Musa tecnobrega, Gaby Amarantos vira hit no Rio

(Foto: Divulgação)

Se você andar pelas ruas do Rio de Janeiro e ouvir alguém cantar “ex my love, ex my love”, não se preocupe, você não ouviu errado. Esse é o refrão que está na boca dos cariocas e virou hit na cidade. A responsável por isso é a cantora Gaby Amarantos, musa do tecnobrega à frente da banda Tecno Show. A música virou sucesso após entrar como tema de abertura da novela das 19h da TV Globo, Cheias de Charme. Desde que estreou, a agenda de shows da morena tem lotado. Gabriela Amaral dos Santos, nome verdadeiro de Gaby Amarantos, tem 33 anos e 15 de carreira.

video

Assistam acima ao vídeo com a mensagem da cantora Gaby Amarantos para o Contracen@rte

Ela saiu da periferia de Belém do Pará para conquistar o país. Depois de 18 anos de carreira, chegou a vez de Gaby Amarantos brilhar! Gaby começou a cantar aos 15 anos em uma igreja e com 18 anos se apresentava cantando MPB nos bares e casas noturnas de sua cidade. Hoje, a cantora é referência quando o assunto é tecnobrega, já foi elogiada por cantores consagrados como Ivete Sangalo e é comparada à cantora americana Beyoncé. Apesar do repentino sucesso, Gaby continua com os pés no chão e acredita que hoje colhe os frutos que plantou no passado: “é um sucesso que vem de uma batalha de mais de 18 anos de trabalho”.

Durante o Prêmio da Música Brasileira, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, ela revelou que se prepara para lançar seu primeiro disco, de repertório autoral e por uma grande gravadora, abrindo caminho para uma profissionalização do movimento paraense, que cresceu ancorado na pirataria e nas versões em português para sucessos do pop internacional. Com o já conhecido estilo exuberante, a cantora chamou a atenção do público e de toda imprensa já na chegada ao teatro, carregando um grande arranjo na cabeça e um vestido brilhoso.

Criolo foi um dos vencedores (Foto: Google Images)

Sempre simpática, ela arrumou um tempo para a equipe de arteiros do Contracen@rte que compareceu ao evento e deixou o recado. Para brindar ainda mais a mensagem, Gaby não hesitou em cantar um trecho do sucesso da novela da Globo. Após a canja, ela teve que sair correndo para os bastidores já que algumas horas depois ela dividiria o palco com o cantor e compositor Zeca Pagodinho. Durante a apresentação, ela deu um selinho no cantor. O gesto foi o “gran finale” do dueto dos dois, que cantaram as músicas “Incompatibilidade de gênios” e “Coisa feita”, do homenageado da noite, João Bosco.

Após ser destaque nas páginas da Vogue, uma conceituada revista de moda, ostentando um vestido caríssimo do estilista André Lima. Gaby Amarantos ganhou uma reportagem no The Guardian, um dos jornais mais respeitados do Reino Unido.

Noite exalta a música brasileira
O 23º Prêmio da Música Brasileira prestigiou os melhores talentos da música no último ano. Criolo, por exemplo, voltou para casa com três. "Obrigado Rap nacional. Devo tudo isso a você!", disse ele, em mensagem no seu Facebook. Herbert Lucena - que com seu álbum "Não Me Peçam Jamais Que Eu Dê De Graça Tudo Aquilo Que Eu Tenho Para Vender" foi o campeão de indicações, também ficou feliz. O disco ganhou na categoria Projeto Visual, melhor disco regional e, ainda nesta categoria, ele foi eleito o melhor cantor.

