Maria Gadú apresenta show inédito "Doncovim"

(Foto: Divulgação)
Fãs de Maria Gadú se preparem: a menina franzina de óculos e cabelos rebeldes está de volta ao Rio com o show inédido “Doncovim”. A expressão mineira significa “De onde eu vim”. No espetáculo, a cantora resgata as influências musicais que marcaram sua carreira. Uma das artistas mais bem sucedidas da nova geração, Maria Gadú se apresenta na casa de shows Miranda.
Maria escolheu um dos palcos mais prestigiados do Rio de Janeiro para apresentar o show inédito intitulado Doncovim. A expressão mineira significa “De onde eu vim” e o conceito do espetáculo é mostrar ao público suas influências musicais. No repertório, canções da banda pop norte americana Backstreet Boys, passando por Adoniran Barbosa, Sandy e Junior e os grandes nomes da música nacional e internacional.
Maria Gadú será acompanhada dos músicos de sua banda: Maycon Ananias (teclados), Cesinha (bateria), Guima Mendonça (baixo), Fernando Caneca (guitarra) e Doga (percussão).



Quem é Maria Gadú?
Paulista, foi introduzida à prática musical ainda na infância. Aos 7 anos de idade, já gravava músicas em fitas cassetes. Fez poucos meses de aulas de violão, longe do suficiente para ler partituras, mas o necessário para criar suas próprias canções. Fez desde os 13 anos shows em bares e festas de família em sua cidade de São Paulo. Mudou-se para o Rio de Janeiro no início de 2008, quando começou a tocar em bares da Barra da Tijuca e da Zona Sul. Sua carreira passou a ter ascensão ao despertar atenção de famosos ligados ao meio musical, como Caetano Veloso, Milton Nascimento, João Donato, dentre outros. Maria Gadu ganhou destaque ao interpretar "Ne me quitte pas", de Jacques Brel, para o diretor Jayme Monjardim, que estava em fase de pré-produção da minissérie Maysa - Quando Fala o Coração. Maysa Matarazzo, cantora e mãe do diretor, fez muito sucesso nas décadas de 1950 e 60 cantando, dentre outras, esta canção. A versão de Gadu, logo, foi incluída na trilha sonora da minissérie que estreara em janeiro 2009, na qual a cantora, ainda, fez uma participação especial como atriz.

No início de 2009, aos 22 anos de idade, Maria Gadú preparava seu primeiro álbum, homônimo, lançado pelo selo SLAP, da gravadora Som Livre, e produzido por Rodrigo Vidal. Além disso, iniciou uma temporada de shows no Cinemathèque, no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro. Após o lançamento do álbum em meados de 2009, a cantora rapidamente ganhou espaço na mídia brasileira. A canção "Shimbalaiê", sua primeira composição aos 10 anos de idade, foi incluída na trilha sonora de mais uma produção da TV Globo, desta vez em horário nobre, a novela Viver a Vida. Ne me quitte pas foi regravada e, junto com "A história de Lilly Braun", está na trilha sonora da minissérie Cinquentinha, de Aguinaldo Silva.

Gadú participou de um show do cantor e compositor sueco-americano Eagle-Eye Cherry realizado na Via Funchal, em São Paulo, em 21 de janeiro de 2010. O show foi registrado para o DVD ao vivo do cantor. Também participou do CD e do DVD do álbum N9ve da cantora e compositora Ana Carolina cantando a música inédita "Mais que a mim". A trilha sonora do filme Sonhos Roubados tem a participação de Maria Gadú na faixa principal. A faixa homônima ao longa saiu na internet em abril e foi lançada para promover o filme.

Também em 2010, a cantora fez uma participação com Xuxa em seu XSPB 10, cantando a música "O Leãozinho" de Caetano Veloso. No mesmo ano recebeu duas indicações ao Grammy Latino nas categorias Melhor Artista Revelação e Melhor Album de Cantor/Compositor. Em 2011 fez uma participação especial no álbum Umbigobunker!?, do cantor e compositor carioca Jay Vaquer, na sexta canção do álbum, intitulada "Do Nada, me Jogaram aos Leões". Em dezembro de 2011, Maria Gadú lança seu segundo álbum de estudio, Mais Uma Página, cuja primeira música, "Axé Acappella", de Dani Black e Luísa Maita, foi lançada como single e disponibilizada para download gratuito no site da cantora. O disco também traz a regravação de "Amor de índio", musica já interpretada pelo grupo Roupa Nova, e conta com a participação de Lenine e do cantor português Marco Rodrigues no tema "A Valsa".

Serviço:

Datas: 30, 31 de agosto e 1 de setembro (quinta, sexta e sábado)
Horário: 21h30
O show começará pontualmente.
Chegue cedo e experimente o menu Miranda. Abertura 1h30 antes do evento.

Ingresso:

Setor Um Tom Acima – Clientes Nextel, Fidelidade Miranda, assinantes O Globo e beneficiários de meia entrada R$ 180
Setor Notável – Clientes Nextel, Fidelidade Miranda, assinantes O Globo e beneficiários de meia entrada R$ 150
Setor Sustenido – Clientes Nextel, Fidelidade Miranda, assinantes O Globo e beneficiários de meia entrada R$ 80
Bar Notável – Clientes Nextel, Fidelidade Miranda, assinantes O Globo e beneficiários de meia entrada R$ 150
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!