"Canastrões" celebra centenário de Paulo Gracindo

(Foto: Google Images)

Estreou no dia 10 de agosto, no Teatro Arena, do Espaço SESC, o espetáculo “Canastrões”, com texto e direção de Moncho Rodriguez. No palco, o ator Gracindo Jr. e seus filhos, Pedro e Gabriel Gracindo, conduzem o espectador pelo universo mágico da poética teatral de todos os tempos e tem, como principal fonte de inspiração, a arte de um dos maiores atores do teatro brasileiro, Paulo Gracindo.

Tempos e vidas, histórias, sonhos e desejos que os levam a percorrer os caminhos do teatro, desde os mais remotos princípios dos Cómivos de laLégua ibéricos até a contemporaneidade de um teatro que procura encontrar a sua linguagem poética própria. Os personagens usam todos os truques e artimanhas que guardam em seus "Canastros" na busca de uma verdade cênica que possa transformar a relação do ator com o espectador.

(Foto: Google Images)

Além da homenagem a Paulo Gracindo, mais 39 atores serão lembrados na montagem. 40 cadeiras do teatro estarão reservadas, durante toda a temporada, com placas com os nomes desses grandes mestres do teatro. São eles: Paulo Gracindo; Paulo Autran; Ziembinski; Procópio Ferreira; Miriam Muniz; Ivan de Albuquerque; Rubens Correa; Cacilda Becker; Lilian Lemmertz; Henriette Morineau; Chico Anísio; Sérgio Brito; Italo Rossi; Armando Bogus; Mario Lago; Claudio Correa e Castro; Dulcina; Raul Cortez; Jardel Filho; Fernando Torres; Guarnieri; Yara Amaral; Glauce Rocha; Lélia Abramo; Manuel Pêra; Grande Otelo; Derci Gonçalves; Oswaldo Louzada; Adriano Reis; Jaime Barcelos; Francisco Milani; Jaime Costa; Milton Moraes; Nildo Parente; Rodolfo Mayer; Rogério Cardoso; Sergio Cardoso; Sergio Viotti; Vanda Lacerda; e Vianinha;

Sobre o espetáculo
Três personagens, em um espaço vazio, onírico, arrastam os seus canastros (baús) carregados de memória. São contraditórios, patéticos, divertidos, dramáticos, interpretes e músicos.

Nessa viagem pelos universos do fabuloso, os três personagens o Enviado (Gracindo Jr.), o Acontecido (Gabriel Gracindo) e o Inevitável (Pedro Gracindo), atores sem tempo definido, questionam o sentido de existirem, de ainda permanecerem como vivos no sonho diante da realidade; interrogam-se sobre a perda da verdade poética, principal alimento da criação artística; denunciam a transformação da arte e dos seus ofícios em produtos descartáveis de consumo, as razões de uma modernidade sem identidade; da globalização redutora dos mais elevados sentimentos humanos.

Assim, perdidos diante de tantas contradições, decidem retomar os caminhos de um princípio imaginativo, inventado pelas histórias e lendas do próprio teatro. Os três revivem cenas, personagens, passagens da história, do teatro e da humanidade, nas mais divertidas peripécias do jogo da vida e da convenção teatral. “Para estes personagens, a vida é a invenção que se vive no imaginário de um mundo reinventado em cada sonho. É teatro”, afirma Gracindo Jr.

(Foto: Google Images)

Serviço:
Temporada: de 10 de agosto a 02 de setembro
Local: Espaço SESC – Teatro Arena (Rua Domingos Ferreira, 160. Copacabana)
Telefone: (21) 2547-0156
Horário: Quinta a Sábado, às 21h, Domingo, às 19h30
Ingresso: R$20 (inteira), 10 (estudante, idosos e classe artística), R$5 (associados SESC Rio)
Capacidade: 240 lugares
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!