“Resident Evil 5” estreia como o melhor da franquia

(Foto: Divulgação)

Toda adaptação é um desafio para qualquer cineasta, ainda mais se tratando de games. Com Resident Evil não é diferente, mas nesse caso, parece que as produções foram melhorando a cada novo episódio. Prova disso é a mais nova adaptação da saga para as telonas. “Resident Evil 5: Retribuição” estreia nesta sexta-feira (14) nos cinemas e já é considerado o melhor filme da franquia de games criada pela Capcom. Mais uma vez Paul W. S. Anderson roteiriza e dirige o filme. No elenco estão Milla Jovovich, Sienna Guillory, Shawn Roberts, Michelle Rodriguez, Li Bingbing, Johann Urb, Boris Kodjoe, Colin Salmon, Oded Fehr e Kevin Durand, entre outros.

(Foto: Divulgação) 



O mortal T-Vírus da Umbrella Corporation continua assolando a Terra, transformando a população global em legiões de mortos-vivos sedentos por carne. A última e única esperança da raça humana, Alice (Milla Jovovich) acorda dentro da instalação da Umbrella e descobre mais sobre o seu passado, a cada passo dentro do complexo. Sem um porto seguro, Alice continua a caçar os responsáveis pela epidemia - uma perseguição que a leva de Tóquio para Nova York, Washington e Mouscou, culminando em uma revelação alucinante que irá forçá-la a repensar tudo o que ela acreditava ser verdade. Ajudada por novos e velhos aliados, Alice precisa lutar para sobreviver o tempo suficiente, até que consiga escapar de um mundo hostil à beira do esquecimento.

Agora reunidos, eles lutarão lado a lado num combate sangrento, que os levará a uma importante e inacreditável revelação. Só existe um problema, Jill Valentine (Sienna Gillory) e Rain Ocampo (Michelle Rodriguez), sob as ordens da poderosa Rainha Vermelha, não estão dispostas a facilitar as coisas para o grupo, que ainda por cima corre contra o tempo.

Assim, o roteirista e diretor Paul W.S. Anderson, que faz dessas adaptações seu nicho desde Mortal Kombat (1995), vem cada vez mais dando a seus filmes uma interface de jogo - como já prenunciava Corrida Mortal, com seus enunciados dispostos na tela como se fossem HUD (heads-up display, as informações vitais de energia e munição nos cantos dos jogos).

O que não deixa de ser uma inversão curiosa: enquanto a tendência em games, há anos, é eliminar o HUD para deixar a experiência mais próxima do cinema (a própria Capcom fez isso com seus Resident Evil), Anderson deixa no HUD, ou no "extra-filme", por assim dizer, as informações mais básicas que botam a narrativa em movimento.

Resident Evil 6
Em uma entrevista coletiva no México, Paul W.S. Anderson disse que Resident Evil 6 será o fim da história de Alice (Milla Jovovich): "A ideia é que o próximo filme seja o último. Este [o quinto filme] é o começo do fim. Muitos personagens morrem e o próximo será o capítulo final", disse Anderson, segundo o UOL Cinema.

(Foto: Divulgação) 
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!