Música no Palácio leva clássicos de graça aos cariocas

(Foto: Divulgação)

Concertos musicais, clássicos e populares, de qualidade e com entrada gratuita. Essa é a proposta do Música no Palácio, que realiza temporada especial nos dias 5, 6 e 7 de novembro, durante a semana em que se comemora o Dia Nacional da Cultura. Uma parceria do Centro Cultural do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro, com a Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o projeto acontece no Salão Nobre do Antigo Palácio da Justiça.

Veja a programação abaixo:

5 de novembro 
No Dia Nacional da Cultura, celebrado em 5/11, o projeto recebe o Trio Mignone, formado por Afonso Oliveira (flauta); Ricardo Santoro (violoncelo); e Miriam Grosman (piano). No repertório constam composições de Philippe Gaubert, Brenno Blauth e Carl Maria von Weber

Programa: 
Philippe Gaubert
Trois aquarelles / Par un clair matin / Soir d’automne / Sérénade
Carl Maria von Weber
Trio em sol menor op. 63 / Allegro moderato / Scherzo: Allegro vivace) / Lamento do pastor ("Schäfers Klage") / Finale: Allegro 

6 de novembro 
No dia 6/11, o Música no Palácio recebe um recital de canto e piano, com o barítono Inácio de Nonno e o pianista Flávio Augusto. Do programa constam obras do compositor Francis Poulenc.

Inácio de Nonno 
Mestre em Música pela UFRJ e professor da mesma instituição, Inácio de Nonno foi mencionado na edição brasileira do livro "Ópera", de Pierre Brunel e Stephane Wolff, como um dos cantores notáveis das últimas décadas.

Participante de festivais internacionais, como Brasília, Juiz de fora e o Baroque Music Eras of the Américas, nos Estados Unidos, tem 18 CDs gravados, dedicados ao repertório brasileiro. O CD do Oratório "Colombo", de Carlos Gomes, onde interpreta o papel-título, ganhou os prêmios Sharp e APCA de melhor disco clássico do ano de 1998.

(Foto: Divulgação)

Flávio Augusto 
Concluiu os cursos de Bacharelado em Piano e Licenciatura em Música pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro; Pós-Graduação em Filosofia pela Universidade Estadual de Montes Claros, MG; e Mestrado em Piano - Práticas Interpretativas - pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. 

Desde os 13 anos têm sido solista das principais orquestras do país, em palcos importantes como os Teatros Municipais do Rio de Janeiro e de São Paulo, a Sala Cecília Meireles do Rio de Janeiro, o Teatro Nacional de Brasília, a Sala São Paulo, entre outros.

No exterior, já se apresentou em importantes salas de concerto dos Estados Unidos, França, Alemanha, Inglaterra, Holanda, Suíça, Itália, Espanha, Portugal, Bélgica, Áustria, Finlândia, Londres, Nova Zelândia, África, Venezuela, Perú, Chile, Paraguai, Guatemala, Trinidad & Tobago e Costa Rica. Foi o primeiro pianista a conquistar o 1º lugar do Concurso Internacional de Piano "Villa-Lobos", no Rio de Janeiro, em 1988.

Programa: 
Francis Poulenc
Le Travail du Peintre (1957, poemas de Paul Eluard)
Pablo Picasso /Marc Chagall / Georges Braque / Juan Gris/ Paul Klee / Joan Miró / Jacques Villon
Le Bestiaire (1920, poemas de Guillaume Apollinaire)
Le Dromadaire / La chèvre du Thibet / La Sauterelle / Le Dauphin / L’Ecrevisse / La Carpe
Banalités (1940, Guillaume Apollinaire)
Chanson d’Orkenise / Hôtel / Les fagnes de Wallonie / Voyage à Paris / Sanglots

7 de novembro 
Encerrando a série, o Quarteto Uirapurú, formado por Fernando Pereira e Marco Catto (violinos); Dhyan Toffolo (viola) e Cláudia Grosso (violoncelo), apresenta programa com composições de Villa-Lobos e Beethoven.

Quarteto Uirapurú 
Formado em 2002 por músicos de formação erudita, o Quarteto Uirapuru realiza um intenso trabalho na cena musical do Rio de Janeiro. Membros efetivos das principais orquestras cariocas, tais como Orquestra do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Orquestra Sinfônica da UFRJ e Orquestra Petrobras Sinfônica; Fernando Pereira, Dhyan Toffolo, Marco Catto e Claudia Grosso, que têm formações acadêmicas em instituições como Conservatório de Santa Cecilia, em Roma; Conservatório Jacques Ibert, em Paris; DePaul Univesity, em Chicago; e Academia de Música Franz Liszt, em Budapeste; uniram-se a fim de desenvolver um trabalho de personalidade diferenciada.

(Foto: Divulgação)

O quarteto vem executando performances de alta qualidade nas principais salas de concerto do Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte, São Paulo e alguns países da América do Sul, afirmando-se como uma das principais formações camerísticas do Brasil.

Programa:
Ludwig van Beethoven
Quarteto de cordas em fá maior op. 59 n.o 1 ("Rasumowsky")
Allegro
Allegretto vivace e sempre scherzando
Adagio molto e mesto
Thème russe. Allegro

Centro Cultural do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (CCPJ-Rio)
 
Braço cultural do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, o CCPJ-Rio iniciou suas atividades em novembro de 2010, na ocasião da reabertura do Antigo Palácio da Justiça, construído em 1926 para instalar a Corte de Apelação do então Distrito Federal. Desde então, o CCPJ-Rio tem oferecido à população programação gratuita, rica e diversificada, com o compromisso de criar e estimular programas especiais que, aos poucos, formem a identidade de um Centro Cultural promovido pela e na Casa da Justiça. Consolidando, assim, a sua missão: privilegiar o conhecimento e a arte como condições essenciais ao pleno exercício da cidadania.

Serviço:
Música no Palácio

Local: Centro Cultural do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro - Antigo Palácio da Justiça - Salão Nobre
Site: http://portaltj.tjrj.jus.br/web/guest/institucional/centrocultural
Endereço: Rua Dom Manuel, 29, Centro - Rio de Janeiro - RJ
Datas: 5, 6 e 7 de novembro
Horário: 19h
Distribuição de senhas no local: 18h30
Capacidade: 60 lugares
Telefones para informações: (21) 3133-3366 / 3133-3368
E-mail: ccpjrio@tjrj.jus.br
Curadoria: Escola de Música da UFRJ
Entrada Gratuita
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!