Dorotéia - Pureza ou Perdição?


(foto:divulgação)

Na quarta-feira (25), estivemos presente no último dia de apresentação da peça Dorotéia aqui no            Rio de Janeiro. O texto é um tanto quanto pesado, mas como todos sabemos Nelson Rodrigues é pesado. O elenco se sai muito bem e um destaque especial para atuação de Gilberto Gawronski (D. Flávia) e Alinne Moraes (Dorotéia) merecem salvas de palmas, não deixam a desejar em nenhum instante, apesar de as vezes o texto ser um pouco redundante.   

Toda a ação transcorre numa casa sem quartos, o que soa coerente, já que uma das personagens afirma que é "no quarto que a alma e a carne se perdem", embora todos saibamos que tanto nossa alma, quanto nossa carne, podem se perder em diversificadas geografias. Mas aqui o quarto passa a ser uma espécie de símbolo do pecado, da transgressão, da ausência de pureza, de todas as possíveis e condenáveis tentações.

(foto:divulgação)

Outro dado interessante diz respeito à identidade de Dorotéia. Na família existiram duas: uma teria se afogado, por não suportar o conhecimento de que "por dentro de seu vestido estava um corpo nu"; a outra perdeu-se, tornou-se prostituta. Finalmente: qual das duas é a que está em cena? Acaba-se sabendo que é a ex-prostituta, que perdeu um filho e agora deseja trilhar os caminhos da virtude. Mas é belíssima, enquanto todas as mulheres da família são medonhas. E para se chegar à virtude, há que se matar a beleza... 

                                   



Sinopse: Dorotéia é uma linda mulher que larga a prostituição após a morte de seu filho. Depois de alguns anos afastada da família, ela procura suas primas para ter uma vida decente. Porém, as três primas, todas viúvas, repudiam-na por causa de sua beleza. No decorrer da história, inicia-se uma tentativa irracional de levar Dorotéia ao caminho da virtude e das privações. O enredo, envolvente e repleto de fantasias, fará o espectador conhecer um mundo caótico, onde o feio torna-se a representação da pureza, onde o ser humano revela suas múltiplas facetas. 

O trecho acima sintetiza o enredo de "Dorotéia", que acaba de entrar em cartaz no Teatro Raul Cortez, em São Paulo. Escrito por Nelson Rodrigues, o texto chega à cena com direção de João Fonseca e elenco formado por Alinne Moraes (Dorotéia), Gilberto Gawronski (D. Flávia), Alexandre Pinheiro (Carmelita), Paulo Verlings (Maura), Keli Freitas (Das Dores) e Marcus Majella (D. Assunta da Abadia).


(foto:Contracen@rte)

No último dia apresentação da peça Dorotéia, que esteve em cartaz no Teatro Poeira, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, Alinne Moraes (protagonista da história), recebeu na noite de quarta-feira (25) a ilustre presença de Fernanda Montenegro. 

(foto:divulgação)

A dama da dramaturgia nacional assistiu ao espetáculo, concentrada, e ao final fez questão de parabenizar Alinne pela performance. Jacqueline Laurence, Louise Cardoso e Marcelo Vale também conferiram a encenação. 

(foto:divulgação)

Bom, nós aqui do Contracen@rte desejamos que o espetáculo tenha o mesmo sucesso que teve aqui no Rio de Janeiro. Parabéns a todo elenco!



FICHA TÉCNICA
Realização: Artcênicas Ideias e Soluções Artísticas
Texto: Nelson Rodrigues
Direção: João Fonseca
Iluminação: Luiz Paulo Nenen
Cenografia: Nello Marrese
Figurino: Thanara Schönardie
Elenco: Alinne Moraes (Dorotéia), Gilberto Gawronski (D. Flávia), Alexandre Pinheiro (Carmelita), Paulo Verlings (Maura), Keli Freitas (Das Dores) e Marcus Majella (D. Assunta da Abadia).


SERVIÇO:

Dorotéia


Horários: 
Sextas: 21h30 - R$ 60,00
Sábados: 21h - R$ 70,00
Domingos: 19h - R$ 60,00


De 28 de julho a outubro 2012
Classificação: 14 anos

Teatro Raul Cortez - FecomercioSP
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - Bela Vista


BILHETERIA:
De terça a quinta-feira: das 14h às 20h
De sexta a domingo: das 14h até início do espetáculo


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Obrigado pela sua opinião!
Contracene, seja o Artista!