece um verdadeiro cardápio de iguarias do cinema mundial. Prova disso foi na sessão de quarta-feira (24), quando foi exibido o filme “Os Caça Fantasmas” (1984), dirigido por Ivan Reitman, e estrelado por Bill Murray (Peter Venkman), Dan Aykroyd (Raymond Stantz ) e Harold Ramis (Egon Spengler). Ao fundo de tudo isso, uma bela cenografia montada, com instalações interativas divertidas, os bares e a vista incrível!

A estrutura realmente impressiona. A mega tela de projeção é bem maior que as usadas nos anos anteriores. Com tecnologia suíça, ela mede 325 metros quadrados e traz um sistema hidráulico capaz de levantá-la em poucos minutos.  A tela resiste às condições climáticas adversas, como chuvas e ventos de até 50 quilômetros por hora, e possui dispositivo de segurança especial para desligá-la - caso o vento ultrapasse essa velocidade. O equipamento de projeção, além de ser digital, conta ainda com um potente sistema de som, formado por 28 caixas Dolby Digital Surround.

A edição carioca, que acontece todos os dias (exceto segundas) entre 17 de outubro e 4 de novembro, repete a receita de sucesso do primeiro semestre em São Paulo. O conceito principal é criar um ambiente de entretenimento, informação e cultura. Para isso, junta cinema, shows e festas – tudo isso no ambiente do Jockey Clube do Rio de Janeiro. Filmes clássicos se revezam com pré-estreias e dão a tônica do evento que leva a todos os cantos do planeta o maior telão a céu aberto do mundo.

(Foto: Rodrigo Vianna/Contracenarte) 

Considerado o maior festival de cinema ao ar livre do mundo, o Vivo Open Air conta com sessões de cinema, com capacidade para até 1300 pessoas, além de shows e festas animadas após a exibição dos filmes. De terça a domingo, o evento apresenta um filme diferente a cada noite. São clássicos, grandes sucessos do cinema, filmes independentes, nacionais, além de curtas, documentários e pré-estreias. Entre os lançamentos nacionais, destaque para a animação “Uma História de Amor e Fúria”, drama épico que atravessa episódios marcantes da história do Brasil, com uma forte trilha sonora e as vozes de Selton Mello e Camila Pitanga no elenco principal.

Apesar de não ter lotado nesta quarta-feira, o Vivo Open Air ofereceu uma noite agradável a todos os cinéfilos e promoveu um resgate do cinema arte. Um ponto negativo são os assentos. Apesar de acolchoados, eles se tornam incômodos para quem vai enfrentar cerca de duas horas de filme. Era possível ver as pessoas se mexendo de um lado para o outro tentando arrumar uma posição mais confortável. Já para o público que desembolsou um pouco mais, uma cadeira tipo praia bem próximo à tela garante o conforto. Cinema sem pipoca não é cinema. Por isso, a organização do evento não bobeou e montou barracas de pipoca e cachorro quente em vários pontos do Jockey.

(Foto: Reprodução/Internet)

Sucessos
Além de “Os Caça Fantasmas”, outros filmes internacionais como o aguardado “Frankenweenie”, novo trabalho de animação do diretor Tim Burton, além das pré-estreias de “The Company You Keep” (Sem Proteção), drama dirigido e estrelado por Robert Redford, e “Celeste & Jesse Forever” (Celeste e Jesse Para Sempre), que traz Rashida Jones e Andy Samberg vivendo um casal em crise que coloca o casamento em xeque, já estão confirmados. Os clássicos também fazem parte da programação, como “Pulp Fiction” e “O Poderoso Chefão”, que ganhou uma cópia restaurada.

(Foto: Reprodução/Internet) 

O evento, que já passou pela Suíça, Alemanha, Austrália, África do Sul, Chile, Portugal e Espanha, também tem shows musicais e festas. Nomes conhecidos e novas apostas do cenário musical brasileiro também estão confirmados para a programação musical. Na quarta-feira, foi a vez de Maíra Freitas, que apresentou um show com a participação de Dudu Nobre. Jesuton, a inglesa descoberta pelo apresentador Luciano Huck, que cantava em pleno Largo da Carioca, Trio Preto, Toca Rauuul, o famoso bloco de carnaval inteiramente dedicado a tocar os sucessos de Raul Seixas, Nova Lapa Jazz, entre outros também já confirmaram presença.

(Foto: Reprodução/Internet) 

Sexta e sábado é a vez de agitar as pistas com as festas que revolucionaram a noitada carioca, como Esbórnia e Modinha, ou até a “balada” paulistana, como o caso da Sem Loção. A festa “Esbórnia”, comandada pelos produtores Felipe Ramalho e Eduardo Brasil, virou a queridinha dos modernos. Já a “Modinha”, dos DJs residentes Chu e João Rodrigo, apresenta a miscelânea musical que conquista cada vez mais fãs no Rio: Samba Rock, MPB Dançante, Funk de todas as épocas, Miami Bass, Hip Hop, Pop, Rock, Dance e Radio hits. As festas “Coordenadas” e “Rocka Rocka” também marcam presença na programação do Vivo Open Air.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!