“Ar Quente”: o caminho inverso do progresso

(Foto: Divulgação)

O espetáculo de dança “Ar Quente” estreia nesta sexta-feira, 7 de setembro, no Teatro Ziembinski, na Tijuca, no Rio. “Ar Quente” investiga e questiona o caminho inverso do progresso, onde a ação passa de construção à destruição, onde o impulso instintivo toma o lugar do racional, onde nos consideramos vítimas do Eu construtivo, da própria ação. O movimento é de degelo, poluição, queimadas, desmatamentos, água imprópria... Imprópria como a interferência humana. Expectadores, coadjuvantes, protagonistas, o que somos nessa história? 

O movimento é de destruição, construção, estagnação transitando por espaços incertos, onde a interferência humana é violenta; violável. Ar Quente traz algo de urgência, instigado pela inação do homem diante da vida, onde a influência com a Terra é quebrada.

A LaCrista Teatro de Movimento foca suas criações artísticas no elemento humano. Partindo do princípio que o movimento antecede a linguagem, o objetivo é estimular o corpo e a mente em pesquisas corporais que proporcionem a leitura corporal em movimento. 

(Foto: Divulgação) 

Serviço: 
“Ar Quente” 

Temporada de 07 a 16 de setembro de 2012
Local: Teatro Ziembinski - Rua: Av. Heitor Beltrão, S/N - Tijuca - Telefone: 2254-5399
Horário: Sexta e sábado às 20h e domingos às 19h
Preço: R$ 15,00
Capacidade: 132 lugares
Classificação etária: 14 anos
Gênero: Dança
Duração: 60 minutos
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!