Ivete Sangalo foi uma das mais aguardadas (Foto: Google Images)

Dobradinha também para Dori Caymmi, que foi o melhor cantor e álbum de MPB, e Alcione, melhor cantora e melhor disco de Canção Popular. Não bastasse a homenagem, João Bosco foi premiado por sua parceria com Chico Buarque, "Sinhá". "Essa música é uma jóia", disse Monica Salmaso, que intepretou a canção no show. E também saiu do PMB com seu troféu! E no ano seguinte da homenagem a Noel Rosa, quem levou a melhor foi Wilson Baptista, com a premiação do disco "O Samba Carioca de Wilson Baptista".
Arranjador:
Gilson Peranzzetta - álbum "Iluminado", de Dominguinhos

Melhor canção:
"Sinhá". Compositores: João Bosco e Chico Buarque. Intérpretes: Chico Buarque e João Bosco, em "Chico"

Projeto visual:
Herbert Lucena - álbum "Não Me Peçam Jamais Que Eu Dê De Graça Tudo Aquilo Que Eu Tenho Para Vender". Projeto: Evandro Borel

Revelação:
Criolo

Canção popular:
Álbum: "Duas Faces - Jam Session" , de Alcione. Produtor: Alexandre Menezes
Dupla: Chitãozinho & Xororó / "Sinfônico 40 anos"
Grupo: Banda Calypso / "Meu Encanto Vol.16"
Cantor: Cauby Peixoto / "Cauby Ao Vivo – 60 Anos de Música"
Cantora: Alcione / "Duas Faces – Jam Session"

Instrumental:
Álbum: "The Art of Samba Jazz", de Dom Salvador Sextet. Produtor: Dom Salvador
Solista: Hamilton de Holanda / "Brasilianos 3"
Grupo: Zimbo Trio / "Autoral"

MPB:
Álbum: "Poesia Musicada", de Dori Caymmi. Produtor: Dori Caymmi
Grupo: Passo Torto / "Passo Torto"
Cantor: Dori Caymmi / "Poesia Musicada"
Cantora: Mônica Salmaso / "Alma Lírica Brasileira"

POP/Rock/Reggae/HIP-HOP/Funk:
Álbum: "Nó na Orelha", de Criolo. Produtores: Marcelo Cabral e Daniel Ganjaman
Grupo: Mundo Livre S/A / "Novas Lendas da Etnia Toshi Babaa"
Cantor: Criolo / "Nó na Orelha"
Cantora: Marisa Monte / "O que Você quer Saber de Verdade"

Regional:
Álbum: "Não Me Peçam Jamais Que Eu Dê De Graça Tudo Aquilo Que Eu Tenho Para Vender", de Herbert Lucena. Produtores: Herbert Lucena e Alexandre Rasec
Dupla: Kleuton e Karen / "Genuinamente Caipira"
Grupo: Ponto Br / "Na Eira"
Cantor: Herbert Lucena / "Não Me Peçam Jamais Que Eu Dê De Graça Tudo Aquilo Que Eu Tenho Pra Vender"
Cantora: Socorro Lira / "Lua Bonita - Zé do Norte 100 anos"

Samba:
Álbum: "Nosso Samba Tá Na Rua", de Beth Carvalho. Produtor: Rildo Hora
Grupo: Fundo de Quintal / "Nossa Verdade"
Cantor: Arlindo Cruz / "Batuques e Romances"
Cantora: Fabiana Cozza / "Fabiana Cozza"

Álbuns especiais:
DVD: Chitãozinho & Xororó - "Sinfônico 40 anos". Diretor: Cassio Amarante
Língua estrangeira: "Goodnight Kiss" - Delicatessen. Produtores: Beto Callage e Carlos Badia
Erudito: "Liszt: Harmonies Du Soir" - Nelson Freire. Produtor: Dominic Fyfe
Infantil: "Embolada" - Rita Rameh e Luiz Waack. Produtores: Luiz Waack e Rita Rameh
Projeto especial: "O Samba Carioca de Wilson Baptista" - Vários artistas. Produtor: Rodrigo Alzuguir
Eletrônico: "Lá Onde Eu Moro" - João Hermeto. Produtor: João Hermeto

E no Concurso Vale Cantar Noel, quem ganhou foi Thiago Miranda. Um novo talento revelado.
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!