Quase Normal traz Vanessa Gerbelli em papel denso

(Foto: Divulgação)

O musical "Quase Normal", com versão e direção de Tadeu Aguiar e direção musical e regência de Liliane Secco, chega ao Teatro Clara Nunes, no Rio, como uma novidade nos palcos brasileiros: trata-se de um musical denso, psicológico, distante do universo de noviças, munchkins e cabarés ao qual viemos nos acostumando desde que o desembarque de sucessos da Broadway se tornou mais frequente por aqui.

Quando estreou em Nova York, em 2008, "Next To Normal" maravilhou público e crítica pela originalidade de sua história e a potência de seu texto (de Brian Yorkey) e música (Tom Kitt, de "Alta Fidelidade"). A dupla ganharia o Pulitzer de teatro e três Tony. De lá para cá, viu o espetáculo, mais rock’n roll do que o título sugere, viajar mais de dez países.

Vanessa Gerbelli faz o riquíssimo papel central - Diana Goodman é uma dona de casa bipolar cujos altos e baixos são domesticados por toneladas diárias de pílulas. O calendário da cozinha ainda está no ano passado, a comunicação com o marido e a filha de 18 anos está comprometida. O fantasma do filho perdido é o único consolo, um antídoto contra a depressão.

(Foto: Divulgação)

Diana chega a um ponto em que já não sente nada. "Valium é a minha cor favorita", diz. Descrente, Natalie, a filha, a chama de "Miss Rivotril". Até que Diana decide libertar-se dos remédios e ter uma "vida menos cinza". "É um desgaste emocional muito grande. Estamos falando de loucura, morte, rejeição, apego", contava Vanessa ao fim do ensaio geral, quarta-feira. É seu 11º musical em 20 anos de carreira. "As músicas são comoventes, são um gatilho muito eficiente para chegarmos à emoção".

A história
Quase Normal é a historia de uma família que pretende levar uma vida normal, e enfrenta a adversidade, passando por uma numerosa gama de emoções que sacodem o público com intensidade, diverte com seu humor e o deixa, renovado e comovido pelas semelhanças que encontra entre o que ocorre em cena e o que passa no interior de suas próprias vidas.

A historia apresenta uma família “quase normal”: Diana, uma Dona de casa convencional que luta contra uma profunda desordem bipolar; Dan, seu abnegado marido, que luta para deixar a família unida; Natalie, a filha problemática, que tem péssima relação com a mãe e sonha em fugir de casa; e Gabriel, o filho praticamente perfeito, que deseja se manter presente para sempre.

Enquanto Diana, pouco a pouco, vai perdendo a lucidez, cada um a seu modo, eles lutam para manter a família nos eixos; seja tentando enfrentar os efeitos da bipolaridade que os assombra, ou seja fazendo enormes sacrifícios para redescobrirem a vida unidos.

Quase Normal e uma obra que revolucionou o gênero e que tem comovido salas lotadas na Broadway e que continua comovendo espectadores ao redor do mundo – em diversos estados dos E.U.A., além de Singapura, Austrália, Peru, entre outros.

Serviço:

“Quase Normal”

Gênero: Musical
Teatro Clara Nunes
Endereço: Rua Marquês de São Vicente, 52 - Shopping da Gávea - 3º piso, Gávea
Temporada: 12 de julho de 2012 até 30 de setembro
Horários: quintas e sextas às 21h; sábados às 18h e às 21h;  domingos às 19h
Preço: quintas e sextas R$ 70 sábados e domingos R$ 90
Classificação Indicativa: 14 anos

 
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!